Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Que espécie de gente…

por Magda L Pais, em 13.03.15

temper.gif

... está à frente de sindicatos que se plantam à porta dos hospitais à espera que cirurgias e consultas sejam adiadas por causa duma greve? E se fossem eles a precisar? E se fossem os seus familiares?

É nestas alturas que o meu mau feitio vem ao de cima e me faz desejar que esses mesmos sindicalistas precisem, muito – mas mesmo muito – dum médico num dia de greve.

Eu dava-lhes, dava-lhes…

Autoria e outros dados (tags, etc)


16 comentários

Imagem de perfil

De Claudia a 23.03.2015 às 09:08

É inadmissível. Aliás, eu sou contra as greves, pois penso que se banalizaram e que o seu propósito se perdeu. Obviamente o caso descrito é mais grave, mas mesmo as milhentas greves nos transportes transtornam a vida a milhares de pessoas, assim como nas escolas, etc. Outra coisa que me enerva é ver que as pessoas pensam na greve como um dia de descanso - uma pessoa em greve deveria estar no local de trabalho mas simplesmente não trabalhar, fazendo assim valer o seu protesto. Mas claro que são poucos os que o fazem... Adicionalmente, se estão descontentes, despeçam-se. Aliás, muitos deles têm condições não tão más, é uma vergonha. 
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 23.03.2015 às 12:37

então somos duas a pensar no mesmo! eu também sou contra a greve, principalmente porque se banalizou esse direito - faz-se greve só por duas razões: por tudo e por nada, sem qualquer respeito ou consideração pelos outros

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.