Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Afinal em que ficamos?

por Magda L Pais, em 28.10.15

496807.png

Economista sugere que chineses pobres partilhem mulheres

e

Especialista chinés considera que as mulheres têm de ter mais que um marido

 

Estou oficialmente baralhada...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Imagem de perfil

Andy Bloig a 28.10.2015

As teorias são iguais Magda. 
1 mulher para vários homens. 


A diferença é que um diz que são os homens casados que devem partilhar as esposas com outros.. o outro diz que as mulheres devem poder casar com mais de 1 homem. 


(isto é por causa da mortandade dos nado-vivos ter chegado a rondar os 96% de raparigas (anos 90) e os números de aborto serem quase 95% de raparigas(já neste século). Ter um homem dá para trabalhar nos campos, ter uma rapariga é gastar dinheiro a procurar um homem para a levar embora.) Em meios rurais era o pensamento... que ainda continua. 
Agora com o crescimento económico, os homens ricos, podem ir procurar uma rapariga para casar e levá-la para as cidades. Os homens que ficam no campo... ficam sem raparigas. Segundo os especialistas, daqui a 5 anos, deixam de existir mulheres nas aldeias... o que provocará problemas entre os homens, por não terem parceiras. Para além das taxas de natalidade se centrarem nas cidades e deixarem extinguir gerações nas aldeias, o desiquilíbrio vai acabar por chegar ás cidades... a longo prazo. 
Imagem de perfil

Magda L Pais a 28.10.2015

então se as mulheres podem casar com mais do que um homem... como é que isso é a mesma coisa que vários homens casarem com a mesma mulher?
Imagem de perfil

Andy Bloig a 28.10.2015


1 mulher casa com 5 homens. ("as mulheres podem casar com mais do que um homem")
5 homens casam com 1 mulher. ("vários homens casarem com a mesma mulher") 



Resultado final: 1 esposa e 5 maridos. Ou 5 maridos e 1 esposa.


A mesma coisa... as mesmas 6 pessoas. 

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.