Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Isto é...

por Magda L Pais, em 22.08.15

11391425_1097662366914863_5917112031798496619_n.jpvia facebook

... a parvoíce de alguns a vir ao de cima...

Ora para quem não perceba inglês, numa tradução livre, o que este idiota jovem diz no cartaz é "nenhuma mãe devia temer pela vida dum filho sempre que ele assalta uma loja".

Ainda se ele parasse a frase após a palavra filho...

Autoria e outros dados (tags, etc)


28 comentários

Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015

Isso é o reflexo da sociedade.
Todos os dias vemos, na televisão, manifestações contra o "racismo". Essa deve ter vindo de uma dessas manifestações...
Cá em Portugal também já se vê disso... basta lembrar aquele caso do indivíduo que andava a roubar casas, fugiu numa carrinha com o filho a guardar as armas e o material roubado... o filho foi atingido pela polícia, ele saiu em liberdade, o polícia levou com 24 meses de pena suspensa e 12 meses de licença sem vencimento. Para além de ter de pagar uma indemnização ao assaltante que o tentou atropelar e a mais 2 colegas e provocou danos em 3 carros da polícia.

A justiça é tão estranha que dá origem a coisas como tens nessa imagem...
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

O Racismo ( neste caso na América) é um problema real e sério - violência injustificada, igrejas queimadas...O que se vê na televisão é quase sempre um lado da estória e enviesado. Deve ter vindo de uma dessas manifestações...A sério? Por favor...
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015

O racismo existe... por todos os lados. Em 2014 foram 946 polícias assassinados por individuos negros... 97% das mortes políciais. Sabes quantos desses chegaram a tribunal, incluíndo o Racismo? 0 (ZERO). 
Segundo os dados, terão morrido 2732 pessoas em confrontos com a polícia. (aqui não há números de raças). Sabes quantos polícias foram acusados em tribunal por ataque racista? 1153. (só 4 foram condenados e 975 foram absolvidos, é preciso dizer que se as partes se entenderem, o caso é dado como arquivado por acordo mútuo).

E só para informação: a "indústria racista" movimenta mais de 523000 milhões de dólares anualmente. É a 5 actividade económica da America. Já viste o que era não existir racismo...
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

E que tem isso que ver? Claro que há várias situações e que coisas como a da imagem existem....Mas isso não é motivo para negar o resto. Parece aqueles cavalheiros que se insurgem contra campanhas contra a violência doméstica com o argumento que tb há homens vitimas disso...lol. Deve saber que indivíduos negros e hispânicos são parados em operações stop quase o dobro das vezes, que a polícia usa rostos de negros como alvo para praticar, que a kkk é livre de se manifestar quando quer e que recentemente um policia deu um pontapé em cheio na barriga de uma mulher grávida...A mim parece-me ofensivo dizer que as pessoas que se estão a manifestar têm todas aquele tipo de atitude. 
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015

Estás a seguir as linhas que as associações anti-racismo usam... e é a mais pura das mentiras. 
Sim, o racismo existe. O problema é como é tratado. Neste momento se tiveres um negro que ataca um branco, a acusação é "assalto agravado". Se tiveres um branco que ataca um negro já é "assalto agravado com atitude ofensiva da integridade física". (se não existirem armas envolvidas)No 1 caso a pena pode ir até 3 anos de prisão  e uma indeminização de 10000 euros, no 2 a pena pode ir até 7 anos de prisão e a indeminização até 170000 euros. E qual é a diferença? São 2 pessoas que andaram à tareia. (isto já não acontece nos países germânicos e escandinavos... no caso dos EUA e Europa, esta aberração continua tipificada e é usada, diariamente)
Concordo contigo que devemos ser iguais em tudo... então porque é que existe diferença no tratamento das coisas? Não será porque essa diferença dá ganhos a um dos lados? 
Engraçado é que refilas por eu te ter respondido a esta questão e usas 1 situação para generalizar... (também somos "racistas" quando usamos a caneta de tinta escura numa superfície clara? )


(e o Klan pode-se manifestar tanto como as centenas de milhares de congregações anti-racistas americanas. As manifestações deles é que costumam ser atacadas por bandos de mascarados armados... daí aparecerem demasiado nas notícias. As outras costumam passar em rodapé, a não ser quando existem tiroteios contra a polícia ou motims, como aconteceu em Ferguson e Los Angeles.) 


