Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Divisão tarefas domésticas

family-working-family-1423457.png

Quando começamos a viver juntos - eu e o maridão - as tarefas domésticas eram divididas entre os dois. Depois vieram os filhos. E tratar dos filhos foi, desde o primeiro momento, tarefa... dos dois. Só assim fazia sentido, naturalmente.

Quando as crianças começaram a crescer, tivemos a preocupação (entre todas as outras claro) de tentar perceber como é que os haveriamos de ensinar a terem responsabilidades e a serem responsáveis?

Começamos então a dar-lhes tarefas domésticas. Adaptadas, claro, à idade. Hoje, com 13 e 11 anos, os meus filhos são responsáveis por: por/levantar a mesa, levar o lixo para a rua, passear e alimentar as cadelas, limpar as gaiolas e alimentar os coelhos. A Maggie já vai pedindo para cozinhar uma ou outra refeição (e até cozinha bem, ao contrário da mãe)...

No último teste de português que a minha filha fez, foi-lhe pedido que reflectisse sobre o seguinte tema: as tarefas domésticas devem ser partilhadas pelos homens e pelas mulheres. E esta foi a resposta que me deixou orgulhosa, felicíssima e sem palavras: 

Eu concordo com a divisão das tarefas mas acho que essa não devia ser a maior preocupação de agora.

Os homens e as mulheres partilham as tarefas domésticas, sim, mas então e aqueles com filhos? Nos casais com filhos as tarefas domésticas deveriam ser distribuídas por todos, não apenas pelo homem e pela mulher. Há casos em que os pais são "escravos" dos filhos e estes não fazem a ponta "d'um corno". E eu não acho que isso esteja certo porque eles não aprendem a desenrascar-se sozinhos e transformam-se nuns pirralhos mimados que ninguém tem paciência para aturar. E como se isso não bastasse, ficam dependentes dos pais para tudo.

Voltando ao assunto dos homens e das mulheres, a realidade está alterada sim e há mulheres com cargos muito importantes e homens que são dependentes das suas mulheres. Mas eu não gosto das observações criticas que algumas mulheres recebem por ficar em casa e fazerem as tarefas domésticas. Alguns homens também são criticados pela mesma razão e eu acho que isso não está certo. As pessoas deviam poder fazer o que quisessem com a vida delas, sem terem ninguém a criticar.

Sim, estou orgulhosa. Sim, estou uma mãe babada. Sim, estou inchada que nem um peru em véspera de Natal. Mas acho que tenho razão para isso!

23 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D