Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Eram 48 horas para aqui sff

relogio1.bmp

... em vez das vinte e quatro que um dia tem (apesar de haver quem ache que o meu tem mais tempo…).
E porque precisava eu de mais horas por dia?
Uma das respostas está bem à vista. Para ler, claro. Ler mais, há tantos livros que gostava de ler e tenho tão pouco tempo para o fazer.
Mais tempo para estar com a família, com toda a família, patudas incluídas, sem ter de me preocupar que no dia a seguir me tenho de levantar cedo ou que tenho qualquer coisa a tratar de seguida. Para estar com os amigos, para recuperar algumas amizades que perdi porque não tinha tempo para estar com elas.
Mais tempo para passear ou viajar (se bem que, neste caso, era importante também haver mais dinheiro).
Apesar do dia ter apenas 24 horas, a verdade é que vou conseguindo conjugar quase tudo isto com o trabalho. Leio nos transportes públicos (quando não adormeço) ou quando vou almoçar sozinha. Estou com a família à noite e ao fim de semana. Só não consigo estar tanto tempo como gostaria com os amigos mas acho (espero) que esses entendam que não é por não querer, é mesmo por precisar de mais horas no dia.
Alguém sabe onde se vendem as horas que me faltam? 

4 comentários

Comentar