Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


19668527_3fLVL.jpeg

É uma das coisas que mais me irrita. A incapacidade que algumas pessoas (muitas! demasiadas!) têm de chegar a horas aos seus compromissos. As desculpas são mais que muitas: adormeci, estava trânsito, o despertador não tocou, estava numa reunião, sai mais tarde do que pensava, o relógio deixou de funcionar, estive a falar com o periquito... centenas ou milhares de desculpas e nenhuma reflecte a verdade: as pessoas estão-se nas tintas e, quem chega a horas, quase que é visto como uma ave rara, alguém estranho e fora do comum.

(quando o comum deveria ser quem chega a horas)

Chegou-se a um ponto em que 10/15 minutos de atraso não é considerado atraso. É normal. Quando se marca uma reunião, já se sabe que há sempre alguém que chega atrasado (quando não chegam quase todos).

E nem o facto de hoje estarmos todos comunicáveis através dos telefones, facilita que se avise.

Aqui há uns dias tinha uma reunião marcada para as 19h com cinco pessoas. Uma delas chegou às 18h55 e às 19h45 decidimos, as duas, que nos íamos embora. E porquê? Porque mais ninguém apareceu. Nem sequer se deram ao trabalho de ligar a desculpar-se. Passou-se mais duma semana e não houve, de parte de quem não apareceu (incluindo quem, nesse mesmo dia, tinha pedido a reunião) qualquer justificação. Perdemos, eu e a outra pessoa, 45 minutos em que podíamos estar a fazer algo de útil (a ler, por exemplo) em conversa de circunstância (até porque nem nos conhecíamos) enquanto esperavas por quem não apareceu.

Lembro-me, quando era miúda e não havia telemóveis, que tínhamos mesmo de chegar a horas quando íamos ter com os amigos. Combinávamos um sitio especifico e uma hora para nos encontrarmos antes do passeio. E quem estava, estava, quem não estava dificilmente nos encontraria depois, já que não nos poderia telefonar a saber onde estávamos.

Hoje é muito mais fácil. Se chegarmos atrasados podemos sempre ligar a saber onde estão (ainda que nem sempre se faça) o que nos leva a - consciente ou inconscientemente - a não conseguir cumprir os horários estabelecidos.

O que me leva a pensar ... Será assim tão difícil chegar a horas? cumprir os compromissos que assumimos? Ou será que estes atrasos são reflexo de algo mais grave?

 

Nota final - Este titulo é longo, eu sei, mas é, talvez, um dos melhores títulos que grassa aqui neste blog (até porque foi escrito por Fredrik Backman no seu fantástico livro A minha avó pede desculpa)

 

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)


27 comentários

Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 03.07.2018 às 09:45

Tocaste num ponto nevrálgico da nossa sociedade, ninguém quer saber de chegar a horas, é uma completa falta de respeito pelos outros.  Eu continuo a ser estupidamente pontual...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 09:58

A questão é que me parece que a falta de respeito não é só no chegar atrasado mas em quase tudo
Imagem de perfil

De Heidiland a 03.07.2018 às 10:13

O problema é que o português não tem habito de chegar a horas. As lojas, restaurantes, museus, bancos abrem a horas, mas os restantes serviços não. Já cheguei aos correios ou à farmácia (hora do almoço) e a porta continuava encerrada. Os transportes é raro cumprirem o horário estipulado. 
Quando estou de férias em Lisboa também é raro chegar a horas, porque não conto com o transito, ou melhor, esqueço-me que ele existe. 
Na Suíça é muito raro haver atrasos seja de quem for. Os transportes andam (quase) sempre a horas e das poucas vezes que se atrasam avisam. Tens sempre um aviso na aplicação, nos ecrãs a avisar os minutos ou um aviso sonoro do atraso. 
Beijinhos 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 11:08

no caso dos autocarros até percebo que andem atrasados. Afinal estão dependentes das condições de transito (e dos anormais que, sendo carros particulares, se metem na faixa do bus). Agora os comboios e o metro?... será que são formigas que se atravessam?
Imagem de perfil

De Heidiland a 03.07.2018 às 11:20

Não consigo precisar a data, mas li em tempos, uma notícia que indicava o número de horas (perdidas) que um eléctrico ficava parado devido ao mau estacionamento. O metro e o comboio é devido às pessoas que demoram a entrar e sair e o colega demorar a render outro. 
Uma vez ouvi um funcionário da carris se queixar que o colega não o veio render e ele ficou à espera dele um bom bocado, depois comunicou à Carris e recebeu ordens para continuar o percurso. 
A coisa só vai lá com multas de transito aos condutores que empatem a circulação dos autocarros e eléctricos. No caso do metro e comboios aumento de número de funcionários e carruagens e avisos para as pessoas não atrasarem a partida dos mesmos. 
Na Suíça também tens transito, acontece que as pessoas são civilizadas e não estacionam mal ou em segunda fila, porque sabem que lhes vai doer (e muito na carteira).


