Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Saudade

por Magda L Pais, em 14.04.08
Foto de E J Clifford

Diz a lenda que esta palavra surgiu na época dos Descobrimentos para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe dos seus entes queridos.
Pode-se descrever como uma melancolia causada pela lembrança; a mágoa que se sente pela ausência ou desaparecimento de pessoas, coisas, estados ou acções, um desejo de rever ou possuir um bem especial.
Existe ainda uma outra lenda que diz que, por ser uma única palavra a definir uma mistura de sentimentos, é intraduzível. Aliás, para confirmar esta lenda, foi feita recentemente uma pesquisa entre tradutores britânicos que a considerou como a sétima mais difícil de traduzir.
No entanto há excepções a esta regra. Na língua romena, a palavra "dor” (a dor portuguesa traduz-se por “durere”). Em galego existem várias variantes, sendo que também é usada a palavra saudade (as variantes são soidade, morriña ou morrinha, estas duas últimas com um significado parcialmente coincidente). Em crioulo cabo-verdiano existe a palavra sodade ou sodadi.
Sabem, eu acho que a saudade não se define, sente-se. É saudade o que sinto quando me lembro do meu avô, que morreu há cinco anos e que me deixou um vazio no coração que ninguém consegue preencher. É saudade que sinto quando olho para o filho dum amigo que morreu de acidente de mota há seis anos… ou quando vou a casa da minha sogra e o meu sogro não está lá para nos receber.
Saudade é quando me lembro de amigos com quem não falo há bastante tempo, quando determinados cheiros me trazem à memória as minhas recordações de infância. Como é que posso definir, senão com a palavra saudade, o que sinto quando me lembro do tempo em que estava nos escuteiros, das nossas actividades, dos sábados que passávamos juntos e onde nasceram amizades que ainda hoje se mantêm?
Todos sentimos saudades de quando brincávamos na rua e os nossos pais podiam estar descansados que o pior que nos podia acontecer era magoar um joelho ou partir a cabeça.
E não será saudade o que um pai sente porque só pode estar com a filha que ama em alguns fins-de-semana, porque ela vive com a mãe noutra cidade?
E como poderemos definir o que sente uma professora quando entra na sala de aula e não encontra o aluno que lhe morreu nos braços?
Os meus filhos, ainda pequenos, já me perguntam o que é a saudade… Ouviram esta palavra e quiseram que eu a explicasse. Não consegui. Sei que um dia eles vão sentir saudades, e ai sim, vão perceber o que é. Mesmo que não a definam.

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

Angel of Light a 14.04.2008

Saudade é tudo isso que disseste mas... a saudade também pode ser substituída pelo amor. Porque não preenches o vazio que o teu coração possui, com a morte do teu avô, com todo o amor que ele te deu e te ensinou enquanto estava encarnado? Não será mais bonito sorrirmos ao que aconteceu antes da "saudade"? Andamos aqui de passagem... e só temos de aprender a lidar com todos os sentimentos usando o Amor.

Fica bem. Boa semana.

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!
Sem imagem de perfil

Luis F a 14.04.2008

Começo por dizer que estamos perante um belo texto, bem escrito e com muiota informação que demonstra pesquisa.

Em relação à palavra saudade... podemos encontrar o seu significado em muitas formas, mas nada, nada mesmo demonstra a lágrima que cai no rosto de quem sofre...

Beijinhos
Luis
Sem imagem de perfil

Oliver Pickwick a 14.04.2008

Um ótimo post acerca desta palavra invulgar e, quase um privilégio do idioma português.
Um beijo!
Sem imagem de perfil

Paulo Afonso a 14.04.2008

Já te disse hoje que tens uma aptidão natural para as crónicas?
Já te disse hoje que gosto muito de ti?

Bolas! Não disse mas pensei, JURO!

Beijos
Sem imagem de perfil

Encontro de Olhares a 16.04.2008

Saudade... Palavra sem tradução!

Beijinhos***
Nela
Sem imagem de perfil

Vera a 19.04.2008

A saudade não se explica... Sente-se...

Beijo grande
Sem imagem de perfil

magroalmeida a 09.05.2008

Olá poetisa
Tudo bem?
Passei para visitar o seu Blog e fiquei encantado com tudo o que nele encontrei.
Parabéns pelo bom gosto e pelos textos.
Caso vc não se importe linkarei o seu Blog ao meu. Posso?
Sem imagem de perfil

Clave a 16.05.2008

:-*

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.