Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Viver numa gruta

Era onde os homens primitivos viviam. Poder-se-ia pensar que, em pleno século XXI, tal não aconteceria. Sim, há sem abrigos. Sim, há quem não tenha onde viver. Mas viver numa gruta? no meio da serra? num sítio quase inacessível? Acreditaríamos que não, que tal não acontecia.

Mas acontece. E na zona protegida da Serra da Arrábida. Não sei os contornos, nem sei quem é a pessoa ou as pessoas, mas há alguém que, em pleno século XXI vive numa gruta. E antes numa gruta que no meio da rua, sujeito aos elementos da natureza. Seria ilusório, da minha parte, pensar que a pessoa sairia dali para uma casa. Se correm com ela dali, provavelmente vai engrossar o número de sem abrigos. 

Aqui fica a foto da entrada da casa

WP_20150713_18_43_23_Pro.jpg