Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Vamos alimentar uma biblioteca?

Madeira_Sunset_005.jpg

Esta localidade é Fajã de Ovelha, que fica na Calheta, na Ilha da Madeira. Não sei se sabem mas, para além dos livros, sou também uma apaixonada pela ilha da Madeira.

E foi de lá que recebi este email:

Moro numa zona rural da madeira onde as pessoas não têm grande tempo para leituras e muito menos dinheiro para aquisição dos mesmos.
Com esforço formei um grupo de leitura e empresto os que tenho depois cada um fala do livro que leu ou está a ler.
Como neste momento estou desempregada não me posso dar ao luxo de comprar livros e pensei que talvez nos pudesses oferecer alguns ou até falar com alguns conhecidos que nos possam oferecer.

A zona tal como disse é rural, chama-se Faja da Ovelha e fica no concelho da Calheta. a freguesia tem se cerca de 700 pessoas em que 80% são idosos, porque os mais novos imigram devido á falta de emprego. No inverno o grupo tem cerca de 8/9 pessoas no verão não aparecem mais de 3, pois andam na agricultura até ao anoitecer. 

Onde se junte um leitor e um livro, nasce uma biblioteca. E cada um de nós pode ajudar a alimentá-la. Basta que se pegue num livro - novo, ou que já não se quer, porque já leram, ou porque está repetido (e sim, isto já me aconteceu) ou porque já não pensam ler - e oferecer esse(s) livro(s) para o grupo de leitores da Fajã de Ovelha. Aos poucos, livro a livro, a biblioteca local irá crescer e o gosto pela leitura aumentará certamente.

Da minha parte vou escolher dois ou três e enviar para lá. Quem quiser fazer o mesmo basta que me contacte por email (magda.pais@gmail.com) que eu darei a morada para envio.

Conto convosco?

Update: se quiserem enviar directamente para a Junta de Freguesia também o podem fazer. Esta é a morada: 

Junta de freguesia da Fajã da Ovelha 
A/C: Elisabete Lourenço 
Caminho de S. Lourenço,151
9370-362 Fajã da Ovelha

********

Não se esqueçam de participar nos dois passatempos em curso - passatempo Órfão X e Passatempo solidário Pilar

Uma paixão chamada livros

12463540_10153107970217202_1832468150_n.jpg

Em 2015 eu e a M* fizemos aquele que foi o maior desafio literário que alguma de nós alguma vez fez. Foram 45 dias seguidos em que falamos sobre livros, única e exclusivamente sobre livros. Começamos a 1 de Maio e terminamos em 17 de Junho. 45 questões sobre aquela que é a nossa paixão, os livros.

Passou quase um ano e depois de pensarmos sobre o assunto (vá, com um empurrão da M.J.), decidimos lançar-nos num novo desafio. Pegamos nas 45 perguntas do desafio anterior, retiramos aquelas que achamos que estavam repetidas ou que não faziam sentido e juntamos questões novas. Serão 40 perguntas sobre livros às quais iremos responder, de segunda a sexta, às 15h e com início a 1 de Fevereiro. 

Mas desta vez não seremos apenas nós duas, porque a M.J., a Just e a Nathy vão-se juntar a este desafio e, todas, iremos responder a estas perguntas:

