Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Optimismo

84_optimismo_thumb_a.jpg

Sou optimista por natureza. Para mim o copo nem está meio cheio nem meio vazio - está pronto a ser bebido, sem que interesse a quantidade de líquido. Em todas as situações (mesmo todas) procuro - e encontro - o lado positivo, aquele que, no fundo, me interessa mais - e que levou a que a M.J., quase em desespero, me tivesse dito um dia destes: Credo! mas tu vês sempre o positivo da coisa? irra!

Um bom exemplo disto passou-se a semana passada. Estávamos duas pessoas no escritório. Eu espreguicei-me, com os braços no ar e, curiosamente, a outra pessoa fez o mesmo. Na brincadeira disse - e agora uma onda no escritório. A resposta da outra pessoa foi, a rir - uma onda com duas pessoas é triste. Ao que eu respondi: Não, não é triste! esta onda teve a estonteante participação de 100% das pessoas que estavam presentes. Diz-me lá que outras ondas - nos estádios, concertos e afins - assististe onde a participação tenha sido tão elevada?

Parecendo que não, a forma como encaramos as coisas - encontrando sempre o lado positivo - ajuda-nos a encarar com mais facilidade o dia a dia. Isso e pensarmos que, por pior que estejamos, há quem esteja pior que nós.

Por outro lado... a verdade é que, por mais lugar comum que seja, tristezas não pagam dívidas. por isso... mãos para cima, façamos a onda e sejamos optimistas. Hoje e sempre!