Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Uma paixão chamada livros #32

por Magda L Pais, em 01.06.15

4117_1881.jpg

Personagem literária com a qual terias uma relação amorosa estável

Já gostei mais de romances do que gosto nos dias de hoje. Já o disse várias vezes, os gostos literários vão mudando, e nós vamos mudando com eles. Mas há um personagem literário masculino com o qual era menina para ter uma relação amorosa estável (lá vou eu parar ao sofá outra vez...)

Mark Darcy, (O Diário de Bridget Jones, três volumes)

10806497_730075310420975_1434108829903042200_n.jpg

Bridget conhece Mark numa passagem de ano em casa dos pais dela. Mark Darcy é um bonitão vestido com um camisola de xadrez que não o favorece mesmo nada. Mas isso não impede Bridget de se apaixonar por Mark.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #31

por Magda L Pais, em 31.05.15

4117_1881.jpg

 Personagem literária que nunca devia ter sido criada

No trigésimo dia deste desafio, falo duma personagem dum livro que não li. Duma trilogia que, dizem, enaltece a violência psicológica (e alguma física) mas que levou muitas meninas a quer um Grey na sua vida, sem perceberem que esse Grey é a última pessoa que devem querer.

Falo, claro, de Christian Grey, o milionário que encanta Anastacia no fenómeno que não consigo compreender que é As Cinquenta Sombras.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #30

por Magda L Pais, em 30.05.15

4117_1881.jpg

Personagem literária que admiras

Duas das personagens que mais admiro estão no mesmo livro. São mãe e filha no livro Uma melodia inesperada

Zoe, a filha, admiro-a pela coragem em admitir o seu amor por Vanessa, contra todas as tradições e contra o esperado. A luta, em tribunal, pelos embriões expõe a sua vida em todo o lado mas Zoe não vacila e leva o processo em frente.

Dara, a mãe de Zoe, que, apesar de estranhar - de inicio - que Zoe e Vanessa estejam juntas, acaba por aceitar e tratar Vanessa como filha. Porque o importante, para aquela mãe (e devia ser para todas) é que a filha esteja feliz e seja amada.

Jane Hawking, a terceira personagem que mais admiro, é real e, provalvelmente, não caberia neste desafio que trata de livros. Mas fiquei fã dela depois de ter lido Viagem ao Infinito (A teoria de tudo)

Jane mostra-nos, neste livro, como é viver com um homem que é grande na sua genialidade mas não sabe o que é a gratidão. Jane sacrifica toda uma vida por Stephen sem que este lhe agradeça uma única vez e sem vacilar.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #29

por Magda L Pais, em 29.05.15

4117_1881.jpg

Personagem literária com a qual trocarias de lugar

Teve um filho do meio irmão e a sua vida não foi fácil porque dois dos homens que amou - o meio irmão e o filho - mataram-se um ao outro. O outro homem que amou apaixonou-se pela mulher do seu meio irmão. Viveu, por isso, para a magia e para Avalon. Ela, Morgana de Fay, é uma das minhas personagens favoritas e que eu gostaria de conhecer. Avalon é o mundo onde eu viveria. Faz por isso, todo o sentido, que eu trocasse de lugar com ela.

sc3a9rie-brumas-de-avalon.jpg

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #28

por Magda L Pais, em 28.05.15

4117_1881.jpg

 Personagem literária que adoras odiar

A resposta a este pergunta foi dada ontem aqui. Nenhuma das histórias - O Senhor dos Anéis e Harry Potter - teriam o mesmo impacto sem os seus vilões, Sauroman e Voldemort. Por isso adoro odiá-las, porque melhoraram consideravelmente a história.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #27

por Magda L Pais, em 27.05.15

4117_1881.jpg

 Personagem literária que odeias

São as duas personagens mais odiáveis mas, sem as quais, as histórias não teriam o mesmo impacto. 

