Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Não é só pranto

Foto de Miguel Alonso

Preciso dizer-te não é só pranto
A letra da canção que trago à margem
Dessa palavra amarga que às vezes canto,
Tenho alegria que me dá coragem

Não trago sonhos vãos presos ao peito,
E nem é só de dor o meu lamento
Componho esse soneto de outro jeito
Das cores do arco-íris e me deleito.

Senhora, menina, não tenho idade
Quando visto a capa da fantasia.
Sou luz da lua varando a noite,

Sou ave branca que rompe o dia
Cavalgo um alazão, lhe dou açoite
E acordo embriagada de saudade!...

Sandra Fonseca