Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Um Curriculum Vitae Europeu em poucos minutos

Numa altura em que muita gente anda à procura de emprego, nada como esta informação que considero bastante útil

 

O Curriculum Vitae (CV) é um elemento muito importante quando se está à procura de emprego pois este é o primeiro contacto com um futuro empregador, por esse motivo este tem que ser feito de forma a captar logo ao primeiro instante a atenção da entidade patronal de forma a permitir-lhe passar à segunda fase – A Entrevista. Se nunca teve que apresentar um currículo não se aflija pois iremos deixar-lhe aqui todos os passos a seguir para conseguir criar um CV em poucos minutos.

 

Em média, numa primeira selecção, uma entidade empregadora dispensa cerca de um minuto a analisar um CV por isso é fundamental que desde o início se mostre convincente para que não deixe escapar a oportunidade de conquistar o emprego que pretende. Desse modo, o modelo Europass é uma das melhores opções para redigir o seu currículo pois trata-se de um modelo universal que permite ao empregador descobrir em poucos segundos a informação que pretende do candidato.

 

Poderá fazer o seu CV Europass de duas formas: ou utiliza o formulário online (consulte aqui) ou então carregue o seu CV que terá que estar em formato Word ou OpenDocument). Comece por preencher os elementos em falta, mas atenção não altere a coluna da esquerda, somente a da direita é que deve ser modificada. Um CV modelo Europass congrega as suas habilitações, aptidões e competências de maneira lógica, por isso, respeite a paginação e o tipo de letra utilizado.

 

Como preencher:

 

Logo ao início deverá inserir, se assim o pretender, a sua fotografia.

No campo informação pessoal tenha atenção o seguinte: o número de contacto telefónico deverá incluir o indicativo internacional (por exemplo no caso de Portugal +351 seguido do número de telefone 21 ou 91..). A última informação a preencher neste campo é “Emprego Pretendido/ Área de competência”, tenha especial atenção a esta informação pois esta fornece uma perspectiva imediata do seu perfil.

 

No campo “Experiência profissional” comece pelo cargo profissional ocupado recentemente, no caso de se estar à procura do primeiro emprego mencione os estágios que comprovem um primeiro contacto com o mundo laboral.

Na secção Educação e Formação aborde os cursos e formações concluídas começando pelo mais recente. Seleccione os certificados e diplomas obtidos susceptíveis de representar um factor preferencial para a sua candidatura;

 

Aptidões e competências pessoais

 

Esta secção permite ao candidato referir as várias aptidões e competências adquiridas ao longo da vida profissional e da sua formação. Desde línguas, aptidões e competências sociais, de organização, técnicas, de informática, entre outras).

A grelha de auto-avaliação foi concebida pelo Conselho da Europa no âmbito do “Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas” com vista a permitir aos indivíduos avaliarem-se no que diz respeito à sua capacidade de compreender, falar e escrever numa língua estrangeira.

 

Está dividida em três categorias A, B e C:

 

- Utilizador elementar (níveis A1 e A2); Opte pelo A1 se é capaz de reconhecer palavras e expressões simples de uso corrente.

O A2 indica que é capaz de compreender expressões e vocabulário de uso mais frequente. É capaz de compreender um anúncio e mensagens curtas e claras.

- Utilizador independente (níveis B1 e B2); No caso do B1 sugere ser capaz de compreender vários assuntos sobre temas actuais, interesses pessoais ou profissionais, no entanto tem dificuldades em falar.

O B2 indica que tem facilidade em compreender assuntos mais complexos desde que seja utilizada a língua padrão.

 

- Utilizador experiente (níveis C1 e C2). Se optar pelo C1 demonstra que consegue compreender programas de televisão e discursos sem grande dificuldade mesmo que a articulação das ideias não esteja bem estruturada.

 

Um candidato C2 não tem qualquer dificuldade em compreender qualquer tipo de exposição oral quer seja face a face quer seja via telefone ou através de meios de comunicação, mesmo quando se fala depressa.

 

O mesmo se aplica na opção Leitura, Falar e Escrever

 

Informação opcional

 

O seu CV pode ainda incluir outros elementos que ajudem a valorizar a sua candidatura mas que aqui aparecem de carácter facultativo, nomeadamente, as Aptidões e competências sociais – onde demonstrará a sua capacidade de interagir com as pessoas com quem trabalha e com outras pessoas. Dê exemplos como: espírito de equipa; capacidade de adaptação a ambientes multi-culturais; – boa capacidade de comunicação.

Ainda de carácter opcional estão: Aptidões e competências técnicas; Aptidões e competências informáticas; Aptidões e competências artísticas; Outras Aptidões e competências; Carta de Condução e Informação Adicional (onde poderá divulgar, por exemplo, se publicou um livro; se é membro de uma organização profissional; nomes de pessoas a contactar para referências.

 

Antes de começar a redigir o currículo tenha em atenção estes pontos:

 

Tenha em conta que o empregador não despende muito tempo a ler currículos por isso terá que seleccionar bem os temas a inserir, porém não se pode esquecer de contextualizar de quer forma adquiriu essas mesmas competências, se através de formação, vida associativa, actividades recreativas, entre outras.

 

Pode ver aqui vários exemplos de CVs 

 

Foque-se no essencial, ou seja tente ser breve e evite chegar às três páginas, visto que alguns países consideram o número excessivo, mesmo tendo uma vasta experiência profissional. Se por outro lado as suas aptidões profissionais forem reduzidas, pois acabou de sair da escola, evidencie estágios que tenha frequentado. Realce as informações que possam valorizar a sua candidatura, podendo mesmo omitir uma experiência profissional que não considere determinante para o cargo a que se candidata.

Tenha atenção na forma como redige o documento, apresente a suas aptidões e habilitações de forma clara e lógica. Evite os erros ortográficos e de pontuação.

 

Adapte o seu CV e verifique se este corresponde ao perfil pretendido pelo empregador. Mas atenção não empole o seu CV para que não seja desacreditado numa entrevista.

 

(recebido por email)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D