Saruman, o Branco

o_senhor_dos_aneis.jpg

Quem leu (ou viu os filmes) d'O Senhor dos Aneis, conhece o líder dos Istari, enviado à Terra Média em forma humana para desafiar Sauron, mas que acaba por desejar esse poder para si próprio, ignorando os ensinamentos que lhe foram dados e toda a sua vida de bondade.

Voldemort

harry.jpg

Harry Potter, sem Voldemort, não teria a sua famosa cicatriz nem, provavelmente, todo o sucesso que a saga teve. Lord Voldemort  (Tom Marvolo Riddle) é o mais poderoso bruxo das trevas de todos os tempos, cujo objectivo é controlar o mundo mágico, adquirir a imortalidade através da prática das Artes das Trevas e acabar com os Muggles. Ele é tão temido que é também referido como "Você-Sabe-Quem", ou "Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado" ou ainda "Aquele-Cujo-Nome-Não-Deve-Ser-Pronunciado" e "Quem-Nós-Sabemos", em vez de seu próprio nome. Os seus seguidos conhecem-no como Lorde das Trevas.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #26

por Magda L Pais, em 26.05.15

4117_1881.jpg

 Personagem literária que gostarias de conhecer

Gostaria imenso de conhecer as minhas personagens favoritas, aquelas de que vos falei ontem aqui. Morgana Le Fay, Hercule Poirot ou Bridget Jones são três das personagens que eu gostava de conhecer. Mas também não me importava de conhecer

Schindler (A Lista de Schindler de Thomas Keneally)

livro_691235526_1_945.jpg

 

Schindler, o alemão que protegeu, contra tudo e contra todos, vários judeus evitando que fossem enviados para os campos de concentração. Um exemplo a seguir, de coragem e determinação.

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #25

por Magda L Pais, em 25.05.15

4117_1881.jpg

 Personagem literária favorita

Não tenho uma, mas várias personagens literárias favoritas.

Comecemos por aquela que faz parte dos livros que mais vezes foram lidos e que mais vezes apareceram neste desafio. Falo de Morgana Le Fay, a personagem principal das Brumas de Avalon.

sc3a9rie-brumas-de-avalon.jpg

Morgana Le Fay é uma sacerdotisa da Ilha de Avalon, na Bretanha, meia-irmã de Arthur. Morgana é treinada por sua tia Viviane na Ilha de Avalon para se tornar a Senhora do Lago ou como também é chamada Dama do Lago ou Senhora de Avalon. Morgana tem um filho de Arthur depois de um ritual sagrado (Beltane), a quem dá o nome de Mordred. Mais tarde Mordred e Arthur matam-se, um ao outro, num duelo.

Hercule Poirot

A famosa personagem criada por Agatha Christie, a melhor escritora de policiais de sempre. 

poirot.jpg

Poirot é uma personagem extremamente extravagante, nada modesto, e faz sempre, mas sempre, menção às suas células cinzentas e em como é possível resolver um caso sem sair do sofá.

Bridget Jones

10806497_730075310420975_1434108829903042200_n.jpg

Bridget Jones, uma mulher de trinta anos, decide, entre as resoluções de Ano Novo escrever um diário. Bridget revela, a cada capítulo, as suas qualidades e os seus defeitos, além de expor com muito humor situações que fazem parte do dia-a-dia de várias mulheres nesta mesma faixa de idade: problemas com o trabalho, a busca do homem ideal etc. Cada capítulo do livro trata de um determinado dia na vida desta anti-heroína, que inicia sempre o seu relato contabilizando o peso e as calorias, cigarros e unidades alcoólicas que consumiu no dia anterior.

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #24

por Magda L Pais, em 24.05.15

4117_1881.jpg

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

 

Hoje é dia de

Personagem literária mais parecida contigo

é mais uma pergunta cuja resposta me causa algumas dificuldades. Ainda não encontrei aquela personagem que é a minha cara. Mas há personagens que partilham alguns traços comigo.

