Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Antes & Depois #2 (Igreja Nossa Senhora do Rosário, Barreiro)

plano originaç.jpg

 

(plano original da Igreja)

 

unnamed (1).jpg

 

(em 15 de Junho de 2011)

 

Depois1.jpg

 

(hoje)

 

Esta é a Igreja Nossa Senhora do Rosário no Barreiro.

Esta igreja é o resultado da ampliação de uma pequena ermida dedicada a S. Roque. Remontam a 1736 os primeiros registos de procissões e festividades nela realizadas.

Depois de muitos anos ao abandono, um grupo de freis dominicanos resolveu, no final da década de 70 (se não me falha a memória) restaurar o interior e o exterior da igreja que, com isso, ganhou nova vida. 

Em 1982 foi lá fundado o agrupamento 690 do Corpo Nacional de Escutas, do qual, com muito orgulho, fiz parte (e ao qual o meu coração ainda pertence).

Uma das coisas que sempre me fez confusão, enquanto escuteira e frequentadora daquela igreja era a entrada. Como podem ver na foto do meio, havia meio metro de passeio entre a porta da Igreja e a estrada, onde passam sempre imensos carros. Sempre que as pessoas saiam da Igreja, fosse pela razão que fosse, tinham de ter imenso cuidado para não ir para a estrada.

Hoje passei lá à porta. E fiquei bastante feliz por ver que, finalmente, o passeio foi alargado e que já se pode sair em segurança. Toda a zona envolvente da igreja foi recuperada (o largo que se vê na última foto, onde está a cruz, era de terra batida - no inverno era um lamaçal, de verão havia pó por todo o lado) e dá gosto ver. 

Assim vale a pena.

Espero que esta vontade da câmara do Barreiro se prolongue a outras zonas. Afinal, o Barreiro tem sítios lindíssimos que só precisam de ser recuperados.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D