Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Eu & os disparates #1

por Magda L Pais, em 13.01.15

2sd1vb68b.jpg

 

Desde pequenina que tenho este petit problema...

Quem me pergunta o caminho para algum lado, só por sorte lá chega...

Quando andava nos escuteiros, nunca fui à frente nas caminhadas...

Já cheguei a telefonar ao meu marido (ou mandar-lhe um sms) para saber a resposta...

Nem tentem explicar-me como chegar a qualquer lado...

Quando ia a caminho do exame de condução, o meu querido instrutor, para me "animar" disse-me: tu conduzes bem, sabes medir as distâncias mas vais chumbar. Eu fiquei parva mas depois ele explicou-me: Vais chumbar porque o examinador vai-te mandar virar à esquerda e estou mesmo a ver tu a virares à direita! como fizeste em todas as aulas...

Pois, basicamente é este o petit problema: não consigo distinguir a direita da esquerda. Não vale a pena dizerem que a esquerda é onde está a aliança - é que eu não uso aliança (e sim, acabei de confirmar com o meu Miguel qual é o lado porque comecei por escrever mal) nem sequer que é com a direita que escrevo. Nenhuma mnemónica funciona e tenho sempre, mas sempre, de perguntar.

Na faculdade tinha um amigo, o Rui, que tinha o mesmo problema. Acho que chegávamos ao sitio certo por acaso...

Mas o mais hilariante é seguir as instruções dum GPS quando estou sozinha... Aqui há dois anos ia para o jantar anual da faculdade. Como não sabia onde era o restaurante e estava de carro, resolvi ligar o GPS do carro. Entrei no carro e mentalizei-me: tu consegues! tu consegues! tu consegues! Liguei o carro, meti o GPS no banco ao lado (o suporte estava partido), liguei-o e ala que se faz tarde.

Até meio do caminho a coisa correu bem. O GPS mandava virar, eu espreitava para o GPS pelo canto do olho e pronto, seguia a direcção. O pior aconteceu numa rua com muito trânsito - em que eu não podia desviar o olhar - e ele me mandou virar à esquerda. E eu toca a virar. E o GPS "a recalcular o itinerário". Consegui voltar a olhar e segui as instruções seguintes. Até que... voltei à mesma rua com muito trânsito e o GPS voltou a instruir-me "virar à esquerda". E eu virei. E ouvi "a recalcular o itinerário". Achei estranho mas o meu primeiro pensamento foi: mas ele está a mandar-me para o mesmo lado, estará avariado?. Mas confiemos nos satélites, eles sabem, certo? Segui as instruções de novo (e o mapa pelo canto do olho) e... lá estava eu na mesma rua. Mas que raio? bom, à terceira é de vez, pensei eu, vamos lá com confiança. E fui. E ouvi "a recalcular o itinerário"!!!

Não vou contar aqui os nomes que chamei ao GPS. Porque foram mesmo nomes muito feios. Parei o carro, respirei fundo, ofendi pela centésima vez o GPS e voltei a arrancar. Mas com o GPS seguro na mão, por cima do volante para ver se ele estava mesmo a funcionar. E quando ele mandou virar à esquerda eu percebi que, afinal, das vezes anteriores, tinha virado à direita...

Proposta para os inventores que estejam por ai - é preciso um GPS que não fale em esquerda e direita mas que diga: para o lado do condutor, para o outro lado. Assim era bastante mais fácil.

Ah, falta contar como é que tirei a carta. Tive uma daquelas sortes que só acontecem uma vez. O exame foi feito praticamente a direito, numa avenida. E a única vez que tive de virar para algum lado não hesitei - o outro lado era sentido proibido.!!

 

(parte desta história já a tinha contado em comentário a este post. Leiam-no. É hilariante)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.