Por exemplo, Liesel Meminger, A Rapariga que roubava livros, que partilha, comigo, a paixão pelos livros e pela leitura.

MZ_A_Rapariga_Que_Roubava_Livros.jpg

Ou Bridget Jones, do Diário de Bridget Jones (e outros) pela sua falta de jeito e vontade de se maquilhar

10806497_730075310420975_1434108829903042200_n.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #23

por Magda L Pais, em 23.05.15

4117_1881.jpg

Livro que espelha a tua vida

Há um único livro - por enquanto - que espelha a minha vida. Não me parece bem inclui-lo neste desafio mas, de facto, depois de muito pensar sobre o assunto, não encontro mais nenhum que o faça. Passem, por isso, à frente desta resposta.

O livro é 

CapaEpisodiosGeometricos.jpg

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #22

por Magda L Pais, em 22.05.15

4117_1881.jpg

Ao vigésimo segundo dia a pergunta à qual é impossível responder com um só nome:

Autor(a) favorito(a)

Ken Follett

AVT_Ken-Follett_89.jpeg

Este escritor não se limita a imaginar e escrever. Todos os seus livros tem um trabalho fantástico de investigação por detrás. É o próprio que explica como, em cada livro, traça a linha divisória entre a história e a ficção:

A regra que aplico é a seguinte: Ou a cena aconteceu, ou poderia ter acontecido; ou as afirmações foram feitas, ou poderiam ter sido feitas. E se encontrar alguma razão que impeça que a cena tivesse ocorrido na vida real, ou que uma dada afirmação tivesse sido feita - se, por exemplo, uma personagem se encontrava no estrangeiro nesse momento - elimino-a.

E é esta regra simples, conjugada com a qualidade da escrita que já me habituei com Ken Follett que o tornam num dos meus escritores favoritos.

Marion Zimmer Bradley

MarionZimmerBradley.jpg

Pelas Brumas de Avalon mas também por todos os outros livros que tive oportunidade de ler desta escritora. Esquecemo-nos que estamos a ler ficção e entramos de alma e coração na ficção que ela cria magistralmente.

John Grisham

news-grisham.jpg

Descoberto por recomendação dum vendedor na Feira do Livro de Sesimbra. Por norma não ligo nenhuma às pseudorecomendações que aparecem de outros autores ou na contra capa, feitas por outros autores ou jornais. Mas num dos livros que li deste escritor dizia assim "tenha cuidado se for a ler Os Litigantes no autocarro, pois poderá perder a sua paragem" - Independent. Bem, na verdade, não perdi a paragem do autocarro. Mas perdi a do Metro...

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #21

por Magda L Pais, em 21.05.15

4117_1881.jpg

Melhor citação (descrição)

Definir a amizade nem sempre é fácil. Mas, no livro “A Mentira Sagrada” de Luís Miguel Rocha, há a melhor descrição de sempre:

As conversas entre amigos são contínuas. Ainda que fiquem anos apartados retomam-nas sempre no ponto em que ficaram, empenhando a experiência adquirida no entretanto. As grandes amizades não carecem de comunicação constante e ininterrupta, podem mesmo não dizer nada um ao outro entre encontros que quando se tornam a ver a sensação é a de que se tinham visto no dia anterior. O dia anterior em certas amizades podia ter sido há três anos e meio.

 

10824982.jpg

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #20

por Magda L Pais, em 20.05.15

4117_1881.jpg

 Melhor citação (diálogo)

Esta é, talvez, uma das perguntas mais difíceis de responder neste desafio. O melhor diálogo. É difícil porque, depois de acabarmos um livro, o que fica é a história e não o que foi dito entre as personagens.

Há, no entanto, este diálogo que já o trouxe aqui e que está num dos meus livros favoritos de sempre e que achei, na altura, intemporal.

