Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


 

imagesCALV7VWR.jpg

Estamos no início do ano civil, altura em que somos chamados - ou pelo menos aqueles que tem casa própria em prédios - à assembleia de condóminos para analisar as contas do ano anterior e para decidir o orçamento e a administração do ano seguinte.

As assembleias de condomínio são sempre uma grande maçada e, em muitos casos, fonte de conflitos entre vizinhos, em parte devido às desconfianças e à dúvida de qual é o papel do administrador, seja ele interno, externo ou misto.

Hoje é sobre esse papel que vos vou falar para que, quando chegarem à reunião, estejam esclarecidos e possam contribuir, activamente, no seu bom funcionamento.

Diz a lei portuguesa que cabe ao administrador do condomínio: convocar a assembleia dos condóminos; elaborar o orçamento das receitas e despesas relativas a cada ano; verificar a existência do seguro contra o risco de incêndio, propondo à assembleia o montante do capital seguro; cobrar as receitas e efectuar as despesas comuns; exigir dos condóminos a sua quota-parte nas despesas aprovadas; realizar os actos conservatórios dos direitos relativos aos bens comuns; regular o uso das coisas comuns e a prestação dos serviços de interesse comum; executar as deliberações da assembleia dos condóminos; representar o conjunto dos condóminos perante as autoridades administrativas; prestar contas à assembleia dos condóminos; assegurar a execução do regulamento e das disposições legais e administrativas relativas ao condomínio e guardar e manter todos os documentos que digam respeito ao condomínio.

Este papel, o de administrador, pode ser exercício por um dos condóminos do prédio, por uma empresa ou por ambos, em simultâneo. Seja qual for a opção que a assembleia tome, é preciso ter consciência que o administrador não está disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano. Por isso não lhe telefone à meia noite nem lhe bata à porta a essa hora porque o trinco da porta está avariado (sim, já me aconteceu...). Não espere que o administrador, que vive no R/C, adivinhe que a lâmpada do 8º andar avariou ou que pintaram a parede das escadas do 5º andar. Alerte, de alguma forma, sem exigências e com respeito - o prédio não é só do administrador, todos vivem lá e todos podem e devem zelar pelas zonas comuns.

Se o seu prédio tem elevador e detectar que ele está avariado, ligue de imediato para a empresa que faz a manutenção - mais uma vez, todos devem zelar pelo bem comum e não pode ser sempre o mesmo a suportar o custo da chamada. E pensemos juntos - já que tem de fazer uma chamada, porque não ligar directamente a quem o pode ajudar em vez de ligar ao administrador que depois vai ligar à empresa que faz a manutenção?

Na assembleia (ou quando contratar uma empresa) definam logo algumas coisas simples, como, por exemplo, quem fica responsável pela mudança das lâmpadas das escadas (é um dos grandes pontos de discórdia nos condomínios). Se escolher uma empresa, escolha uma que saiba que está disponível ao fim de semana - porque nunca se sabe quando acontece um sinistro - e peça referências a outras pessoas que vivam em prédios que essa empresa gere. Se não conhece ninguém nessa situação, pergunte à empresa que lhe forneça os contactos de condóminos que possam dar referências.

Seja quem for o administrador, nunca, mas nunca, NUNCA mesmo deixe que ele movimente sozinho a conta bancária. Amiga, amiga é a minha barriga e de vez em quando dói-me. Num condomínio, a conta bancária deve ter pelo menos 3 autorizados e a movimentação deve ser feita com a assinatura de quaisquer dois (podendo ainda ser exigido que um deles seja sempre o administrador).

Muito mais haveria a dizer sobre este tema - os condomínios. Mas não vos quero maçar. Ficam aqui algumas dicas que me parecem importantes. Se quiserem mais ou se precisarem de alguma dica para um problema especifico, digam.

 

(podem consultar, aqui mesmo ao lado, os tópicos já publicados nesta rubrica)

Quem participa na rubrica:

Segunda-feira - Nia

Terça-feira - Ana

Quarta-feira - Bomboca de Morango

Quinta-feira - Sofia Margarida

Sexta-feira - Magda L Pais

Sábado - Dona Pavlova

Esta rubrica não está restringida a nós. Todos podem participar. Só vos pedimos que nos dêem conta, de alguma forma, do post onde o fizeram para que possamos acrescentar na lista dos tópicos publicados.

