Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Denúncia ao facebook

Ontem uma adolescente que tenho no facebook fez like numa página que me deixou de cabelos em pé. Não a vou aqui enunciar para evitar que seja visitada por outros adolescentes. Por ora basta que vos diga que essa dita página fala em automutilação, suicídio e morte. Pouco mais de 18 horas de ter sido criada já tinha 1.200 likes… Em vez de fechar os olhos, olhar para o lado e seguir em frente, optei por fazer a denúncia ao facebook por entender que o conteúdo é inapropriado. E até escolhi a opção “por incitar comportamentos violentos – automutilação”. Não só nos textos mas também nas imagens.

Mais tarde, em conversa com um outro amigo (do projecto miúdos Seguros na Net) encontramos outra página com conteúdo muito semelhante e que foi criada em 16 de Abril e já tem quase 13.000 likes.

Também esta segunda página foi denunciada por mim ao facebook.

Infelizmente do facebook respondem-me que “Revimos a página que denunciaste por conter automutilação e considerámos que esta não viola os nossos Padrões da Comunidade” pelo que as duas páginas podem continuar a ajudar mais adolescentes a automutilar-se ou a cometer suicídio (ou pelo menos a pensar nisso) que não há problema algum…

Curioso é que um desenho dum Cocó (o famoso Cocó Menina do Nuno Markl) deu azo a suspensão do autor... um desenho que não tinha nada de mal, que era apenas isso – um desenho dum cocó.
Serei eu que tenho as prioridades trocadas? Que estou a exagerar? Ou será que as duas páginas denunciadas não foram, efectivamente, vistas por pessoas que sabem falar português? Ou será que fotos de braços cortados várias vezes são aceitáveis do ponto de vista de quem analisa estas coisas? Confesso que não sei o que pensar…

52 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D