Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Como se livrar duma filha... #1

por Magda L Pais, em 10.10.18

estudar-na-inglaterra.jpg

Desde que conheço a minha filha, e já lá vão uns longos 17 anos (que, na realidade, parecem meia dúzia de dias) que a ouço falar que gostava de ir para Inglaterra, que era lá que queria estudar e que era lá que queria viver.

Pronto, se calhar não foi logo que nasceu mas talvez desde que começou a ter noção do mundo ao seu redor, do país onde vivemos, das vicissitudes do mundo escolar, da falta de emprego que espera quem termina o curso universitário, dos baixos salários pagos (às vezes por culpa dos bigboss que querem ser eles a receber tudo, mas outras - e estas são a maioria das vezes - por causa dos altos impostos que as empresas são obrigadas a pagar ao estado e que não podem canalizar para os ordenados de quem lá trabalha), dos estágios mal remunerados, dos empregos sem futuro, etcetal.

Ou seja... a minha gaiata sempre quis sair de Portugal e ir para Inglaterra. E nós, pais, que temos a dizer sobre isto?

Bem... é claro que estamos felizes e contentes. Já viram? é menos uma boca a alimentar, menos um passe a pagar, menos consumo de água, gás e electricidade e menos uma pessoa a vestir. Querem melhor do que esta poupança, atendendo, ainda por cima, ao custo de vida?

Na realidade... quero. Como mãe, é claro que sei que vai faltar ali uma pessoa em casa. Mas não é isso o normal? que os filhos saiam de casa dos pais? Vai para Inglaterra? Qual é o problema? Sempre ouvi dizer que o longe se faz perto e o perto se faz longe. Além disso, a minha filha vai cumprir o seu primeiro objectivo, aquele para o qual se tem vindo a preparar ao longo da sua ainda curta vida.

Parte dessa preparação foi a frequência dum curso de inglês. Começou com pouco mais de sete anos e já fez todos os exames de Cambrigde, o ultimo (o CPE) dos quais este ano. 

E agora que está no 12º ano, chegou a altura chave...pouco tempo depois das aulas começarem, a gaiata começou à procura de informações sobre os cursos e as universidades na Inglaterra. Falou com amigos dela que vivem lá sobre vários temas, entre os cursos ao dispor, a formação universitária, os custos envolvidos, alojamento, emprego e tudo o mais que possam imaginar sobre este vasto tema. E falou connosco - os pais - claro. Que mantemos o que sempre dizemos, que qualquer um deles terá o nosso apoio para lutar por aquilo que mais desejam (desde que não seja ilegal ou que ponha em risco a saúde e a vida deles, é óbvio).

Como este post já vai longo, amanhã continuarei a contar-vos mais sobre este assunto.

May we meet again

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

e

Não se esqueçam de nomear os vossos blogues favoritos para os Sapos do Ano 2018

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Imagem de perfil

De A 3ª face a 10.10.2018 às 11:03

É um grande orgulho ter um filho que sabe exactamente o que quer.
Mas que o coração fica apertadinho, lá isso fica.
 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 11:55

É verdade. Mas é, ao mesmo tempo, muito positivo. 
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 10.10.2018 às 11:07

Importante é sonhar, ter objetivos e lutar por eles... isso é muito bom!!!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 11:55

É efectivamente o que eu acho. Tenho muito orgulho na gaiata
Imagem de perfil

De Alexandra a 10.10.2018 às 14:28

Então mas tu achas esse título bonito? Ver-se livre da miúda?
#alguémtinhadeofazer 
Inglaterra é já ali, à distância de uma chamada de Skype  Só podes estar muito orgulhosa da pequena (pequenina).
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 15:15

Atão e que julgas tu que eu andei a fazer desde que ela nasceu? Sempre programas ingleses, a mostrar como Inglaterra é bonita e tal? Deu muito trabalho mas vou colher os frutos ahahahhahahaha


Sim, uma chamada de Skype ou uma viagem e pronto. Já andamos a ver preços e tudo 
Imagem de perfil

De Anita a 10.10.2018 às 15:15


Eu tenho um que quer ir para o Japão e está a fazer tudo para atingir esse objectivo. Nós como pais, embora nos custe, temos que os apoiar.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 15:17

Exacto. É excelente eles terem objectivos concretos e que façam por isso. O nosso papel é esse mesmo,apoiar
Imagem de perfil

De Happy a 10.10.2018 às 17:30

Disseste aí uma coisa fundamental que é ser suposto os filhos sairem de casa. Às vezes não percebo as choradeiras das minhas amigas. Mas afinal não sabiam disso desde que os filhos nasceram? Que um dia iriam para longe? 
Ainda bem que ela sabe o que quer. Tantos por aí que não sabem...
O meu está a terminar e depois quer ir para a Austrália, que é só um bocadinho (!) mais longe...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 17:34


Pois, estás como eu. Não percebo o drama quando os gaiatos saem. É suposto, certo? é que nós também saímos de casa dos nossos pais. Há coisas que são lineares e esta é uma delas.

Austrália, o destino de sonho da minha mãe :). A minha filha também fala em lá ir dar uma perninha já que, com o curso tirado em Inglaterra poderá exercer em qualquer país da Commonwealth
Imagem de perfil

De Sofia a 10.10.2018 às 22:42

Compreendo a tua preocupação, mas deves ter ao mesmo tempo, um enorme orgulho por saberes que tens uma filha que luta, pelos seus sonhos!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 10.10.2018 às 22:47

Acredita que estou mesmo orgulhosa dela. A pequena sabe o que quer e está a lutar por isso. Só pode ser motivo de orgulho
Imagem de perfil

De José da Xã a 13.10.2018 às 09:47

Bom dia,
O meu infante mais novo, o tal que tem a mania que é rei, nunca pretendeu ir para o estrangeiro.
Após mestrado entrou numa Startup a ganhar a modica quantia de 500 euros como prestador de serviços. Uma fortuna. Todavia está agora a dar aulas na faculdade que é algo que ele adora ao mesmo tempo que continua na startup.
Têm de ser eles a fazer o caminho...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 13.10.2018 às 09:54

e nós, pais, só temos de apoiar o que eles querem fazer

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.