(não uses a parte da violência doméstica, as penas são iguais... a diferença é que a mulher queixava-se pouco, enquanto o homem era de apresentar queixa sobre tudo e mais alguma coisa, para ter razões para o divórcio e ficar em vantagem na partilha de bens. Felizmente, isso tem mudado e as mulheres já são pró-activas em situações dessas, ainda não tanto como deviam ser... basta tentar perceber porque é 46% das raparigas entre os 18 e os 22, aceitam que os namorados as agridam como "prova de amor".)
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Não percebeste o exemplo: o que eu disse foi que em vídeos que mostram mulheres a serem agredidas, há sempre certos cavalheiros que se sentem ofendidos por a campanha não mostra homens na mesma situação...Ninguém falou em penas. Gostava de saber onde viu suspeitos serem todos tratados da mesma maneira, quando os policias que se "enganam" e sacam da arma sem querer são sempre absolvidos...Eu uso a linha de pensamento que é a minha, alias parece-me que afirmar que todas as pessoas que estão nas manifestações têm esse tipo de pensamento isso sim é generalizar...Porque há pais que realmente tem medo: mas é deixar os seus filhos sair à rua. Ninguém devia ser obrigado a viver em tal clima. São atacados? Realmente grande pena...Por acaso andou a correr mundo uma foto de um policia negro a ajudar um desses fanáticos que se estava a sentir mal durante uma marcha. ´


[Somos uns chatos...desculpa Magda Image
Imagem de perfil

Magda L Pais a 22.08.2015

(não têm de pedir desculpa e podem continuar. Depois com mais tempo venho cá dar a minha opinião)
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015


Se existe 1 lado que está protegido, porque é que abusa da proteção que têm? 
Enquanto a mentalidade baseada no "há 400 anos os teus tetra-tetra-tetra-tetra avós matavam os meus tetra-tetra-tetra-tetra avós, por isso ou aceitas tudo o que eu diga e faça ou tens de pagar pelo que era feito naquela altura". O racismo só existe por causa deste pensamento. Não é por este ou aquele fazerem isto e aquilo. 
Usei a própria lei vigente para mostrar que a mesma situação é tratada de modos diferentes, dependendo de que lado está a pessoa que tem essa proteção. Se essa proteção desaparecer das leis, irias ver que a utilização da palavra racismo, praticamente, desaparecia em menos de 10 anos. 


Acerca das manifestações, lembras-te de há uns 5 ou 6 meses atrás um polícia americano ter morto um sem-abrigo latino, porque se enganou a puxar da arma e só deu por isso depois de disparar? Nessa altura o video andou por aí, apareceu nas notícias, apareceu gente a protestar nas redes sociais... e o assunto morreu assim que foi o funeral. Na semana a seguir a polícia abateu um negro que estava armado e tinha disparado contra os polícias, criaram-se motims com muita gente ferida, em várias cidades a pedir a pena de morte para o polícia, porque um amigo dizia que o falecido não usava armas... O polícia foi absolvido e mostraram as imagens da video-vigilância da loja e lá estava o falecido com uma arma na mão a disparar contra os carros da polícia que estavam a chegar. Mesmo assim as manifestações continuaram... até que deixaram de ter cobertura das televisões.
Se não existisse tanto dinheiro, as situações tinham sido tratadas por igual. 


No caso da violência doméstica, podes responder mais facilmente à razão que leva, quase metade, das raparigas universitárias a aceitarem que levar tareia do namorado, é uma prova de amor. O que dirão essas mulheres daí a 10-20 anos quando o marido lhes continuar a fazer o mesmo? 
Se a mentalidade mudar logo na base, essas situações não acontecem. Nem o homem pensa que está protegido "porque bater na mulher é uma prova de amor e ela gosta" nem a mulher fica com o sintoma do "se já levei quando namorava, agora não faz diferença". (e quando alguém quer parar essa bola de neve, as coisas complicam-se como se pode ver nos jornais, todos os dias.) 
(são situações diferentes onde o problema está no mesmo sítio: a base estrutural da sociedade.) 


