Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Animais abandonados

por Magda L Pais, em 15.08.15

abandonado-1.jpg

Diz que se comemora hoje o dia do animal abandonado.

E eu, que até tinha pensado não escrever nada no blog hoje

(porque, epá e tal, é dia 15 de Agosto, há imensas filas de trânsito de pessoal que vai e pessoal que vem de férias, está tudo ao abandono e, o que não está ao abandono, está a falar de futebol e dos sms que foram mas não foram e, assim como assim, ia lendo mais um bocadinho ou apanhava um ventinho simpático)

resolvi vir escrever.

E resolvi vir escrever porque hoje, dia do animal abandonado, parece que, de propósito, vejo imensas (mais que o normal) publicações no facebook de pessoas que foram dar as suas voltas e deram com cães abandonados por todo o lado. Na praia, à porta de casa, no caixote do lixo mais próximo, na rua, etc. E, como se tal não fosse suficiente, ainda deixam bebés, cachorritos de terna idade, adultos, jovens e velhotes. Deixam cadelas, deixam cães, haja alegria que variedade não falta.

Deixam-nos para trás como se fossem lixo, como se fosse uma peça de mobília estragada que já não fica bem em casa. Como umas calças que ficaram apertadas ou uma blusa que se rasgou. Ou se calhar nem tanto, porque as calças mandam-se alargar, a blusa coze-se mas o animal, esse, deixa-se ao Deus dará, abandona-se à sua sorte - que, por esta altura, já percebemos que não será nenhuma porque o dono ou a dona que lhe calhou é mais animal que ele próprio.

Será assim tão complicado perceber para essas alminhas do diabo, que, quando adoptamos um animal, é para a saúde e doença e que os animais não são coisas, não são objectos dos quais nos podemos esquecer por ai?

Os animais, meus senhores, os animais sois vós, os que os abandonam. Porque eles, os cães, cadelas, gatos ou gatas, respeitam-vos e amam-vos mais do que vocês a eles. E eles não vos abandonariam (apesar de vos os merecerem).

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

Carolina a 15.08.2015

Não consigo e acho que nunca vou conseguir escrever sobre este tema. É demasiado revoltante e nunca conseguiria ser civilizada a dar a minha opinião sobre as bestas que fazem isto.
Todos os animais que tive e tenho foram adoptados, um de uma loja de animais e os outros todos da rua. Se pudesse, salvava todos os que, neste momento, estão na rua, sozinhos e desamparados.
Ah e tal, temos uma lei que criminaliza os maus tratos e abandono. Ai, até me dói o coração. Estamos tão longe de olhar para os animais como iguais, como seres que merecem respeito, consideração e carinho. É triste, muito triste.
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.08.2015

as duas meninas que temos também foram adoptadas. Ou, como eu costumo dizer, elas é que nos adoptaram a nós. A lei que existe é um pequeno passo, muito pequeno. Até porque, muitas vezes, não se sabe quem foi que os abandonou.
Sem imagem de perfil

Cris a 18.08.2015

Há uma cada vez maior incompreensão minha por determinados comportamentos que parecem disseminar-se como se de uma epidemia se tratasse...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.