Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Diante dos teus olhos

Foto de Leslie Dean McEwan


À PEDRA FILOSOFAL

Eu tenho amor enfim, ó retina dos teus olhos!
Que traz o teu perfume em lume no espaço...
Ao peito, a lasciva flor do teu mormaço
Sou fonte em mel que escorre em abrolhos!

Mansos sonhos que deslizam em poesia!
E sei, que as artimanhas do tempo,
Vão seduzir de amor esse momento
Na fina alma desperto sincronia

Vou fecundar sementes, que explícitas;
Vão debulhar os fios das primícias!
Eu quero o teu olhar em fina prece!

Diante dos teus olhos...sorriria
Quantas vezes minha vida viveria!
Pra te cobrir de sonhos, fina messe!

Ledalge,14 de Maio de 2008

E foi diante dos meus olhos, enquanto conversávamos no Msn, que este soneto ganhou forma, o que demonstra bem as qualidades de sonetista da Ledalge.

A Ledalge/Núria é uma amiga excepcional. Estamos separadas pelo oceano mas não deixamos que isso nos afecte e a nossa amizade tem crescido dia a dia.

Núria, querida amiga. Agradeço-te do fundo da alma, do fundo do coração, a dedicatória. Um beijo daqueles que não tem tamanho