Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Começamos hoje

por Magda L Pais, em 14.08.15

ng4551252.jpg

a deixar uma pegada ecológica negativa no planeta terra.

Em apenas oito meses (em 1975 eram onze meses) o ser humano consumiu mais recursos biodegradáveis do que aqueles que este planeta – o único que temos para viver – consegue produzir.

Até que o ano termine, vamos viver acima das nossas capacidades. E, se em termos monetários, isso tem consequências negativas, em termos ecológicos as consequências são nefastas e começam a fazer-se sentir.

Se esta tendência se mantiver, em 2030 (faltam apenas 15 anos!) serão necessários os recursos gerados por dois planetas Terra para responder às necessidades do homem.

Se calhar valia a pena pensar nisto, não? Mas a sério. E na óptica da resolução do problema e não como parte do problema.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estou em pânico!

por Magda L Pais, em 11.08.15

ng4542037.jpeg

Universo está a morrer lentamente e só deve durar mais 15 mil milhões de anos (aproximadamente). 

Fiquei com insónias... e sem saber bem como reagir...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Untitled.png

Para este pai parece que valeu mais a religião ou as suas convicções pessoais (ou o raio que o parta a ele) do que a vida da filha de 20 anos.

Segundo a notícia, enquanto a filha se afogava no mar, o pai lutava com todas as suas forças para que os nadadores-salvadores não entrassem na água para a salvar porque "não permitiria que estranhos tocassem na filha. Disse que preferia que ela morresse".

A filha, infelizmente, morreu mesmo e o homem (a quem devia ser oferecido o mesmo fim - digo eu) está a braços com a justiça.

Estes fundamentalismos estúpidos sempre me fizeram confusão, principalmente quando a vida de outra pessoa que não a besta do fundamentalista está em causa.

Irra!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em actualização

por Magda L Pais, em 05.08.15

Untitled.png

Na maior parte dos casos, eu percebo bem quando uma noticia num site dum jornal está em actualização. É porque não se tem as informações completas, o número de mortes continua a aumentar, está-se a aguardar que os deputados votem, etc e tal. 

Agora neste caso... Que actualização estão à espera? que a Ana Hatherly volte do além? que alguém diga que Morreu Ana Hatherly, há um morto a lamentar?

Senhores, a senhora está morta! e não há actualizações possíveis a esse estado...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando a cabeça não tem juízo…

por Magda L Pais, em 22.07.15

378940.jpg

Cabe aos Tribunais ajuizar as pessoas. Bom, pelo menos nalguns casos. E neste caso a decisão do Tribunal de Relação de Évora devia passar a fazer parte da lei ou, pelo menos, das instruções que se dão aos pais. A bem ou a mal.

Muitos esquecem-se que é obrigação dos pais, tão natural quanto a de garantir o sustento, a saúde e a educação dos filhos e o respeito pelos demais direitos, designadamente o direito à imagem e à reserva da vida privada e este tribunal fez questão de lembrar os pais duma jovem de 12 anos que os filhos não são coisas ou objectos pertencentes aos pais e de que estes podem dispor a seu belo prazer”; são “pessoas e, consequentemente, titulares de direitos” e que se, “por um lado, os pais devem proteger os filhos, por outro têm o dever de garantir e respeitar os seus direitos”.

É assunto que me é muito querido. Nunca irei parar de alertar pais e familiares para a necessidade de protegerem as suas crianças porque a pedofilia e as redes sociais juntam-se com a maior das facilidades. Porque há fotos dos seus filhos que não deve publicar na Internet e porque a Varicela & Facebook/Blogs não combinam, de todo. Porque a praia é excelente se a soubermos aproveitar e não facilitarmos.

Quantas mais vezes será necessário falar neste assunto para que mais pais percebam os cuidados que devem ter? será que todos precisam que o Tribunal lhes explique?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje há circo

por Magda L Pais, em 03.07.15

11707520_10153437277007351_3262341258933397264_n.j

Eusébio é o 12º no Panteão e quem quer circular na cidade de Lisboa é que se lixa.

Não bastava as estúpidas greves do Metro e da Carris, os problemas habituais do trânsito lisboeta, os toques e batidas ou os camiões que ficam presos no túnel por desconhecerem as suas medidas, ainda temos de levar com o cortejo dum caixão pela cidade.

Eu, benfiquista confessa e convicta, apesar de muito admirar o percurso de Eusébio, acho, sinceramente, que começa a ser um exagero. A seguir, será que vão pedir a beatificação?

