Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Reentrée

rentree.jpg

Não, não é aqui que vamos ter uma rentrée. É mais no meu mais novo, aprender uma coisa nova por dia.

Porque se passou o tempo do Verão, das férias, praia, campo e descanso. Descanso de tudo e até, em grande parte, dos blogs. Os últimos dois meses foram isso mesmo. Foram de férias e de descanso. Em Setembro tudo recomeça, em jeito e em força, e o mesmo se vai passar naquele blog comunitário onde se partilham conhecimentos.

Recomeçamos com algumas alterações.

A primeira será a regularidade das participações. Às segundas, quartas e sextas haverá sempre um motivo para o visitarem.

A última semana de cada mês será dedicada a um tema específico.

Quem lê o aprender uma coisa nova por dia está sempre à vontade para pedir que determinado tema seja tratado. E quem quiser participar nele, seja com participações regulares ou esporádicas, também o pode fazer, bastando mandar um email para magda.pais@gmail.com indicando que tipo de participação quer ter (regular ou esporádica) ou qual o tema que gostaria de ver abordado.

Vejo-vos por lá?

A Cidade do Fogo Celestial

cidade fogo celestial.jpg

A Cidade do Fogo Celestial (Caçadores de Sombras #6) de Cassandra Clare

Editado em 2014 pela Editorial Planeta

ISBN: 9789896575687

Sinopse

Sebastian Morgenstern está ao ataque e volta Caçador de Sombras contra Caçador de Sombras. Com a ajuda da Taça Infernal, transforma Nefelins em criaturas saídas de um pesadelo, separando famílias e amantes enquanto engrossa as fileiras dos seus Ensombrados.

Acossados, os Caçadores de Sombras refugiam-se em Idris… mas nem os poderes demoníacos de Alicante conseguem manter Sebastian à distância. E com os Nefelins encurralados em Idris, quem protegerá o mundo contra os demónios?

Quando é desmascarada uma das maiores traições de toda a história dos Caçadores de Sombras, Clary, Jace, Isabelle, Simon e Alec são obrigados a fugir – ainda que a sua viagem os leve até ao coração dos reinos demoníacos, onde nunca nenhum Caçador de Sombras fora e de onde nenhum ser humano alguma vez regressara.

Haverá amor sacrificado e vidas perdidas na terrível batalha pelo futuro do mundo neste empolgante final da clássica série de fantasia urbana Caçadores de Sombras.

A minha opinião

Done! Acabei a leitura empolgante da série Caçadores de Sombras que me foi recomendada, e bem, pela Neurotika. E digo-vos que é de tal modo empolgante e viciante que o meu domingo foi passado, escarrapachada no sofá, a ganhar raízes e a ler este último capitulo. Último publicado, pelo menos, porque ficam várias questões em aberto

(o que, curiosamente, não tinha acontecido – ou pelo menos não em tão grande escala – naquele que era, inicialmente, o último volume, o terceiro)

deixando-me com esperanças que a série continue.

Sebastian tem a taça infernal e é só o que ele precisa para começar a criar os ensombrados – caçadores de sombras obrigados a beber da taça e que perdem a alma. Depois de atacar alguns institutos sem deixar sobreviventes, em Los Angeles algumas crianças conseguem ligar para Idris a tempo de serem postos a salvo e uma delas, com sangue de fada é levada pelos Ensombrados sem ser obrigado a beber da taça mortal.

Após os ataques, a Clave chama todos os caçadores de sombras e as respectivas famílias para Idris, quer para sua própria protecção, quer para poderem decidir em conjunto qual o melhor plano de defesa contra Sebastian.

Mas Sebastian tem um trunfo na manga, habitantes do Mundo à Parte que, apesar de terem assinado o acordo com a Clave e de estarem representados no Conclave, estão do seu lado e ajudam-no a conseguir tudo o que ele quer. E o que ele quer é que Clary, a sua irmã, seja a sua rainha e que só o ame a ele. E está disposto a matar quem o quiser impedir.

Sangue, suor e lágrimas. Assim se poderia definir este último volume. Entre as lutas até à morte pela liderança dos lobisomens e nos vampiros, as guerras sangrentas com os demónios e os Ensombrados e a morte de personagens que nos eram queridas – e mesmo a mudança de opinião sobre uma das personagens que aprendemos a odiar quase desde o princípio – assim se faz este volume que é, quanto a mim, o melhor da colecção.

Fica a saudade de Clary, Jace, Isabelle, Simon, Alec e Magnus e a esperança que, efectivamente, haja um sétimo volume onde os possamos reencontrar, tal como Emma e Mark e Julian.

Leiam, acreditem que não se vão arrepender.

No blog com...Just_Smile

just.jpg

Esta semana a convidada para a rubrica No blog com... é a querida Just_Smile, que aceitou logo escrever um pequeno texto sobre ela e responder a meia dúzia de perguntas.

A Just Smile é uma mulher sonhadora, apaixonada pela leitura e que aceitou a sua profissão como uma parte de si. Uma blogger sem um estilo permanente, fazendo disto e aquilo, opinando sobre este e aqueloutro. Os livros são a sua maior companhia, o namorado e os sobrinhos a maior felicidade e o blog o seu cantinho preferido, cheio de segredos e sonhos. A cidade do Porto a menina dos seus olhos e a vida uma conquista a fazer diariamente.

Aqui estão as perguntas e as respostas:

  1. Deixada pela Vanessa: Se o mundo estivesse a morrer e tivesses de escolher entre o dia e a noite para manter todos os seres da Terra vivos, qual deles escolhias? E o que fazias para sobreviverem?

É uma resposta bastante complicada para a qual não sei encontrar uma solução. Sou uma pessoa que funciona bem sobre pressão e se calhar sobre pressão acabaria por tomar uma decisão, mas escolher quem vive e quem parte parece algo bastante injusto. 

  1. Sem ser o arranjar emprego que não seja a recibos verdes, qual é o teu maior sonho?

Em tempos o meu maior sonho era dar a volta ao mundo, hoje sou feita de pequenos sonhos. O próximo, depois do emprego, será sair de casa dos papás, criar a minha própria vida. 

  1. O teu blog nasceu em 2008. Quais são as diferenças que sentes entre o inicio do blog e os dias de hoje?

Ui, imensas. Noto tanto a minha evolução enquanto pessoa como enquanto blogger. Hoje os problemas são outros e menos superficiais, a escrita cresceu. As palavras não são tão banais e são mais cuidadas e noto a melhor das transformações, tornei-me na pessoa que sempre quis ser e que em tempos ambicionava me transformar. 

  1. Se tivesses de eleger um livro como o melhor de sempre, qual escolherias?

Isso é possível? Um único livro? Ai, que pergunta complicada... Normalmente associo livros a fases da minha vida e o livro que mais me marcou, altura da passagem de adolescente a adulta, foi 'A rapariga que roubava livros'. Mas há tantos outros que adoro e considero excelentes livros. 

  1. Sem saberes quem será a próxima convidada, que pergunta lhe deixas?

De onde vem a inspiração para escreveres os postes do teu Blog? 

  1. O que gostarias de me perguntar? 

Magda, onde vais tu buscar essa força de mulher furacão, que faz tudo e mais alguma coisa, e ainda tem tempo para ler dezenas de livros?

Acho que é por ter o multitask a funcionar como deve ser eheheheh. A sério, acho que tem a ver com o facto de não conseguir estar demasiado tempo parada e de precisar sempre de coisas que sejam desafiantes e que me obriguem a pensar. Depois aproveito todos os momentos para ler. Casa de banho incluída