Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

À Pedra Filosofal

Foto de Konrad Jacek Jedrzejczak

Pedra nobre, bela, pura,
Em teus olhos encontrei amizade
Da mais verdadeira que existe.
Rara pedra, de tão pura,
Amiga do meu coração!

Força e beleza engrandecem,
Iluminam o teu ser,
Luz de encanto, grande estrela
Orgulho-me de te conhecer!
Sem ti éramos mais pobres
O dia não teria tanto encanto,
Faltaria cá o Sol.
Amigas como tu são raras,
Levar-te-ei sempre no coração!

A ti Pedrinha! Porque mereces por seres quem és e como és!

Por diversas ocasiões fui brindada com poemas e/ou cartas de amigos(as). Mimos que me deixaram sem palavras. Resolvi partilhar com todos esses mimos. São verdadeiras pérolas, que merecem, sem dúvida, destaque, não por me serem dedicados mas porque os autores e autoras que os escreveram tem bastante qualidade.
O primeiro só podia ser este, escrito pela Vera Silva e que podem ler no seu ambiente natural em
http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=51043
Vera, obrigado por este mimo, tem especial significado para mim dado a altura em que o fizeste. Foi o principio do fim duma história surrealista em que estive envolvida e que, com a tua ajuda, consegui superar da melhor maneira