Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Os Litigantes

Os Litigantes
Autor: John Grisham
ISBN: 9789722528610
Sinopse:
Depois de vinte anos juntos, Oscar Finley e Wally Figg, os dois sócios da firma de advogados Finley & Figg, mais parecem um casal velho. Mas eis que chega a mudança. David Zinc, um advogado jovem, abandona a carreira acelerada numa elegante firma do centro, embebeda-se e vai literalmente parar-lhes à porta. 
Agora com um novo membro, a F&F está pronta para agarrar um grande caso, que os pode tornar muito ricos sem que tenham de trabalhar muito. Krayoxx, um medicamento muito popular para reduzir o colesterol em doentes obesos e produzido por um gigante da indústria farmacêutica, está sob fogo depois de vários casos de ataques cardíacos associados ao tratamento. A única coisa que a Finley & Figg tem de fazer é encontrar meia dúzia de pessoas que tenham tido ataques cardíacos enquanto tomavam Krayoxx, convencê-las a tornarem-se clientes e prepararem-se para a fama e a fortuna. 
Com um bocadinho de sorte, nem sequer terão de ir a tribunal! Parece quase bom de mais para ser verdade. 
E é.
A minha opinião
Por norma não ligo nenhuma às pseudorecomendações que aparecem de outros autores ou na contra capa, feitas por outros autores ou jornais. Neste livro diz assim "tenha cuidado se for a ler Os Litigantes no autocarro, pois poderá perder a sua paragem" - Independent. Bem, na verdade, não perdi a paragem do autocarro. Mas perdi a do Metro à conta deste livro.
Oscar é o sócio sénior duma firma de advogados, a Finley & Figg e Wally é o sócio júnior. A Finley & Figg é, segundo os dois sócios, uma firma boutique. E boutique porque? porque, explicam eles, na Finley & Figg cada caso é tratado de forma única e pessoalmente pelos sócios. O que é natural, dado que a firma são eles os dois. E Rochelle, a secretária judicial. E PA, o cão. Sim, a Finley & Figg orgulha-se de ter um cão. Um cão que, assim que ouve as ambulâncias ao longe ou se apercebe que algum carro derrapou ou bateu começa a rosnar para avisar os donos que houve um acidente e que eles se devem dirigir, rapidamente, ao local do acidente para poderem representar as vitimas. Ou os culpados. Ou quem quer que seja que lhes pague. Rochelle, a secretária, foi uma das clientes da F&F. O caso correu tão mal, mas tão mal, que Rochelle acabou por nunca sair do escritório. Primeiro para os obrigar a endireitar as coisas e depois para os ajudar. Esta firma é tão bem sucedida nos seus casos que, em determinada altura, conseguiram perder uma acção de divórcio por mútuo acordo...
David é um advogado jovem, formado em Harvard, que trabalha numa das maiores firmas de advogados da cidade. Um dia sai de casa para ir trabalhar mas acaba por desistir do emprego e vai parar, por acaso, à Finley & Figg.
Wally passa o seu tempo à procura do processo da sua vida, aquele que lhe permitirá passar a escolher clientes, comprar roupa de marca e, quem sabe, um jacto particular. Primeiro eram as fraldas para bebés, depois os painéis de gesso e a seguir as armas eléctricas. Até que tropeça no Krayoxx. E consegue convencer Oscar e David a embarcarem com ele na procura de clientes que sejam familiares de alguém que tenha morrido por ter tomado aquele medicamento. Todo o processo - procura de clientes, obtenção de provas, manipulação, etc - é feito de modo a que fica sempre a dúvida se a ética está a ser respeitada. Mas a verdade é que é de tal modo hilariante que, quando estamos a dois terços do livro, quase que desejamos que, apesar de tudo, Oscar, Wally e David consigam o seu intento.
Mais uma vez John Grisham consegue prender-nos do principio ao fim. Para mim é, sem dúvida, mais um autor a seguir.

The Very Inspiring Blogger Award

A M* - que partilha comigo a primeira letra do nome e o clube futebolístico - e que tem dois blogs, Um Mar de Pensamentos e Dos Meus Livros, nomeou-me para o prémio The Very Inspiring Blogger Award. É um daqueles prémios simpáticos que se atribui aos blogs que lemos e que, para além da distinção para o bloguista, é também um desafio porque nos obriga a escrever mais qualquer coisita sobre nós. Obrigado M*. Um sorriso grande, de orelha a orelha, por me teres oferecido este prémio. Fica sabendo que, na verdade, os teus blogs são uma fonte de inspiração. Além disso, sendo tu uma M só podias ser como és :)
Normalmente estes prémios vem com umas regras, este não é excepção. E as regras são (rufam os tambores...)

- Agradecer e colocar o link da pessoa que te nomeou

- Colocar as regras e o prémio 

- Partilhar sete factos sobre ti

- Nomear quinze blogs inspiradores e comentar nos seus posts para eles saberem que foram nomeados

- Podes pôr, opcionalmente, o logo do prémio e segue o blog que te nomeou.

 

Então sete factos sobre mim:

  1. A minha sobremesa favorita é chantili com morangos. Seguido de perto, bem pertinho, do gelado de morango que a minha tia Lucília faz (e se for acompanhado de chantili, upa upa, é do melhor)
  2. Sinto muito orgulho dos meus filhos e marido
  3. Sou bacharel em Contabilidade e Administração (pelo ISCAL)
  4. Adoro a minha profissão
  5. O meu maior sonho é ter uma biblioteca e a seguir fazer um cruzeiro.
  6. Detesto sapatos fechados
  7. adoro o facto de pertencer a uma família alargada que é muito unida.

E agora chega a vez dos nomeados. E os meus nomeados são (mais tambores fax favor):

 

A Miúda

Maria das Palavras

Uma estudante do Porto

Poppies & Butterflies

Desabafos da Nathy ®. ❀

A Caminho de uma Vida Saudável

A rapariga do Autocarro

Just Smile

Sofia Margarida