(Magda, eu e a Sara costumamos ter pontos diferentes sobre o mesmo assunto e esticámo-nos nas discussões... Sorry Image )
Imagem de perfil

Magda L Pais a 22.08.2015

já disse mais acima, estão mesmo à vontade :D a Sara sabe que os pontos de vista opostos são sempre bem vindos aqui.
Enquanto não houver sangue está tudo bem... Image

(depois leio com calma o que estão a escrever e opinarei também)
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Magda: a gente gosta de debater...Mas é na paz :)
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Não estou a perceber a comparação entre o hoje e o que a aconteceu à 400 anos trás...Para mim é a mesma coisa só que com outros contornos, tal como o sexismo já existia à 400 anos atrás e continua a existir hoje...Claro que é por aquilo que fazemos: a partir do momento em que trata alguém de maneira diferente com base nesse traço ou me junto a organização tipo essa estou a contribuir para o problema. A lista de pessoas assinadas até agora, muitas desarmadas e imobilizadas, é enorme - em trinta segundos o google fornece-lhe essa informação. Nem vou falar do quão perigoso é esta atitude de execução sumária nas ruas - a partir do momento em que a violência é justificada e aceite então passamos a viver na selva e não numa sociedade. Aliás: enganou a puxar da arma e só deu por isso depois de disparar - quem pode confiar num profissional destes? - via as pessoas feridas nas manifestações...Mas também via as dezenas de voluntários que andaram a limpar as ruas depois? As dezenas de manifestações pacificas com pessoas de todas as cores? As pessoas que se interpuseram à frente dos policias para evitar confrontos? Estar contra a policia e estar contra a brutalidade praticada por alguns elementos são duas coisas diferentes - é uma coisa que acontece em muitas partes do mundo contra uma variedade de grupos étnicos. 


Existem sempre vários lados e cada um com a sua opinião :)
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015


Um exemplo para percebes aquilo do "passado": estamos aqui a conversar. Chegamos a um desacordo e eu digo que não queres ver aquilo porque és rapariga. Tu dizes que não aceito a tua opinião porque és rapariga. 
O que dizes tem uma validade incontestada. O que eu digo é levado com a conotação de estar a ser machista e rebaixar a tua posição. E dissemos a mesma coisa. A única diferença é quem disse a frase.
(Nunca tivemos nenhuma discussão que não fosse fácil de resolver. Image )
Quando é que puxam da carta do racismo? Quando é a forma de o tratar como incontestável. E quando é isso? Segundo a definição é quando um grupo étnico ataca outro ou não lhe permite ter direitos iguais. 

Foi o exemplo que dei no outro. 2 homens à tareia. Um pode ser acusado de ser racista, o outro não. São 2 homens, onde a única diferença é a cor da pele. 
Por isso é que usei aquela definição que diz que o racismo só acontece porque continua a ser incutido na mente da sociedade e é usado para defender um grupo. Em situações iguais, a "carta" racista só pode ser usada por um dos grupos (dantes chamava-se grupo minoritário)porque era o que acontecia à 400 anos atrás.
Se removeres essa parte da história, eras capaz de encontrar outras palavras (que são usadas nas outras situações) que não tinham essa conotação. A palavra descriminação é usada para a maioria dos casos... e o significado é o mesmo. Não tinham era tanta força ao ver/ler essas coisas. 


A das manifestações, usei aquele exemplo para mostrar que o que aparece na televisão, são coisas organizadas pelo poder financeiro da industria do racismo. O sem abrigo foi assassinado, os principais protestos foram na internet. O video andou nas televisões por uns minutos e deixou de existir. A partir daí, quando o polícia foi acusado e demitido, passou nas notícias como uma "flash". Acontece outro semelhante, ocorreram centenas de manifestações, que só pararam quando as televisões, de difusão nacional, deixaram de ir filmar. Mesmo depois de os tribunais terem revelado que aquela "vítima de racismo e brutalidade policial" estava a tentar matar os membros das forças policiais. Nos dois casos, um polícia disparou contra um homem. Um passou por "crime normal" o outro era "racismo". (ambos são sinais de um certo descontrolo das forças da ordem... só que o crime na América deixa o polícia numa ténue linha entre o matar e morrer. Em vários pontos, a América é pior que um território em guerra... e um polícia ser assassinado, nem chega à capa de um jornal.)

