Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Trovoadas

Queridas nuvens, é mesmo preciso fazerem esta barulheira toda? Não bastava deitarem cá para fora a chuva que, neste mês, ninguém quer? Vá, sejam lá simpáticas, já nos basta ter tido um verão chocho, não nos tragam agora as trovoadas.

2 comentários

Comentar