Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

No blog com... Chic'Ana

chic.png

A Chic'Ana aceitou o convite para aqui estar no no blog com por isso vamos ler o que ela nos conta

Esta rubrica para mim começa de uma maneira intempestiva, levei um valente puxão de orelhas por não ter e-mail no perfil e depois foram-me apresentadas duas escolhas: “basicamente, tens a hipótese de dizer que sim ou que sim”. Foi só a mim que esta afirmação pareceu bastante ameaçadora? Onde está a escolha? Pelo sim pelo não, vou guardar o e-mail religiosamente para a eventualidade de sofrer alguma represália.

Bom, agora que já me encontro salvaguardada, vamos a coisas sérias: Quem sou eu? Sou uma pessoa alegre e sonhadora essencialmente, recuso-me a ver a maldade e procuro a fração positiva de cada situação. Sou também bastante teimosa, reguila e curiosa, e acredito que a conjugação de todas estas características, contribuíram para que me transformasse numa autêntica caixinha de surpresas. Não consigo estar um pouquinho que seja quieta, e mesmo quando não estou em movimento, a minha mente encontra-se num turbilhão de pensamentos. Daí até à escrita do blog, foi um saltinho. Precisava mesmo de um espaço de partilha, um espaço onde podia ser eu própria sem restrições. Um espaço onde pudesse desabafar e contar as minhas aventuras, e este surgiu sob o nome de Chic’ Ana, pois venho de uma família de Ana’s e nada melhor que manter o meu porto seguro e acolhedor! Felizmente fui muito bem recebida neste mundo digital, tenho os melhores leitores que existem, que comentam, que interagem, que tornam este espaço tão agradável. É um espaço onde o sorriso é constante, um espaço onde sou Feliz!
Muito obrigada Magda por esta oportunidade, por me deixares invadir por momentos o teu espaço e fazer também parte dele.

1. Deixada pela Vanita - Que segredo guardas com mais carinho?
Senhora Vanita, tinha de ser a mim que me calhava a fava, como se costuma dizer! Felizmente não tenho nenhum segredo macabro, ou corria o sério risco de sofrer uma investigação policial!
A minha vida é como se fosse um livro aberto, e as minhas reações são tão espontâneas que dificilmente consigo mentir ou sequer omitir o que quer que seja. Mas, falando do segredo e tentando responder à questão: Ainda mantenho o blog secreto para a maior parte dos meus familiares, amigos e conhecidos, isto porque o M teve o prazer de ir anunciando a todos os convidados lá de casa em género de cumprimento: “Olá, já viram no que a Ana se meteu agora? Ela tem um blog!”. Mesmo com a minha cara de poucos amigos, ele não aprendeu a lição nem à primeira, nem à segunda, portanto vamos ver por quanto tempo mais continua a ser um segredo que guardo com imenso carinho! Contudo, qualquer pessoa que tenha partilhado uma das muitas aventuras que conto no blog facilmente identifica a sua autora.
 
2. Qual é o papel que o humor tem na tua vida?
Desempenha sem dúvida um papel muito importante, a par da minha família, dos meus amigos. Acho que o humor deve estar presente sempre que seja possível e adequado. Tem o condão de transformar situações caricatas e difíceis em algo muito mais fácil de suportar e até mesmo em momentos de alegria, que nos divertem não apenas a nós, mas também a quem nos rodeia. E já se sabe: “A Smile a Day Keeps the Doctor Away"
 
3. Como ocupas os teus tempos livres?
Os meus tempos livres são ocupados de diversas formas. Em primeiro lugar, o convívio, seja com familiares, seja com amigos, constituindo uma parte fulcral da minha vida. Depois o blog, que me encanta a cada dia, pela troca de experiências, pelos sorrisos partilhados. Adoro ouvir música, adoro ler, sendo que não consigo adormecer sem ler uma página ou duas. Desde pequenina que sempre fui estimulada a ler, e desenvolvi um gosto pelos livros em papel, fora do comum. Para finalizar, uma das minhas paixões é a água, e tudo o que ela envolva, nomeadamente, o mar, rios e piscina. Todas as semanas tenho de nadar, é algo que me faz sentir livre, acalma o espírito, para além de todos os benefícios físicos que proporciona.
 
4. O que mais te atrai noutros blogs?
Gosto de blogs que tenham um bom conteúdo, que estejam bem escritos e com um visual apelativo. Acompanho vários blogs de diversos temas: desde a atualidade, ao gosto literário, passando por blogs com sentido de humor, pessoais e de viagens. Também gosto de dar uma espreitadela nas novas tendências.
Mas o que mais me atrai num blog é o seu autor ou autora. Gosto de desenvolver uma relação próxima, quase de amizade, e de me sentir acolhida nos espacinhos que frequento. Gosto de transformar os comentários como se de uma conversa se tratassem. Valorizo imenso quem é espontâneo e envolvente para os seus leitores e isto para mim é um dom natural que deve ser enaltecido.
 
5.  Sem saberes quem é a próxima convidada, que pergunta lhe deixas.
Ao próximo convidado …  não lanço uma pergunta mas duas, geralmente tenho sempre imensa curiosidade em saber:

  1. O que o levou a criar um blog e como escolheu o tema do mesmo.
  2. Qual o livro da sua vida?

 
6. Que gostarias de me perguntar?
A ti, Magda, e para finalizarmos esta conversa com um sorriso nos lábios, desafio-te a contares o episódio mais divertido que já viveste por causa de um livro! Muito obrigada por este bocadinho. Adorei!

 

E de repente, assim do nada, ouço três pessoas aos gritos lá em casa:

foge, a casa está a arder!

dizia um

é um apocalipse zombie

dizia o outro

fujaaaammmm

dizia o terceiro

Sarapantada levantei os olhos do livro que estou a ler e vejo os três - marido e filhos - a rir à gargalhada e lá me explicam que estavam a chamar-me à imenso tempo e que eu não lhes liguei nenhuma...

Esta terá sido, nos últimos tempos, a cena mais hilariante que se passou comigo enquanto lia. Foi nas férias do ano passado. O jantar estava pronto - o marido tinha estado a grelhar a carne - a mesa posta... e eu a ler sem ligar nenhuma ao que se passava à volta. O que é normalissimo porque eu, quando estou a ler, desligo completamente do exterior.

Aliás, precisamente por me desligar... há dois anos estava a ler um livro no metro e, de repente, alguem me toca no ombro e diz: estamos na última estação. Nada de grave... não fosse eu querer sair na estação anterior...

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D