Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Desafio da escrita dos Pássaros #5

Estás na fila para o purgatório e Hitler está à tua frente. Ninguém o quer aceitar e a fila não anda

por Magda L Pais, em 11.10.19

Acordei morta. E como é que sei? Bem, dei comigo num cais, com uma fila enoooorrrmeeeee à minha frente. Ao fundo duas barcas, uma mais enfeitada e com muita gente e outra assim meio feeinha, com um anjo na proa. Lembrei-me logo que tinha lido sobre isto. Afinal Gil Vicente tinha razão. Ali estavam a Barca do Inferno e a Barca da Glória. Mas onde andavam o Diabo e o Anjo? Ouvia-se um grande burburinho entre as barcas mas nada de gente a avançar nem para um lado nem para o outro. A curiosidade aguçou e lá fui eu furando a fila até chegar à frente.

- Este bigodes vai contigo. Não o quero lá a conspurcar as minhas vítimas. Ai desculpa, este termo não é correcto, ainda me aparece p’ra ai algum nazi do politicamente correcto! As minhas almas. Não o quero a conspurcar as minhas almas!

- Mas o quê? Achas que, com o que ele fez, tem lugar no céu? Nem penses, coitadas das minhas almas que tiveram de o aturar em vida e ainda tem de levar com ele na morte? Mas é que nem morto o deixo passar.

- Mas nem morto como se já estás morto? Tu ouves os disparates que estás para ai a dizer?

 - … Nem vivo! Nem vivo o deixo passar.

- Aber entscheidest du dich? ist, dass sie seit 74 Jahren in diesem gewesen sind ... (que é como quem diz: mas vocês decidem-se? é que já estão nisto há 74 anos...)

Tive de intervir.

- Olhem, desculpem lá, se entre vós não se entendem, e ainda que não tenha nada a ver com isto, não querem chamar Ammut para cá vir?

- Ammut? Mas porque é haveríamos de ir buscar um fulano doutro panteão para resolver a nossa contenta?

- Sim, sim, não queremos cá estranhos. Ou vai com ele ou vai com ele!

- Certo. Mas já viram bem a fila de almas que está à espera da vossa decisão? É que é suposto isto andar e não estarmos aqui parados. A malta tá morta, tem todo o tempo do morto para estar morto mas já agora que não fiquem sempre no mesmo sítio senão ainda ganham raízes. E não me consta que, aqui no purgatório, precisem de árvores…

- És capaz de ter alguma razão. E então é como é que isso funciona? Achas que é só chamá-la que ela vem?

- Não querem mais nada, não? O rabinho lavado com água das malvas, talvez? Estou a dar-vos a solução, agora como é que chegam a ela, é convosco. Pela minha parte tenho a certeza que o coração do bigodes pesa mais do que uma pena de avestruz pelo que vai ser devorado por Ammut. Agora os detalhes é convosco. Não é suposto serem vocês a gerir aqui o estaminé? Então trabalhem!

 

May we meet again

Texto de participação no desafio de escrita dos Pássaros

Os Sapos do Ano 2019 estão ai

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.