Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Nada sou

por Magda L Pais, em 18.03.09
Foto de Kenvin Pinardy

Nada sou!
E contudo, sou.

Sou, porque tu és,
porque fazes com que seja.

Vamos dar asas ao desejo.
Explorar o lugar onde o tempo pára
ou atravessar a pálida névoa
no cosmos das águas tranquilas,
onde reside o verbo,
onde o espírito se aquece
e a alma se refresca.

Vamos dar asas ao desejo.
Mergulhar no impulso do inúmero
ou calcorrear as cascatas do céu
no infindo das terras sagradas,
onde tudo é harmonia,
onde se vê o incomensurável
e se sente o improvável.

Sim, vamos dar asas ao desejo!
Deixar que ele nos leve à génese do ser
e ser qualquer nudez na fluidez do nada.

Se nada sou
e mesmo assim sou,
deixa-me Nada permanecer
e contigo apenas Ser.




O Autor, Vicente Ferreira da Silva e a Temas Originas, têm o prazer de o convidar a estar na sessão de lançamento do livro "Interlúdios da Certeza", a ter lugar na Sala do Fundo Antigo - Reitoria da Universidade do Porto, no próximo dia 21 de Março pelas 16.30 horas.
Obra e Autor serão apresentados pela Prof Helena Padrão. Júlia Moura Lopes irá declamar alguns poemas.



O Autor, Vicente Ferreira da Silva e a Temas Originas, têm o prazer de o convidar a estar na sessão de lançamento do livro "Interlúdios da Certeza", a ter lugar no auditório do Campo Grande 56 em Lisboa, no próximo dia 4 de Abril pelas 16 horas.
Obra e Autor serão apresentados por Maria Azenha. Inês Ramos irá declamar alguns poemas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.