Autoria e outros dados (tags, etc)


19 comentários

Imagem de perfil

De Sofia Margarida a 16.01.2015 às 10:15

O condomínio do prédio onde vivia com os meus pais é o oposto do que é um condomínio! Nem me lembro que tenha havido reunião... A luz e afins de vez em quando já é cortada... enfim!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 16.01.2015 às 10:36

hum... a reunião tem de se realizar uma vez por ano (a lei obriga que seja até 15/1 mas por norma faz-se nos primeiros dois ou três meses do ano)
Imagem de perfil

De Just_Smile a 16.01.2015 às 12:46

Adorei ler isto, nunca vivi em prédios e, apesar de não ser esse o meu objectivo,  nunca sei se irei viver para um prédio e agora aprendi alguma coisa sobre o tema :)
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 16.01.2015 às 14:21

costuma-se dizer que o saber não ocupa lugar, não é? :D ainda bem que gostaste 
Imagem de perfil

De Nathy ღ a 16.01.2015 às 20:10

Terei este post em conta, se um dia viver num condomínio ;D
Deves aturar com cada um...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:15


nem queiras saber. Dava um livro. Umas vezes de humor, outras de terror
Imagem de perfil

De B♥ a 16.01.2015 às 21:45

Aqui no prédio não há nada disso :o
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:16

Pode ser que um dia te sirva :D
Imagem de perfil

De M* a 16.01.2015 às 22:47

no condomínio onde vivo, os problemas são inúmeros e ninguém se entende. certa vez, disse a um dos empregados do condomínio - é uma empresa que gere - que, no nosso caso, facilmente o prédio vinha a baixo do que os vizinhos se entenderem. ah! falta acrescentar que, no dia em que todos estiverem na mesma reunião, será um verdadeiro milagre! Image
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:19

conheço meia dúzia de casos que se entendem às mil maravilhas e que estão todos, mas mesmo todos na assembleia. E conheço outros que só se falam através de advogado...
Imagem de perfil

De Dona Pavlova a 17.01.2015 às 10:11

Por causa destas chatices, decidimos entregar a gestão do condomínio a uma empresa logo desde o princípio e estamos super satisfeitos com ela. Basta telefonar para o número das urgências deles e estão cá passados 5 minutos, até para mudar uma lâmpada.
Este é um ótimo post de grande utilidade para todos os condóminos.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:19

Ora é isso que se quer duma empresa, que os condóminos estejam satisfeitos! boa boa
Imagem de perfil

De Nia a 17.01.2015 às 11:32

Útil!!!! MUITO MUITO ÚTIL! :D

Só tenho pena que em muitos prédios ninguém seja capaz de fazer um condomínio ser um verdadeiro condomínio.
Acho que nos falta muita capacidade de gestão de dinheiros e gestão social.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:20


é nesses casos que se deve optar por uma empresa de gestão. Mas cuidado, a escolha tem de ser bem feita caso contrário dá asneira maior
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 17.01.2015 às 19:34

Fujo a sete pés de reuniões de condomínio!!! Pago como qualquer cidadã responsável, mas não me peçam para participar...é um exercício deveras penoso, ouvir tantos queixumes uns dos outros, e depois ve-se que são todos iguais....Então neste prédio é um rol de doutor para aqui, engenheiro para ali, arquitecto não sei quantos, até dá dó!Image
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 19:46


a primeira reunião que mediei, começou às 10.30 e acabou às 16h. Discutiu-se o primeiro ponto da ordem de trabalhos e mais nada. Agora duram duas, duas horas e meia e é porque dou sempre espaço para alguma divagação.
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 17.01.2015 às 20:17

As pessoas lembra-se de discutir cada coisa que não lembra ao ceguinho!!!Image
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.01.2015 às 20:19

ahahahahaha sim, acredita que sim :D já assisti com cada uma que vale duas
Sem imagem de perfil

De Cris a 20.01.2015 às 10:02

A barriga não é minha amiga! só quer comer coisas que lhe fazem mal!!!Image
No prédio onde estou, o condomínio está entregue a uma empresa, cujo dono é um autêntico boçal, saído das Idade das Cavernas, que tem a mania que sabe tudo e que os outros são todos burros ou vigaristas. A minha vontade, por vezes, é saltar-lhe ao pescoço. Ai dele que algum dia seja grosseiro com a minha mãe! Vai arrepender-se para sempre!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.