Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Porque é que os meteorologistas se enganam sempre?

 

 

 

Hoje, a propósito deste texto de Domingos Amaral e desta noticia do inicio do verão, veio-me à memória, mais uma vez, uma história que se passou comigo, no mês de Dezembro de há uns largos anos atrás.

 

Não sei se se recordam de haver um anúncio ao evax em que as meninas faziam uma série de perguntas e que uma delas era “porque é que os meteorologistas se enganam sempre?”.

 

Pois que naquela noite de Dezembro os meteorologistas previram um temporal daqueles em Lisboa, de tal modo que o Guterres, na altura o primeiro-ministro, foi para as instalações da protecção civil para acompanhar o desenrolar da situação. E eu que vivia no Barreiro e estudava à noite em Lisboa, fui convidada por uns amigos a ficar na casa deles da Amadora para evitar atravessar o rio com o mau tempo que se previa.

 

Quando chegamos a casa deles, um deles resolveu contactar telefonicamente todos os amigos para saber se estavam em casa e não conseguiu falar com uma (nessa altura, telemóveis eram ficção).

 

Andava ele lá em casa, preocupadíssimo, a ruminar, quando deu, na RTP1 o tal anúncio da evax. E eu, para desanuviar as coisas, disse-lhe – olha, vez, até estão a dizer que os meteorologistas se enganam sempre. Claro que fui descomposta por ele: só podes estar a gozar, a protecção civil de alerta, o primeiro ministro nas instalações da protecção civil, tantos avisos que deram hoje e queres que acredite num anuncio de pensos higiénicos????

 

Bom… nessa noite nem as folhas das árvores se mexiam. Nem vento, nem chuva, uma temperatura amena. Foi uma noite fabulosa… o dito temporal chegou umas duas semanas mais tarde e provocou estragos em Lisboa e nesse dia, do temporal, ninguém avisou nem houve alertas.

 

Passaram-se uns anos valentes e a verdade é que, mais uma vez, o anúncio da evax é que tinha razão. Porque é que os meteorologistas se enganam sempre?...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D