Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

StoneArt Portugal

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Eu e os meus livros. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Terão os pais noção...

... de que espalhar xenofobia não é educar? Ou de que devem conversar com os filhos, explicando as coisas sem pânicos e com razoabilidade?

Confesso que hesitei sobre este tema. Não gosto de chegar à área de leituras ou dos últimos posts e ver que toda a gente escreveu sobre o mesmo assunto. Fico logo sem vontade de o fazer, mesmo quando tenho uma opinião sobre o tema. Bom, na verdade tenho sempre opinião sobre tudo, nem sempre tenho é vontade de a mostrar ao mundo.

Mas dizia eu que hesitei se haveria ou não de falar sobre os ataques terroristas em Paris. Na noite de sexta, eu e milhares de pessoas vimos o que aconteceu em Paris, quase que em directo, à semelhança do que já tinha acontecido a 11 de Setembro de 2001 quando o mundo ocidental viu, aterrado, dois aviões embaterem nas torres gémeas em Nova Iorque.

Na noite de sexta a minha piolha assistiu connosco ao que se passava e, enquanto ansiávamos por saber noticias dos familiares e amigos que temos a viver em Paris (todos bem, felizmente) íamos conversando calmamente sobre o que se estava a passar. Aliás, é sempre assim que assistimos aos acontecimentos - excelentes, bons, maus ou terríveis - em família, conversando sobre o que se passa, esclarecendo dúvidas e, acima de tudo, sem entrar em pânico e sem generalizar.

Aqui em casa os terroristas são terroristas - pessoas sem raça, sem credo e sem sentimentos. Os muçulmanos são muçulmanos, os cristãos são cristãos, maometanos são maometanos e nenhum deles é terrorista.

Não sei se os meus filhos são melhores que os outros mas sei que, segunda feira, quando regressaram à escola, iam tranquilos. Era um dia como os outros. Só que não foi. Porque muitos dos colegas estavam preocupados. Uns porque achavam que este ataque terrorista tinha marcado o inicio da terceira guerra mundial. Outros porque achavam que a seguir ia explodir qualquer coisa em Portugal e outros que a escola onde estavam podia ser o próximo alvo. E que a culpa, claro, era dos muçulmanos e dos refugiados. Muitos - demasiados - associavam os terroristas aos muçulmanos.

Na turma da minha filha, acabou por ser ela que os tranquilizou, que lhes explicou que não é bem assim, que há terroristas e há muçulmanos, que uma coisa não implica a outra e que até lhes explicou que os refugiados estão precisamente a fugir dos terroristas.

Foi, portanto, uma miúda de 14 anos que tranquilizou outros miúdos da mesma idade porque os pais - que o deveriam ter feito - não o fizeram. Foi uma miúda de 14 anos que ajudou a que o pânico não se instalasse no meio doutros miúdos, que os ajudou a perceber que a xenofobia é errada e que os ajudou a raciocinar.

Apesar do orgulho imenso que sinto na minha filha por isso, eu pergunto, não deveriam ter sido os pais a fazê-lo?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D