Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Notícias

como-reconocer-hoax-noticias-falsas-640x250.jpg

Visitar, por estes dias - ou melhor - visitar, todos os dias, o facebook é dar de caras com centenas de noticias que são partilhadas até à exaustão, a maior parte das vezes sem o cuidado de se verificar as fontes e sem se pensar.

Noticias e fotos. E quando são noticias falsas acompanhadas de fotos ainda pior. Ou mesmo as fotos que, supostamente, ilustram uma pseudorealidade.

Não vou aqui dizer que nunca cai numa patranha destas e que não ajudei a espalhar um boato. É verdade, já me aconteceu. Acontece a todos. A ideia é que o erro sirva para aprender e não para continuarmos a cair no mesmo erro vezes e vezes sem conta.

Cai, aprendi e hoje apenas partilho noticias lidas em sites fidedignos. Se alguém anuncia a morte duma personagem conhecida eu, antes de a lamentar, verifico o Sapo, o Público, a BBC ou a CNN (apenas como exemplo). Se não estiver em nenhum deles, assumo que não aconteceu e sigo em frente. O mesmo se passa com as noticias que são falsas sobre os migrantes

Já o disse aqui, tenho mixed feelings acerca dos migrantes. Mas isso não me leva a partilhar, vezes sem conta, histórias que podem não são verdadeiras nem sequer imagens que ferem toda a gente - não é por partilhar as violências cometidas pelo Estado Islâmico que me vou decidir.

Aliás, fotos e vídeos violentos, sejam eles quais forem - contra seres de duas ou quatro patas - fazem parte daquelas coisas que não devem ser partilhadas. Por ninguém! 

De que serve saber que uma determinada pessoa matou um bebé à facada e mostrar as fotos? devolvemos a vida à criança? Sobrepomos-nos à justiça e fazemos justiça pelas próprias mãos? Vamos evitar que a besta que o fez volte a cometer esse crime hediondo? não, não e não. Todas estas perguntas tem um não como resposta. Então a partilha serviu para quê? 

Voyeurismo puro. Serviu apenas para isso e para promover desgraças. Ninguém ganhou com essa partilha, assim como ninguém ganha com a partilha de noticias falsas.

Por isso, uma recomendação. Antes de partilharem o que quer que seja, pensem: é verdade? vai resolver? é importante? ajudo a fazer a diferença?

11954679_1628503090723299_2410625028958131127_n.jp

 Vamos pensar nisto? sim?

13 comentários

Comentar