Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Stone Art

Coisas soltas da vida que povoam o meu quotidiano. Sem amarguras nem fatalismos, com aceitação, simplicidade, ironia e alegria. Sejam bem vindos a esta minha casa.

Vamos todos ajudar?

Estive em Elvas no final do mês de Agosto, para umas miniférias em casa da minha sogra (onde, confesso, creio ter engordado mais uns cinco quilos dada a qualidade da comida).

Na véspera de nos virmos embora encontramos esta cadelinha.

14182451_1236649896355045_701308894_n.jpg

Abandonada, magra, assustada, cheia de fome. Alimentamo-la, demos-lhe água e tentamos encontrar quem a acolhesse partilhando as fotos no facebook. Não a trouxemos. Com duas cadelas granditas em casa, a coisa podia não correr bem para nenhuma das três.

Uma amiga do meu marido, que também vive em Elvas, enviou as fotos para o Movimento Animal, um grupo de amigos, apaixonados por animais e que os tenta ajudar sempre que pode mas, desta vez, já não tinham espaço e nada puderam fazer.

Infelizmente a cadelita acabou atropelada. Atropelada e deixada em frente ao canil de abate da cidade.

Como em Elvas as clínicas veterinárias não fazem urgências, acabou por ser necessário levar a patuda a Badajoz para ser tratada.

Agora a cadelinha já tem nome - Pilar - e já está com o Movimento Animal, sendo preciso pagar os custos do veterinário que a tratou.

Mas, além da ajuda para pagar os custos da assistência à Pilar, a Movimento Animal também precisa de ajuda para alimentar os animais ao seu cuidado. Ainda para mais porque ainda não são uma associação mas sim algumas pessoas com muito amor pelos animais e muito boa vontade.

Como é, minha gente? Vamos todos ajudar a Movimento Animal a tratar da Pilar e dos outros animais? Nem que seja com um euro, todas as ajudas são bem-vindas. Se não quiserem dar dinheiro, creio que também aceitam outras ajudas (alimentação, etc) mas é questão de falarem com eles. Falem também com eles para pedir o NIB/IBAN para as ajudas.

Veterinários pedem incentivos fiscais para quem tem animais de estimação

481142.png

De acordo com a notícia avançada pelo I, a Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) apelou esta quarta-feira à criação de incentivos fiscais para quem tem animais domésticos, como a possibilidade de deduzir despesas de saúde no IRS, de forma a evitar abandonos ou riscos para a saúde pública.

Não podia concordar mais. Os animais fazem parte da nossa família e temos a obrigação de cuidar deles sempre, Na saúde e na doença.

Mas não só porque é nossa obrigação enquanto donos mas também porque a própria lei nos obriga a tal.

Ele é o chip que custa cerca de 40 euros. A vacina antirrábica que são mais 30 ou 40. Depois o registo na junta de freguesia, mais 20 ou 30. A seguir a vacina disto que tem três tomas em três meses e que cada uma custa 50. E ainda a protecção daquilo. A pipeta para não haver pulgas ou caraças, a castração/esterilização porque já há bastantes cães abandonados não são precisos mais. A desparasitação de três em três meses, e vá lá, mais uma vacina que vai ter aulas básicas de obediência e precisa de mais esta. E mais aquela porque queremos o melhor para eles.

E isto tudo se for saudável e não tiver qualquer acidente/doença ou maleita.

Porque se for alérgico – e há cães e gatos que o são – é mais a medicação para as alergias. Se tiver problemas de estomago é mais a comida especial. Se precisar de cálcio é mais isto, se for outra a doença é mais aquilo. Se for atropelado ou comer um bem-uh-ron e que tenha de fazer um tratamento especial é mais esse custo.

É tudo a somar e, leia-se por somar e bem. E se, por acaso, for mais que um animal em casa, soma-se e multiplica-se. Da mesma maneira que, obviamente, se soma e multiplica a alegria que sentimos com eles e o amor que partilhamos, as despesas também se somam e multiplicam. Tudo – alegrias, tristezas e despesas – somam e multiplicam.

Por isso, sim! Sem dúvida. Era uma boa ajuda para as famílias se, de alguma forma, pudéssemos por algumas dessas despesas no IRS. Pelo menos as que são de caracter obrigatório!

 

E agora que sabem a minha opinião, espreitem aqui porque é que a Nice não concorda com isto

E depois voltamos a acreditar...

no ser humano!

Ontem foi o dia dos animais abandonados e, como contei, vi imensos posts no facebook acerca de animais abandonados por outros animais.

Não foi isso que aconteceu ao Igor. Os donos do Igor, quando sairam do país pela primeira vez e o tiveram de deixar num canil pelo periodo de férias, estavam tristes e aborrecidos porque sabiam que ele ia sentir a falta da casa e dos donos. Então o pai da família, sem dizer nada, preparou uma surpresa para que o Igor não ficasse triste enquanto estava no canil.

Vejam o video do cão mais mimado do mundo e que tem um dono fabuloso!