Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


A importância do chip para um final feliz

por Magda L Pais, em 25.11.16

(ou, o que fazer se encontrar um animal perdido)

 

Ontem tivemos direito a um dia diferente. A minha gaiata encontrou uma cadelinha à porta da escola. Muito bem tratada, pelo escovado, um casaquinho de dias mais frios e extremamente dócil, ou seja, com todos os indícios de ser cão de alcatifa e de não ter sido abandonada.

Claro está que a minha pequena (nãotãopequenaassim) não deixou (e bem) a cadela sozinha. A professora entendeu o que se passava e disse-lhe que fosse tentar encontrar os donos em vez de ir à aula que não era grave. E assim foi.

Depois de lhe por uma trela para garantir que não voltava a fugir e de lhe dar água, naturalmente fizemos o mais indicado nestes casos - fomos a uma clínica veterinária para ler o chip onde deveria estar a identificação dos donos para os contactarmos a avisar que a cadelinha estava connosco. Ainda por cima a leitura do chip é um serviço gratuito, ao dispor em todas as clínicas veterinárias.

Só que a cadela não tinha chip...

Portanto, passo seguinte: registar a cadela na base de dados dos animais perdidos no site encontra-me.org. Este site é fantástico e permite que donos e animais se reencontrem com mais facilidade. E, através do site, pode-se imprimir os cartazes que são necessários para a fase seguinte. Espalhar, na zona onde o animal foi encontrado, cartazes com uma foto do animal, que permita a identificação. Os cartazes podem ter os contactos de quem o encontrou ou, em alternativa, indicar apenas o número do anúncio no site. O problema de não indicar os contactos é que nem toda a gente tem acesso à internet. Foi o que fizemos. Imprimimos várias cópias do anuncio, com o meu telemóvel e o email, e a piquena, mais a cadelinha, foram distribui-las.

Foi importante a cadelinha ir porque podia alguém passar por elas e conhecer a cadela. Neste caso não resultou, ninguém na zona onde foi distribuído o anúncio conhecia a cadela.

Passo seguinte. Fazer um post no facebook e distribuir por várias páginas. Associações de apoio aos animais e canil municipal incluídas e pedir que seja partilhado até à exaustão. Enviar fotos do animal para todas os veterinários que actuem na área onde o animal foi encontrado. Avisar a PSP/GNR de que encontramos um animal perdido não fosse dar-se o caso dos donos ligarem a dar conta de o terem perdido.

Pelo meio, levamos a cadelinha à clínica que acompanha as nossas patudas para uma segunda tentativa de leitura do chip. Pode acontecer não ser lido num lado e ser lido no outro.

Quando chegamos a casa, fui ver, no facebook, se alguém tinha comentado alguma das partilhas. E não é que tinha? A dona estava desesperada à procura desta cadelinha desde as 10h30 da manhã. A minha filha encontrou-a por volta das 10h45 o que significa que a Geraldina apenas esteve sozinha 15 minutos. Passou em zonas de trânsito e felizmente não foi atropelada. Teve sorte. Muita sorte. Porque alguém - a minha filha - percebeu que ela estava perdida, porque a professora a deixou sair da escola e não ir às aulas para procurar os donos e porque não foi atropelada.

Menos de 12 horas depois, a Geraldina estava com a sua dona em casa, calculo que ambas bastante felizes pelo reencontro. Que poderia ter acontecido menos duma hora depois da cadela se ter perdido se ela tivesse chip...

E é acima de tudo isto que recomendo a todos os donos de animais. Coloquem-lhes chip. Mesmo que andem sempre com trela, que achem que não podem fugir e que estão controlados. Mesmo que sejam gatos que não saiam de casa. Façam-no, não porque é obrigatório por lei, mas para que, caso se percam - e acreditem que acontece imensas vezes - possam voltar rapidamente para casa. É que nem todos tem a sorte da Geraldina.

Se encontrar um animal perdido na rua, saiba aqui o que fazer, com mais pormenor.

 

****************

Já participaram no Passatempo aniversário?

