Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Acasos Felizes

image.jpg

Acasos Felizes de Jill Mansell

Editado em 2013 por Edições Chá das Cinco
ISBN: 9789897100734
 
Sinopse
Lottie não consegue acreditar no que lhe está a acontecer. Quando se é adolescente e se está apaixonada por um rapaz completamente inadequado, espera-se que os pais levantem objecções.
Mas Lottie já está na casa dos trinta, é uma mulher feita, e nunca imaginou que os filhos lhe pudessem fazer a vida negra por causa do seu novo namorado. Pois é, para eles, Tyler é o diabo em pessoa.
O que há de ela fazer? Estará autorizada apenas a namorar homens que tenham a aprovação deles? Não terá já preocupações suficientes com o irresponsável do ex-marido a aprontar das suas? E, para piorar as coisas, entra em cena Seb, um homem charmoso que disputa as suas afeições e que as crianças adoram. Os sarilhos e toda uma série de acasos não parecem ter fim. Conseguirá o verdadeiro amor encontrar um caminho para o coração de Lottie?
 
A minha opinião
Depois de Misery e de Mil Sóis Resplandecentes, estava a precisar duma leitura mais leve, que me divertisse e que me deixasse bem disposta. Pedi à minha filha que escolhesse, no meio dos livros que trouxemos para férias, o livro seguinte a ler e ela escolheu este, Acasos Felizes. E que feliz acaso que foi.
Um livro que, na segunda ou terceira página nos diz o que os pais pensam mas não dizem terá, seguramente, de ser um livro bem disposto da primeira à última página. E este é exactamente isso. Se vos contar que, na paragem de autocarro, enquanto o lia, me ria à gargalhada e que tive de tirar os óculos para limpar as lágrimas, podem não acreditar mas é a mais pura das verdades.
Freddie, o patrão de Lottie, está a morrer com um tumor cerebral e resolve, por isso, vender o hotel que lhe pertence. Tyler, filho duns clientes do hotel, querendo fugir de Wall Street, compra o Hotel (os pais insistem bastante para que ele o faça para que possam deixar de gastar dinheiro nas férias...). Lottie e Tyler conhecem-se em estranhas circunstâncias. Os filhos de Lottie, quando o conhecem, ficam a odiá-lo ao ponto do pai se oferecer para os ensinar a fazer vudu... Mas aparece Seb, que é charmoso e divertido e que conquista os filhos dela.
Mário, o ex marido de Lottie e namorado de Amber, tem muita dificuldade em resistir a um rabo de saia. Não o fez enquanto era casado com Lottie mas agora que namora com Amber, tenta fazê-lo sendo que Lottie é a primeira a exigir-lhe que ele se porte bem com Amber porque é uma boa amiga dela e porque trata bem os filhos de ambos.
Cressilda conhece Tom quando este precisa, urgentemente, dum postal de feliz aniversário para enviar à mãe. Vivem em cidades diferentes, a algumas horas de distância e tem dificuldade em se voltar a ver, apesar dos esforços que Jojo, filha do ex marido de Cressilda e de Sarah e Donny, o filho de Tom, fazem para os juntar.
Já tinha lido um ou dois livros de Jill Mansell e a sensação final é a mesma. Umas horas bem passadas, que nos divertem, que nos fazem esquecer o que se passa à volta (sim, foi por causa deste livro que a família enlouqueceu para me chamar) e que valem a pena.