Concordo que não devemos esquecer quem foi Eusébio, à semelhança do que aconteceu a outros, mas discordo, totalmente, com este endeusamento. Foi um grande homem, é verdade. Que chegou a ser abandonado pelo clube do seu coração e que chegou a viver na miséria sem o merecer. Foi injusto esse abandono mas, felizmente, foi corrigido em vida. Mas ele já morreu. E todo este circo tudo à volta dele e da transladação para o panteão, sinceramente, é demais!

Se queriam fazer este circo percurso, pois que o fizessem. Ao domingo, quando a cidade está mais vazia, quando há menos trabalhadores a precisarem de chegar aos empregos ou a casa.

E quando à transladação, terei também de dizer que não concordo. Até porque, a continuar assim, qualquer dia tem de ser construído um novo panteão ou proibimos que haja mais portugueses extraordinários a merecer esta honra porque se ter esgotado o espaço.

(e agora venham de lá bater-me que estou preparada)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lince Ibérico muda de aspecto

por Magda L Pais, em 23.06.15

10373954_10153446309809510_7708504574186901187_n.j

Ou então alguém está a precisar de óculos...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

News In & Out

por Magda L Pais, em 23.06.15

olhar.jpg

Não é apenas uma profissão, é uma devoção que se entranha nas veias e só morre com o "hospedeiro" e por isso não há reforma, nem desemprego que iniba o olhar crítico e analítico de um jornalista. Para os que já são veteranos... basta um olhar para o que se cruza à sua frente, para ver para além de um comum cidadão.

Mas são comuns cidadãos? São... mas também são o olhar que vê, questiona e pesquisa mais longe.

E é esta "doença", que me atinge há décadas, que me fez pensar... porque não usar uma plataforma como esta para dar a conhecer, ou desenvolver, os mais variados temas, que se cruzam no meu dia a dia, ou que, por uma razão ou outra eu procuro, sejam eles positivos ou negativos.

Podia descansar e deixar-me disto? Podia... mas não seria viver por inteiro.

Por isso, a partir de agora, as "reportagens" passam por aqui, porque este é o meu vício, a minha forma de estar na vida e às quais dediquei a maior parte da minha existência.

Um jornalismo menos formal, mais descontraído mas sempre rigoroso.

Se podem colaborar? Claro que sim. Basta expor o assunto... a pesquisa e investigação, é deste lado.

Por isso sejam bem-vindos e... venham as notícias.

 

 

 

E é assim que a Anabela Santos, uma boa amiga, apresenta o seu novo projecto News In & Out, onde iremos encontrar reportagens sobre tudo o que se cruzar no caminho da Anabela por boas (in) ou más (out) razões. A acompanhar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

images.jpg

É que podem vir a ser processados por causar danos espirituais. Segundo esta notícia do Sol, foi o que aconteceu a Zhao Wei. olhou fixamente para um espectador que estava do lado de lá da televisão e ele processou-a.

Se a moda pega, é começarmos a ver todos os que aparecem na televisão de burka para não estarem a olhar para os espectadores...

(há com cada cromo por este mundo fora que só visto... contado ninguém acredita, cruzes credo!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

ng4325056.jpg

De acordo com esta notícia do DN, há um parvo iluminado que acha que as borrachas devem ser banidas das salas de aulas porque criam "uma cultura de vergonha do erro”.

Felizmente parece que é o único e que já várias pessoas afirmaram que aquela teoria não faz qualquer sentido.

Eu, que sou do tempo em que usávamos lápis nalguns testes para podermos corrigir os erros e que sempre tive uma borracha nunca me senti envergonhada de errar e ter de corrigir. Assumo os meus erros, mesmo depois de os ter corrigido. E muitos daqueles que não assumem os erros e que os atribuem a outras pessoas (tanta gente, mas tanta gente que o faz), foram criados da mesma maneira – com lápis e borracha.

Deixo, por isso, a pergunta, será que é o uso da borracha que faz a diferença, ou será da personalidade/educação que a pessoa tem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como é que diz que disse???

por Magda L Pais, em 29.04.15

Untitled.png

Oi???? 

Então se for homossexual e não tiver sexo com outros homens pode dar sangue? Mas um homossexual não é, por definição, um homem que faz sexo com outro homem? Expliquem-me lá, como se eu tivesse cinco anos, estas afirmações fantásticas (NOT) do Sr Hélder Trindade que ainda diz, mais acima na notícia, que não querem saber a orientação sexual mas sim o comportamento - e se for homem e tiver sexo com outro homem é excluído. Mas não é por ser homossexual, é por causa do comportamento. Confusos? eu também.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.