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 25.11.2016 às 09:57

Penso que também ajudou muito vocês preocuparem-se com a cadelinha. Imaginem que até tinha chip, mas caía nas mãos de alguém não tão bem intencionado? 
Mas sim, o chip dá muito jeito, mesmo em caso de acidentes.  
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 11:54

A Geraldina é uma cadela sortuda, sem dúvida por todas as razões e mais algumas (e sim, uma delas foi ter encontrado a minha piolha que adora animais e não um qualquer que lhe faria mal). Mas com o chip teria tudo acabado muito mais depressa
Sem imagem de perfil

De Nuno a 25.11.2016 às 11:57

O Chip é OBRIGATÓRIO!
TAL como COLEIRA COM IDENTIFICAÇÃO - NOME DO ANIMAL E CONTACTO DO DONO!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 11:59

Nuno, como eu digo no post, sim, o chip é obrigatório mas há quem ache que não vale a pena (vivemos num pais em que as pessoas se consideram no direito de adaptar a lei às suas ideias).
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 25.11.2016 às 13:30

Parabéns pela vossa imparável acção e para a Geraldina que encontrou a família, graças a vós.
Beijinho
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 17:10

Obrigado Maria. O bem estar dos animais sempre nos preocupou
Imagem de perfil

De Inês a 25.11.2016 às 13:32

O chip nos cães é obrigatório e faz todo o sentido. Afinal, facilmente uma pessoa encontra um cão na rua e, não tendo chip, pode deduzir erradamente que está abandonado.
Tenho uma gata dentro de casa sem chip. Até pensei nisso, mas sei que mesmo que ela fugisse, por qualquer motivo, um estranho não a conseguiria apanhar, por isso, não ia servir de nada.
Sem imagem de perfil

De sandra a 25.11.2016 às 15:33

Cara Inês, Gostaria só de referir que o chip podia valer de muito. Apesar de a sua gatinha em condições normais não se deixar apanhar, se fosse encontrada já debilitada por não se alimentar, por exemplo, poderia ser resgatada e então devolvida à sua família! ;)
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 17:13

exactamente o que eu acho
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 17:12

Inês, mesmo que a gata esteja sempre em casa e não haja grande risco dela fugir, é boa ideia ter o chip. Se o pior acontecer, ela poderá ser recolhida por alguma associação e, se tiver chip, conseguem identificá-la rapidamente. A malta das associações tem bastante experiência em apanhar animais e conseguem apanhar mesmo os mais ariscos
Imagem de perfil

De Inês a 25.11.2016 às 17:24

Sim, talvez seja boa ideia tratar disso :)
Imagem de perfil

De Drama Queen a 25.11.2016 às 15:01

Fico muito feliz com um desfecho tão bom! A minha Chanel dos Anjos tem chip e seguro, apesar de não ser raça perigosa se for atropelada por um carro, carro não vais ficar muito bem porque 45 kg de ossos, músculos e pelo  fazem danos.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 25.11.2016 às 17:13

sim, um seguro também é importante por causa de eventuais danos que eles possam causar.
Imagem de perfil

De mami a 25.11.2016 às 19:20

confesso que o meu menino tem chip...mas ainda não o registei na junta de freguesia :/
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 26.11.2016 às 10:22

Também é importante fazer esse registo sim. E obrigatório :D
Imagem de perfil

De B♥ a 26.11.2016 às 07:57

Parabéns Magda! Felicidades
Beijinho 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 26.11.2016 às 10:22

Obrigado B! beijinhos
Imagem de perfil

De Vanessa a 28.11.2016 às 16:26

Muitas pessoas consideram que é gastar dinheiro em vão quando lhes falam em meter um chip, mas ainda bem que já é obrigatório por lei, infelizmente ainda não a fazem cumprir como deviam. O meu labrador tem, mas não faço ideia se o outro tem ou não, como é o cão do meu pai, o fiel de caça, acredito que tenha, mas nunca sou eu que o levo ao vet, não sei.
Desconhecia esse site para encontrar os pequeninos, mas dá imenso jeito
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 01.12.2016 às 10:45

o problema é que muita gente acha que o chip não faz falta porque o cão está bem habituado ao dono ou não sai de casa ou sei lá. Depois as coisas acontecem e dá problemas. Outros não metem para que os possam abandonar... enfim, há de tudo

O Encontra-me.org é um site extraordinário e que já tem resolvido muito. Foi a vet das minhas patudas que me falou nele já nem me lembro bem porque
Sem imagem de perfil

De Cris a 30.11.2016 às 13:06

Ainda bem que teve um final feliz! E parece que ainda há professores (leia-se pessoas) de jeito nessa escola...Image
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 01.12.2016 às 10:45

ahahahahahah pensei o mesmo, acreditas?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.