Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

No blog com... A rapariga do autocarro

a rapariga.png

Hoje, No Blog com..., a Célia, também conhecida como A Rapariga do Autocarro

Fui eu inocentemente fazer um comentário a um post, e o que recebo em resposta, “olha que és a próxima”- Ups, meti-me logo em sentido! Mas vindo da Magda é um gosto imenso responder ao convite.

Quem é a Rapariga do autocarro? Tenho 43 anos, mas com um espírito que ainda anda pelos trinta, a bem dizer não me sinto nada mal com a idade! Afinal os quarenta são os novos 30!!!

Sempre fui e continuo uma pessoa tímida, o que muitas vezes é confundido por colegas como antipatia e arrogância, apenas gosto de não dar nas vistas, o que na verdade é uma contradição!

É que às vezes sinto-me uma Iris Apfel reprimida, com vontade de vestir a coisa mais extravagante que existe, mas logo a seguir tou a pensar – “toda a gente vai olhar para mim” é melhor levar aquele em cinzento!

Considero que a minha vida se define num antes e num depois, tal como antes e depois de Cristo, no meu caso é antes e depois de ser mãe. A gravidez foi dos períodos mais lindos da minha. Vivo intensamente a vida do meu pituxinho, apesar de ter acordado tarde para este instinto. Neste momento estou na descoberta duma nova atitude, depois de ter experimentado aulas de Pilates e de Yoga, fiquei fascinada por esta última. No meu caso no método Iyengar. Estou encantada com as mudanças que tenho reparado em mim, tanto a nível físico, como mental.

Não tenho jeitinho nenhum para a escrita, nem carta de pesados mas meti-me nesta coisa dos blogs vejam lá, uma bófia com a mania que quer ser blogger, e teimosamente não arredo pé, mesmo que por vezes o muito que consigo publicar é um post por semana.

1. Deixadas pela Chic'Ana. O que te levou a criar um blog, como escolheste o tema do mesmo e qual é o livro da tua vida? 

Se há coisa que não consigo fazer no autocarro é ler, fico cheia de náuseas, então como todos os dias ando de autocarro, um dia num regresso a casa lembrei-me de criar um blog onde pudesse partilhar alguns dos meus gostos, e o nome veio-me logo à cabeça! Mais depressa cheguei ao nome que aos conteúdos, é que não tenho um tema que predomine, abrange todo universo dos meus dias.

Por enquanto o livro que mais adoro é “ A sombra do Vento” de Carlos Ruiz Záfon.

2. Qual o balanço que fazes da Rapariga do Autocarro e porque esse nome?

Estou muito feliz com o resultado, claro que gostava de ser patrocinada pela Carris, mas isso é outro campeonato com árvores bem enraizadas, o meu blog é uma plantinha num Jardim imenso que é a nossa comunidade, não tenho a disponibilidade que gostaria, mas vou tentando regá-la e adubá-la sempre com carinho. O nome já viram que foi o mais fácil.

3. Usando a tua própria expressão, como vês o papel dos "bófias" na sociedade actual?

A Polícia tem cada vez mais um papel de proximidade com as populações, apesar do afastamento aparente que as pessoas demonstram, num aperto é a polícia que querem do do seu lado, e hoje temos muito mais de psicólogos que de “bruta montes”. Mas não tenho ilusões, os Governos insistem em não olhar para nós, e a desilusão é um estado de espírito demasiado presente à minha volta. (se vos disser que chego ao trabalho e não tenho um pc para trabalhar o que pensam disto?)

4. Qual o teu pior defeito enquanto leitora?

Querer ler vários livros ao mesmo tempo!!! É do pior, agora queres saber como o assassino vai ser apanhado, mas logo a seguir tens curiosidade para ver se a guerra entre os clãs vai avançar!! Oh indecisões!

5. Sem saberes quem é a próxima convidada, que pergunta lhe deixas?

Qual o momento ou acontecimento que mais te marcou até hoje?

6. O que gostarias de me perguntar?

Que livro gostarias de produzir e adaptar à tv ou ao cinema?

Apaixonei-me pela Biblioteca das Sombras e acho que seria um excelente livro para adaptar ao cinema (por acaso acho que está para ser adaptado mas pronto). A Alma das Pedras seria outra boa adaptação, sem dúvida.

31 comentários

Comentar