Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Somos grandes

ou talvez não...

 

 

Na imagem à esquerda, a Terra e a Lua vistas de Saturno

 

Na imagem à direita, a Terra vista de Saturno

 

Segundo a Visão estas fotografias foram captada pela sonda Cassini e mostram a Terra e a Lua vistas a partir da órbita de Saturno. Ou melhor, mostram dois pontos minúsculos.

 

"Não se consegue ver continentes ou pessoas neste retrato da Terra, mas este pálido ponto azul é um resumo de quem éramos a 19 de julho", congratula-se a cientista da NASA Linda Spilker, uma das responsáveis pela sonda Cassini.

 

Para algumas pessoas/entidades, que tem a mania das grandezas, se calhar valia a pena refletirem um bocadinho. Porque afinal, na grande imensidão do Cosmos, parece que somos apenas um pequeno grão de areia.

Pesadelos

 

 

 

Eu juro que devo estar a ainda a dormir, mas a dormir a sério, assim à coisa duns meses ou coisa que o valha. É que só assim consigo justificar que determinadas coisas estejam a acontecer cá em Portugal. E nem sequer é um sonho bom. É mais um pesadelo, daqueles bem grandes. E se pensam que estou a falar de politiquices ou coisa que o valha, passem já ao lado que nem vou por ai.

Então um miúdo de 16 anos, aluno excelente, mata à mãe à facada porque a mãe lhe exigia boas notas. Não acreditam? Vejam aqui esta notícia. Matou a mãe e depois foi tomar uma banhoca e a seguir uma musiquinha para animar. Faz sentido…

Depois vem o aluno que, com 6 anos, sim 6 anitos, está transformado no terror duma escola. Com apenas 6 anos já atirou com a mobília toda, literalmente, pela janela do 1º andar da escola, mordeu vários alunos (ao ponto de alguns já terem pedido para mudar de escola) a família ainda acha que está tudo bem, tanto que ontem foram todos, em filinha, impedir a escola de funcionar porque o seu benjamim está a ser injustiçado. As notícias sobre este tema podem ser encontradas aqui, aqui e aqui. Será que sou só eu que acha que a mãe e restante família estão em negação e que tem um verdadeiro problema em casa? Quando é que se vai perceber que muitos dos problemas que os miúdos tem nas escolas vem da (falta) de educação em casa? Neste caso estão a tentar-se desculpar com a hiperactividade do miúdo e dizem que, em casa, é um anjo. Se calhar, para a mãe e o padrasto, até se porta bem porque eles não o contrariam e o deixam fazer tudo. O estranho é supostamente o gaiato estar medicado para a hiperactividade e continuar a fazer estas coisas. Ou talvez não seja assim tão estranho atendendo aos exemplos da mãe, padrasto e tios (os que foram fechar a escola hoje de manhã).  A escola agiu bem por aquilo que li. Contrataram uma auxiliar exclusivamente para dar atenção ao miúdo e um professor só para o acompanhar. Tentaram levar a criança a uma avaliação psiquiátrica que não foi autorizada pela mãe nem pelo padrasto (não sei o que pensa ou onde anda o pai). Avisaram várias vezes que o miúdo tinha atitudes violentas. Alguns pais retiraram os filhos daquela escola porque a escola não expulsou o miúdo e as outras crianças tinham medo dele. Só que ao que parece o miúdo é exímio em fugir a qualquer controlo, acima de tudo quando lhe dizem que "não" ou não o deixam fazer o que ele quer. E se a dita auxiliar ou o professor lhe dessem uma valente palmada (que é mais que merecida) caiam-lhes em cima...

Depois temos uma mãezinha que resolve dar um estalo á professora em frente aos alunos. E tal não deve ter sido o dito estalo que a docente ficou sem sentidos e teve de ser encaminhada para o hospital. Coisa linda. Mostra bem o nível de educação da mãe e, acima de tudo, a educação fantástica que está a dar aos filhos.

E isto já para não falar das condenações aos dois GNR’s que, no caso dum deles, foi condenado a três anos de prisão por matar um fugitivo e o outro que foi condenado a nove anos de prisão por matar uma criança que o paizinho levou para um assalto... portanto dois militares que estão a cumprir as funções que, supostamente, lhes estão atribuídas à GNR (e a todos os militares) e que são a defesa da lei é que são condenados. O paizinho da criança, esse ainda recebe uma indemnização por levar a criança para um assalto...

 

Como disse, só posso estar a dormir. E a ter pesadelos. Alguém me belisca para eu acordar deste pesadelo?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D