Uma nota de curiosidade: se tiveres um acidente (fores culpado) e danificaste, por exemplo uma vedação, és tu que pagas. Aconteceu em Glarus, um português estava alcoolizado espatifou o carro novo e a via pública teve que pagar tudinho. O seguro não se responsabilizou pelo acidente. O rapaz pagou multa por estar alcoolizado, danificação da propriedade, custos dos hospital e teve que comprar um carro novo. Com certeza que nunca mais irá repetir uma brincadeira destas. 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 12:05

é precisamente isso que falta cá. A responsabilização efectiva (e pesada) de quem viola as regras. Aqui a ideia é que, se fores apanhado é azar
Imagem de perfil

De Heidiland a 03.07.2018 às 12:58

E responsabilização conforme o transtorno causado. Já viste o que é um eléctrico estar parado 1h à espera que alguém apareça para remover a viatura? Para não falar do número de pessoas penalizadas por o egoísmo de um indivíduo.  
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 14:22

já vi e já senti na pele. Não o electrico mas o autocarro que ficou entalado por causa do mau estacionamento


era com um pano encharcado nas trombas...
Imagem de perfil

De Heidiland a 03.07.2018 às 14:30

É péssimo! Sou muito apologista das multas, o ser humano só aprender a corrigir os maus erros com punições onde lhes doí mais (na carteira). 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 15:29

concordo em absoluto. Só assim aprendem
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 03.07.2018 às 10:39

Também lamento esta situação atual... acho que é um pouco de egoísmo... e as famílias não estão a educar nesse sentido, por vezes, as crianças têm vergonha de chegarem atrasadas e a culpa não é delas...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 11:10

exactamente! o que os pais acabam por transmitir aos filhos é que não faz mal chegar atrasado. E mesmo que as crianças comecem por ter vergonha, acabam por se habituar e mais tarde fazem o mesmo
Imagem de perfil

De Just_Smile a 03.07.2018 às 11:27

Não consigo compreender, não consigo. O tempo dos outros é sempre menos precioso que o nosso. Não consigo encaixar na minha cabeça, irrita-me e entre mim e Ele é o nosso maior motivo de discussões, Ele é seeeeempre atrasado...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 12:07

e ainda tenta desculpar-se quando telefona a avisar ahahahahaah (lembrei-me da nossa conversa aqui há uns dias sobre isto). 
Sugiro que passes a marcar as coisas para uma hora e lhe digas a ele que é para meia hora mais cedo :p assim chegam a horas
Imagem de perfil

De Drama Queen a 03.07.2018 às 11:28

Tenho um Patrão que é o mal exemplo marcou uma reunião comigo na Sexta-feira para tratar de assuntos do interesse dele (sim, coisas que não tem haver nada com meu trabalho) hoje é terça ainda não sei quando é que ele quer tratar porque desde que ele marcou nunca mais falei com ele...
Nos dias 15 de quase todos meses tenho reuniões marcadas com fornecedores se eles atrasam-se não os atendo, ou tem de resumir muito o assunto em pouco tempo, porque o que vem a seguir não  raramente atrasa (também uma situação que não sei explicar) não fazer esperar outra pessoa.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 12:08

nas empresas o mal começa, normalmente, de cima, das chefias. E depois vai piorando cada vez mais até se tornar incomportável
Imagem de perfil

De Drama Queen a 03.07.2018 às 12:56

O patrão já estou tão habituada, que quando diz que aparece 11 já sei que só o vejo 13 continuou a fazer o meu trabalho. O meu primeiro Patrão dizia quando passavam o cartão de ponto 8.59 já estávamos atrasados, tínhamos de chegar 8.55 pelo menos.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 14:22

credo, isso é mal crónico do homem, não? assim nunca sabem com que contar
Imagem de perfil

De O Informador a 03.07.2018 às 11:45

A falta de noção sobre os horários no nosso país existe e bastante. Seja no trabalho ou em combinações com amigos e familiares, chegar atrasado para mim não existe, só se for algo que não consiga controlar. 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 12:09

Não digo  que não possam acontecer atrasos. Imprevistos efectivamente acontecem. Mas devem ser isso mesmo, imprevistos, situações anomalas, acidentes de percurso. Não devem, seguramente, ser a regra
Imagem de perfil

De Sofia a 03.07.2018 às 11:52

Magda, eu sou uma pessoa pontual prefiro chegar antes da hora do que ter alguém a esperar por mim!
Irrita-me profundamente este tipo de comportamento da maioria das pessoas na sociedade geral, parece que é moda, mas não minha gente é pura falta de educação.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 12:15

lá está... é falta de educação e depois a coisa escala. Como disse ali mais acima à Maribel, os filhos aprendem com os pais que é aceitável chegar atrasados e acabam por repetir o mau comportamento
Imagem de perfil

De Sofia a 03.07.2018 às 12:16

Sim é uma bola de neve, por isso é que os miúdos estão mal educados, o mais grave é que são o nosso futuro!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 03.07.2018 às 14:23

entre isto e tudo o resto, estamos a criar a pior geração de sempre
Imagem de perfil

De Sofia a 03.07.2018 às 17:02

E como os pais são iguais, são duas gerações que vão ser no futuro ainda mais mal educadas...
Imagem de perfil

De Sandra Dias a 03.07.2018 às 22:06

Cada vez mais verifica-se que as pessoas não são responsáveis e não querem nem saber dos outros não têm nenhum respeito pelos outros e não conseguem assumir compromissos e as desculpas que arranjam só mostram a falta de valores, de responsabilidade e o egoísmo de só olharem para  o seu umbigo e os outros que se lixem. É assim a sociedade em que vivemos com uma grande crise não financeira, mas sim uma grande crise de falta de valores e de princípios que mostra como são certas pessoas.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 04.07.2018 às 07:03

Concordo. Há uma crise de valores que é bem capaz de ser maior que a crise financeira. Hoje em dia perdeu-se em demasia o respeito pelos outros

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.