Quando foram as situações de Ferguson, 2 homens que foram entrevistados durante uma manifestação, estavam armados. Quando o jornalista lhes perguntou para que é que estavam armados, a resposta foi "Para matar os polícias".
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Esse argumento não faz sentido para mim. Racismo, genocídio, atentado aos direitos humanos...Chama o que quiseres. Mas uma questão de conotação? Foram coisas que aconteceram. A América racista dos anos 50, com zonas separadas, também é contestável? Talvez se o Andy for da KKK. De qualquer forma tb não vejo que interesse isso tem agr para este momento especifico...Claro que não há direitos para todos no mundo, isso parece-me...Incontestável. As pessoas gostarem de serem descriminadas (o racismo protege?!) e serem controladas sem lá por quem tb não faz sentido para mim. Os média formam a sua ideia dos acontecimentos - não devemos nos fixar em todo o que parece lá.  A lista de nomes já passou as dezenas incluindo mulheres e jovens (aconselho o site: http://blacklivesmatter.com/) Felizmente que existe a internet...2 homens numa manifestação de centenas de pessoas? Isso não acontece aqui? Isso é reflexo da falta de confiança na instituição policial...Para mim é das coisas mais perigosas. Em quem é que uma pessoa vai confiar? Também houve fogos postos em esquadras...Isso não invalida nada do que eu disse. Abuso de força sobre um único grupo sistematicamente não é uma situação aceitável: negros, mulheres, sem abrigo...Somos todos humanos. O resto é peanuts. 
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015


"Anti-black racism, especially that sanctioned by the state, has resulted in the loss of healthy and thriving BLACK life and well-being."
"We are a decentralized network aiming to build the leadership and power of BLACK people." 
Não é interessante eles terem estas frases como motes... porque se fores tu ou eu a usar isto, vamos ser acusados, por eles, de sermos racistas por só defender-mos o nosso lado. Não pensas que eles defendiam a igualdade? 
(lê o meu post com calma que consegues perceber onde queria chegar... apaga as ideias que tens do que se passou e fixa-te no agora. Se removeres o que se passou no passado, não encontras nada que possa configurar o que é racismo... a única forma de lhe dares esse nome é pensares como escreveste e ires buscar o que se passou... há anos atrás.) 


E tens de pensar que na America qualquer pessoa pode ter armas. Seja para guardar a casa, seja para matar tudo o que lhe passe à frente. Por isso é que lá a polícia é matar ou morrer. Se o polícia faz aquilo que se vê nos filmes, acaba dentro de um caixão. Infelizmente, também erram e matam pessoas inocentes. Só que entre irem para dentro de um caixão ou dispararem primeiro... os espertos disparam primeiro, lidam com as consequências depois. Os outros, vão para o caixão e dão lugar a uma estrela numa parede. 
Vais ver a taxa de criminalidade da cidades americanas, tem mais crimes violentos por dia, do que Portugal tem em 10 anos. (tenho de procurar nas listagens que tenho para lá um site que tem os crimes com armas de fogo nos USA, creio que foi em 2010 ou 2011, que o número de crimes com armas de fogo lá, ultrapassou em mais de 30000 vezes o número de crimes com armas de fogo, em toda a Europa a 28). 
(Usaste um site que é propriedade de uma associação que move mais dinheiro por ano, do que Portugal tem de PIB. (dizem que foram criados em 2012 mas, são um ramo do grupo do Sharpaton... o grupo mais racista que existe no mundo, pois desculpa TODAS as atitudes tomadas por negros como sendo por culpa do racismo dos brancos.) )
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Nada que se possa configurar como racismo? lol...ok então. Tal como eu dizia tudo isto é sobretudo peanuts, excepto que há muita pouca igualdade no mundo. 
Imagem de perfil

Andy Bloig a 22.08.2015

Image Estamos de acordo. 



Beijinhos e bom fim de semana. 




(desculpa lá a invasão Magda. Já te libertámos o estaminé) 
Imagem de perfil

Sara a 22.08.2015

Estamos de acordo em alguma coisa, já não é mau...