Acocorei-me para fazer o gesto de beijar a terra e ainda ajoelhado disse:

- Mestre Glutão de Sangue, sabe que a minha vista é má. (...) se estas marcas fossem feridas reais, há muito que estaria morto.

- E então? - disse ele friamente. (...) - Perdido no Nevoeiro vou falar-te de um homem que uma vez conheci em Quautemálan. (...) Esse homem fugia ao menor sinal de perigo; evitava os riscos mais naturais da existência. Refugiava-se como um pequeno animal na sua toca, abrigado e protegido. Rodeava-se de sacerdotes, médicos e bruxos. Comia apenas os alimentos mais nutritivos e todas as poções mais nutritivas de que tivesse ouvido falar. Nunca antes homem algum tinha tido tanto cuidado com a sua vida. Vivia, unicamente, para continuar a viver.

Esperei que ele continuasse a falar, mas não disse mais nada, pelo que lhe perguntei:

- O que lhe aconteceu, Mestre Cuachic?

- Morreu.

- E isso é tudo?

- Que mais se pode passar com um homem? Nem sequer me lembro do nome dele. Ninguém sabe nada sobre ele, excepto que viveu e que, por fim, morreu.

orgulho asteca.jpg

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #19

por Magda L Pais, em 19.05.15

4117_1881.jpg

 Livro em cujo universo habitarias

Em cada um dos livros que lemos, há um mundo, um universo, ao qual pertencemos por aqueles momentos em que o estamos a ler. Fechamos o livro e, ao mesmo tempo, saímos desse mundo. Mas um desses mundos nos quais não me importava de pertencer:

Avalon (descrito em As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley)

sc3a9rie-brumas-de-avalon.jpg

Num universo paralelo à Grã-Bretanha celta, a enigmática ilha de Avalon é a guardiã dos grandes mistérios eternos e sagrados. É nessa ilha lendária e encantada que Excalibur, a espada do Rei Artur foi forjada e para onde o próprio rei voltou vitorioso depois da sua última batalha para ser curado de um ferimento mortal. São as mulheres que, em Avalon, tem o poder e é através delas que a herança é traçada.

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma paixão chamada livros #18

por Magda L Pais, em 18.05.15

4117_1881.jpg

Livro para o qual escreverias uma sequela

 

Há livros que gostavamos que tivessem mais páginas para que pudessemos continuar a acompanhar as suas personagens. Estes são alguns dos livros que eu gostava que tivessem sequelas.

 

Uma Conspiração de Estúpidos de John Kennedy Toole
 

estupidos.jpeg

Quando aparece no mundo um verdadeiro génio, é possível reconhece-lo através deste sinal: todos os estúpidos se unem contra ele.

E é isso que Ignatius se considera. Um génio. Incompreendido pelo resto da sociedade e que, aos trinta anos, está desempregado e vive com a mãe. Hilariante, por um lado, mas um reflexo da sociedade actual e que nos deixa a pensar.

O autor suicidou-se onze anos antes do livro ser editado, aparentemente por não ter conseguido que editora alguma arriscasse a publicação. Foi a sua mãe, pela memória do filho, que continuou a insistir junto das editoras para que o publicassem, o que aconteceu em 1980. Em 1981 ganhou o Prémio Pulitzer de Ficção.

 

O Século, Ken Follett (3 volumes)

DSC01584.jpg

Neste blog e neste desafio já se falou, várias vezes, desta trilogia. Quarto volume, precisa-se, para continuamos a acompanhar a história do mundo pelas histórias das cinco famílias de cinco nacionalidades diferentes criadas por Ken Follet

 

________________________________

Desde o dia 1 de Maio, e por 45 dias, fala-se de livros neste blog e no blog da M*. São 45 posts que nos levam a partilhar gostos e experiências sobre o mundo dos livros e, ao mesmo tempo, a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Podem encontrar aqui as minhas respostas e aqui as respostas da M*.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.