Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Quando a cabeça não tem juízo…

378940.jpg

Cabe aos Tribunais ajuizar as pessoas. Bom, pelo menos nalguns casos. E neste caso a decisão do Tribunal de Relação de Évora devia passar a fazer parte da lei ou, pelo menos, das instruções que se dão aos pais. A bem ou a mal.

Muitos esquecem-se que é obrigação dos pais, tão natural quanto a de garantir o sustento, a saúde e a educação dos filhos e o respeito pelos demais direitos, designadamente o direito à imagem e à reserva da vida privada e este tribunal fez questão de lembrar os pais duma jovem de 12 anos que os filhos não são coisas ou objectos pertencentes aos pais e de que estes podem dispor a seu belo prazer”; são “pessoas e, consequentemente, titulares de direitos” e que se, “por um lado, os pais devem proteger os filhos, por outro têm o dever de garantir e respeitar os seus direitos”.

É assunto que me é muito querido. Nunca irei parar de alertar pais e familiares para a necessidade de protegerem as suas crianças porque a pedofilia e as redes sociais juntam-se com a maior das facilidades. Porque há fotos dos seus filhos que não deve publicar na Internet e porque a Varicela & Facebook/Blogs não combinam, de todo. Porque a praia é excelente se a soubermos aproveitar e não facilitarmos.

Quantas mais vezes será necessário falar neste assunto para que mais pais percebam os cuidados que devem ter? será que todos precisam que o Tribunal lhes explique?

Varicela & Facebook/Blogs

1952014075649varicela-maggie1.jpg

E depois de lerem o titulo, perguntam vocês: mas que tem a varicela a ver com o resto, a menos que seja uma explicação da diferença Sarampo vs Varicela que muitos ignoram?

Pois, à partida poder-se-ia pensar que nada, varicela - doença infantil - não teria nada a ver com o facebook ou com os blogs... excepto nos casos em que mães extremosas resolveram dar a conhecer ao mundo como ficaram as suas crianças por terem apanhado esta doença infantil. E isto não é para A ou B. É para todas as mães que, algures no espaço e no tempo, resolveram inundar o mundo com imagens simpáticas das crianças - na maior parte dos casos em cuecas (que delicia para os pedófilos) cheiinhas de borbulhas. Mas não só. Crianças sentadas no penico ou na sanita, a tomar banho na banheira, etc e tal. Yupieeee! diz o pedófilo ali da esquina que encontrou a foto (no blog ou no facebook).

Estarei a exagerar?

Não, infelizmente não estou. Gostava de estar mas a verdade é que Pedofilia e as redes sociais estão cada vez mais unidas. Fotos inocentes partilhadas por pais apaixonados pelos seus filhos tornam-se objecto de delírio doentio por parte dos pedófilos, mesmo quando achamos que colocamos as definições de segurança devidas. Muitos pais esquecem-se que a maior parte dos pedófilos faz parte da familia da vítima, logo, se colocarem a foto apenas para a família podem estar a potenciar esse delirio.

Mas não é só esse o problema. Pais, vocês já foram crianças. E os vossos pais tiraram, com certeza, aquelas fotos fantásticas, em bebés, sem fralda, todos nus em cima da cama. Ou sentados na sanita, etc e tal. e digam-me lá, agora que tem 30 ou 40 anos, gostavam de mostrar essas fotos aos vossos amigos e conhecidos? aos pais do vosso marido/mulher? não gostavam, pois não? mas é exactamente isso que estão a fazer aos vossos filhos. Daqui a 30 anos os vossos filhos vão adorar (not) terem sido expostos dessa maneira na Internet e, ao contrário de vocês, não podem esconder as fotos porque a internet não deixa. Será que não pensam no que vão pensar/dizer os vossos filhos?

Não é preciso pensar muito em que fotos se podem partilhar - são só 10 fotos dos seus filhos que não deve publicar na Internet. E pensem, usem a cabeça. No caso das crianças e da sua exposição, acreditem que menos, é mais! mais seguro para os filhos que estão a criar com tanto amor.

E já agora vão ali à minha vizinha e amiga Cindy ver o que ela tem mais para acrescentar sobre este tema.