  1. Top 5 dos livros lidos
  2. Livro detestado
  3. Livro que leste mais vezes
  4. Livro que te desiludiu
  5. Livro mais longo que já leste
  6. Livro mais curto que já leste
  7. Livro que não conseguiste acabar
  8. Livro comovente
  9. Livro hilariante
  10. Livro perturbante
  11. Livro inspirador
  12. Livro para o qual escreverias uma sequela
  13. Livro em cujo universo habitarias
  14. Livro clássico favorito
  15. Livro que custou a ler
  16. Livro que marcou a infância
  17. Livro mais caro da tua estante
  18. Livro do qual nunca te irás separar
  19. Colecção (saga) favorita
  20. Sequela que nunca devia ter sido impressa
  21. Melhor citação (diálogo)
  22. Melhor citação (descrição)
  23. Considerando que o primeiro livro da tua estante é a letra A, o segundo a letra B e por ai adiante, tira o livro correspondente à primeira letra do teu nome. Depois abre na página correspondente à soma do mês e dia em que nasceste. Qual é o quarto parágrafo?
  24. Top 5 dos escritores favoritos
  25. Top 5 das escritoras favoritas
  26. Género literário favorito
  27. Personagem literária favorita
  28. Personagem literária que gostarias de conhecer
  29. Personagem literária que adoras odiar
  30. Personagem literária que nunca devia ter sido criada
  31. Personagem literária secundária que merecia um livro só dela
  32. Personagem literária para a qual escreverias um livro
  33. Personagem literária que não quererias encontrar num beco
  34. A importância da capa do livro
  35. Pior hábito enquanto leitor
  36. Frases típicas que escutas enquanto leitor
  37. Melhor local para ler
  38. Livros em papel ou formato digital
  39. Último livro lido
  40. Próximo livro a ler
  41. Balanço do desafio

Agora, giro giro era sermos mais a fazer este desafio. Que me dizem? Juntam-se a mim, à M*, à M.J., à Just e à Nathy?

2015 em revista

117893.198459-O-Melhor-de-2015-App-Store.jpg

Na última semana do ano impõe-se uma reflexão sobre o ano que está a terminar. É capaz de ser um bocadinho longo mas, pronto, enfim, sempre resume 365 dias por isso tenham lá paciência.

Blogosfera

Neste blog o post mais visitado em 2015 foi um dia isto tinha que acontecer, o que teve mais favoritos foi como se mede o sucesso de um blog? e o mais comentado foi Peditórios e afins.

Nasceu, este ano, o Stoneartbooks dedicado exclusivamente a uma das minhas maiores paixões - os livros e a leitura. É nele que vou partilhando as minhas críticas aos livros que leio mas não só. Tudo o que se relaciona com livros é lá que encontram.

2015 viu também nascer um novo projecto. A Inominável, uma revista on line com uma equipa fabulosa. Leiam e encantem-se.

Começou em 2014 mas, em 2015 ganhou casa própria. Falo do Aprender uma coisa nova por dia, um blog de partilha de conhecimentos.

Fui convidada para o Meet the blogger onde fui buscar inspiração para No Blog com.... 26 convidados até agora, numa partilha muito engraçada.

Também em 2015 comecei, mensalmente, a dar a conhecer a quem me lê aqueles que foram, para mim, os destaques do mês. Todos os meses escolho cinco posts de outros blogs dos quais gostei bastante.

Amizade

Por causa do blog conheci pessoas fantásticas. A Seita do Arroz, o Clube das Pistosgas, a Vanessa e a Just são alguns dos exemplos - são as pessoas que me estão mais próximas e que provam que a amizade pode nascer apesar da distância. Mas não só. A blogosfera tem pessoas extraordinárias, e é impossível nomear aqui todos aqueles que gostaria, até porque, de certeza, que me esqueceria de alguém.

Televisão & Cinema

Não estou horas perdidas à frente da televisão. Irritam-me os anúncios que me fazem esquecer o que estava a ver e irrita-me as repetições exaustivas dos mesmos filmes e episódios de séries. Optamos, por isso, cá em casa, pela gravação e vamos vendo conforme nos apetece. No ano que passou quatro séries tornaram-se as minhas favoritas:

How to Get Away with Murder é uma delas. Annalise é uma advogada de defesa que dá aulas e que escolheu, dos seus alunos, um pequeno grupo para trabalhar no seu escritório. Quando a vida de Annalise começa a colapsar por causa do marido, os alunos que trabalham com ela são envolvidos num série de acontecimentos inesperados. A cada episódio surgem novos desenlaces, novas versões da mesma história, deixando sempre algo em aberto para o episódio seguinte. Viciante, excepcionalmente bem interpretado e desafiador. Uma série que recomendo a toda a gente.

