Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Eu & os Blogs & os Destaques

Untitled.png

Depois de ler alguns comentários aqui e noutros lados, e para não responder directamente a A ou B ou C, quer porque desconfio que há mais do que as letras do alfabeto, quer porque é na minha casa, leia-se blog, que devo desabafar o que me vai na alma a este propósito, resolvi escrever este post que, já sei, vai ser polémico e que é capaz de trazer alguns engulhos.

Mas antes de lá irmos, deixem-me dizer-vos que este blog não é patrocinado, não recebe cunhas nem publica publireportagens. Por isso, tudo o que vai ser dito daqui em diante é a minha opinião sincera e resulta da minha experiencia pessoal.

Meus caros, vocês escrevem porque gostam, porque vos apetece ou escrevem para serem destacados? Escrevem porque querem partilhar ou porque querem ser conhecidos?

Sim, eu gosto de ser destacada no Sapo Blogs. Quem não gosta? É um miminho que, penso, só esta plataforma disponibiliza e que sabe muito bem. É um reconhecimento, mas não é o único.

Quando escrevo um post, escrevo-o porque quero, porque me apetece, porque um determinado tema chamou a minha atenção. Quando o estou a escrever não estou para aqui a calcular o número de comentários que vou ter nem se o texto vai ser destacado ou não.

Hoje já posso dizer que gosto de escrever (e só quem me desafiou a começar a escrever é que vai perceber este inicio da frase) e gosto de receber os vossos comentários – sejam eles positivos ou negativos – e gosto de vos responder. Mais que os destaques do Sapo, prefiro saber a vossa opinião. E quando gosto do que leio nos outros blogs, comento, coloco-os como favoritos para poder lá voltar e reler e destaco-os eu – no meu blog, no facebook ou até indicando aos batráquios que um determinado post é, para mim, especial – depois se eles o destacam ou não, é com eles, são eles que gerem a plataforma, que nos tratam com tanto desvelo e carinho, que mais do que isso não posso exigir.

Outra das críticas que li por ai aos destaques do sapo é por os temas destacados não serem interessantes. E eu pergunto – para quem? Os blogs de moda e maquilhagem não são a minha praia. Mas aceito que esses temas sejam de interesse. Eu gosto imenso de livros e de ler, mas aceito que haja quem entenda que esses temas não são interessantes. Os destaques do Sapo são variados – chocolates, comida, moda, livros, humor, actualidade, viagens, politica, … já lá vi quase tudo e ainda bem, são pluralistas e dão oportunidades a todos os temas o que torna ainda mais interessante consultar os destaques.

Já o disse aqui, Em 1999 haveria cerca de 50 blogues. Em 2009 existiam cerca de 112 milhões de blogues e em 2011 eram cerca de 152 milhões. São criados, diariamente, cerca de 120 mil novos blogues. Não sei quais são os números do Sapo Blogs – quantos blogues estão alojados nesta plataforma nem quantos posts são colocados por dia. Serão, com certeza, uns milhares. Aliás, basta fazer um pequeno teste – publiquem um post e vão, de imediato, consultar o separador Últimos Posts. Se se descuidam, o vosso já lá não está… Se se descuidam, nem na fantástica área de leituras conseguem apanhar os últimos posts dos blogs todos que seguem (principalmente se seguirem muitos). E esperam que a equipa que faz os destaques leia todos os posts colocados? E o Pai Natal também entrega presentes e os glutões do Presto lavam a roupa, certo? Eles já o disseram várias vezes e está explicado aqui como são feitos os destaques. E todos podemos contribuir indicando os posts ou blogs que achamos que devem ser destacados – e não precisamos do Follow Friday para o fazer.

(se bem que o Follow Friday também serve para destacarmos outros blogs que gostamos).

E quanto ao plágio que por ai anda? Meus caros, voltamos ao mesmo. Já quando eu pertencia à administração do Luso poemas tínhamos esse problema e, acreditem, eram muito menos utilizadores que no Sapo Blogs. Vou explicar de forma simples. Imaginem a plataforma Sapo Blogs como sendo a cidade de Lisboa (por exemplo) e a equipa que a gere é a policia – provavelmente o rácio será aproximado. Quando passeiam na cidade, a polícia está em todo o lado? Não está, pois não? A policia, tal como a equipa do Sapo Blogs, tem um acordo com Deus. A polícia patrulha as ruas e Deus é omnipresente. Em contrapartida Deus não patrulha as ruas e a polícia não está em todo o lado. Mas quando chamamos a polícia para acudir a um problema, a polícia aparece. Da mesma maneira que, quando detectam um caso de plágio devem avisar a equipa dos blogs do sapo.

Não é difícil perceber isto tudo, pois não?

Então usufruam deste bairro que é fantástico. Destaquem, no vosso blog ou no vosso facebook, os posts que gostarem, enviem para a equipa as vossas recomendações e quando encontrarem casos de plágio enviem esse aviso para a equipa. Escrevam, muito, mas para vocês, porque gostam e porque vos apetece. Interajam com os vossos leitores, respondam aos comentários, visitem os últimos posts, consultem posts pelas tags, visitem quem comenta os vossos amigos. E enviem sugestões. Todas aquelas que achem que podem tornar este bairro ainda melhor. Eles agradecem, tenho a certeza, e os outros bloggers também.

37 comentários

Comentar

Pág. 1/2