Bom fim de semana!
Imagem de perfil

Magda L Pais a 23.08.2015

Andy e Sara, agora já li com calma e atenção e ambos podem ter razão. Só que nenhum dos dois se focou no que realmente é importante nesta foto - a inversão de valores. Seja um branco, um preto, um creme, um azul ou um rosa às riscas, este jovem quer estar protegido quando sai de casa para fazer um assalto. Este é o busílis da questão - o jovem quer cometer uma ilegalidade (fazer um assalto) e não correr riscos! esta é a grande questão e não tem a ver com a raça, tem a ver com uma grande inversão de valores
Imagem de perfil

Sara a 23.08.2015

Mas eu não estava a comentar a foto, comentei uma coisa que o andy disse...Para mim não faz sentido dizer que racismo não existe (no mundo) e que todas (todas) as pessoas que se estão a manifestar são violentas e só querem praticar crimes, além disso a questão não é empolada pelos media pelo contrário: é altamente desvalorizada, apresentada sem contexto e focando-se na confusão (comum em todo o tipo de manifestações) em vez de se focar no bom trabalho que tem sido feito, pois estas situações não são de agora - com uma simples pesquisa ficas a conhecer n casos. Há uma foto algures de duas rusgas: numa os suspeitos estão algemados e deitados no chão bem protegidos...Noutra há outros suspeitos, mas estão sentados na borda do passeio em fila. Se não fosse sério até dava para rir...
Imagem de perfil

Magda L Pais a 23.08.2015

sim, eu percebi o que estavas a dizer e acho que tens razão, Mas o fulcro da questão continua a ser o mesmo - ambos se desviaram do assunto em si: a inversão de valores
Imagem de perfil

Sara a 23.08.2015

Acho que o tipo dessa foto é uma besta quadrada, tal como já foi dito nos comentários em baixo...
Imagem de perfil

Carolina a 22.08.2015

Esse indivíduo não faz a mínima ideia do que escreveu nesse cartaz. Se tivesse escrito apenas "No mother should have to fear for her son's life" dava-lhe toda a razão do mundo. Assim, está só a fazer figura de parvo.
Infelizmente, os EUA estão a lidar com um problema bastante grande no que toca às forças policiais. É triste e degradante a quantidade de mortes de pessoas inocentes que se sucederam nos últimos tempos. Para não falar no papel dos media, que distorce estas histórias para o público ficar sempre do lado dos mesmos.
Imagem de perfil

Magda L Pais a 23.08.2015

tal e qual! o problema deste cartaz não é a cor do idiota que o tem nas mãos mas a estupidez do que diz. De facto, nenhuma mãe deve temer pela vida dum filho quando ele sai de casa. Desde que não seja para assaltar, matar ou qualquer coisa do género. é uma total inversão de valores que pouco tem a ver com o racismo. E sim, a América está a debater-se com graves problemas de racismo empolados (como quase sempre) pelos media 
Imagem de perfil

M.J. a 22.08.2015

eu por mim estou-me literalmente a cagar (pronto, o vernáculo que muita gente não gosta mas que eu uso exactamente por isso) se o cartaz é motivado é pelo racismo ou pelo facto de alguém ter caído dentro de um tanque com lixívia. 
o que o cartaz demonstra é uma imensa estupidez e uma falta de valores tão descomunalmente (este advérbio existe?) gigante que não sei qual pode ser a discussão à volta dele próprio: "nenhuma mãe devia temer pela vida dum filho sempre que ele assalta uma loja"
seria de facto um óptimo motivo para abolir os códigos penais do mundo: toda a gente é filha de toda a gente.
Imagem de perfil

Magda L Pais a 23.08.2015

exactamente! quero lá eu saber se o palerma que tem o cartaz é azul, amarelo às bolinhas, preto, branco ou cinzento. Não é a cor dele que me afecta mas sim o que ele tem escrito no cartaz
Sem imagem de perfil

Cris a 23.08.2015

Como já foi dito antes, o que está no cartaz é profundamente idiota. OU absolutamente genial! É que pode ser uma tentativa de legitimar todo e qualquer assalto à mão armada! Image
Imagem de perfil

Magda L Pais a 24.08.2015

ou qualquer outro assalto... Image

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.