Quantico conta-nos a história de um grupo de jovens que se candidataram ao FBI e que estudam em Quantico. Em dois momentos temporais - no tempo de aulas e uns meses mais tarde, quando Alex é incriminada por um ataque terrorista - vamos, aos poucos, percebendo as diferentes motivações para que os diferentes personagens se candidatassem ao FBI. Nada pode ser dado como garantido nesta série, as surpresas são constantes e as alianças fazem-se e desfazem-se. Uma série cheia de surpresas e de inesperados. A ver.

Bem Vindo a Beirais, uma série portuguesa, com certeza. E com qualidade. Recomendada dos 8 aos 80 anos. Um humor simples, a fazer-nos recordar o Pátio das Cantigas (a primeira versão), O Leão da Estrela (a primeira versão), O Costa do Castelo, O Pai Tirano e tantos outros da mesma época, em que o humor era feito de trocadilhos e muito pouco rebuscado. Pensado inicialmente para ter apenas uma duração de três meses, o sucesso alcançado levou a que a RTP prolongasse a série por quatro temporadas. Mas em Março de 2016 terminará aquela que é, sem dúvida, a melhor série portuguesa de sempre.

Scorpion é baseado na história verídica de Walter O'Brien, preso aos 11 anos por ter entrado no site da NASA para ir buscar fotos do Vaivém espacial para decorar o seu quarto. Walter tem o quarto QI mais alto alguma vez registado - 197 e trabalha com mais três génios na Scorpion, colaborando com o FBI na resolução de vários casos.

Em 2015 vi, finalmente, todas as temporadas da série de que todos falam. Game of Thrones foi, para mim, uma desilusão mas acredito que isso se deverá ao facto de ter lido os livros primeiro e de se ter perdido o efeito surpresa.

Quanto a filmes, raramente vou ao cinema, aproveitando as férias para ver os filmes no meio dos livros e, muitas vezes, fico desiludida com os filmes. Sem dúvida que A Rapariga que roubava livros foi o melhor dos filmes que vi este ano. Dos outros pouco me lembro e, daqueles que me lembro, preferia esquecer (como é o caso da Viagem ao Infinito (A teoria de tudo) uma vez que o filme altera quase todo o livro).

Livros

58 livros lidos em 2015 e sobre os quais falo aqui. Foi também o ano em que as minhas Viagens viram a luz do dia.

Família & Saúde

Uma broncopneumonia a terminar o ano e a deixar-me completamente de rastos. Nunca me tinha sentido assim mas há que pensar que, apesar de tudo, o nariz não entupiu, contrariamente ao que é hábito.

O maridão foi sujeito a dois bypass coronários. Um ano após o inicio dos sintomas e do nosso périplo por salas de espera dos hospitais, a operação aconteceu e tudo correu bem. Espectacular equipa a do Hospital de Santa Marta.

O meu pai teve um AIT mas como é teimoso, foi ao hospital apenas dois dias depois. Felizmente tudo correu bem mas podia não ter corrido. Não sejam teimosos, se tem sintomas estranhos vão ao médico! Pode não ser nada mas pode ser tudo.

A minha tia foi internada com uma infecção respiratória nos últimos dias de Novembro. Passou a infecção e na noite de Natal aqui estava ela em casa fresca e fofa como sempre.

Apareceu um nódulo na Bunny. Foi operada ontem e está a recuperar aos poucos. Não é nada de cuidados, é só esperar pela recuperação da cirurgia. A Saphira teve toxoplasmose, foi um extenso tratamento mas felizmente não ficaram sequelas.

Depois de uma zanga por motivos parvos, que não são para aqui chamados, e que já durava desde 2009, a reconciliação com os meus sobrinhos mais velhos aconteceu. Os primeiros passos foram dados antes mas o reencontro foi no dia de Natal, tornando-o ainda mais especial. 

**************

Em suma, 2015 foi um excelente ano. Para mim e para quem está desse lado, desejo apenas que o pior de 2016 seja o melhor de 2015. E que continuemos todos por aqui.