Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O tempo perguntou ao tempo

por Magda L Pais, em 05.11.18

ad54e0_e86314c986784ab1ac76a3cb7c0b235f-mv2.jpg

O tempo perguntou ao tempo

quanto tempo o tempo tem!

o tempo respondeu ao tempo

que o tempo tem tanto tempo

quanto tempo o tempo tem.

 

O tempo tem graça. Tão depressa passa por nós sem darmos conta, assim num instantinho, como demora um tempo desgraçado a passar.

Ainda ontem, ia jurar que tinha sido ontem ou, vá lá, no máximo anteontem, estava na maternidade, prontinha para o parto da minha filha mais velha. Prontinha prontinha não, que uma coisa era querer que a gaiata nascesse e outra era não quer que usassem agulhas para me meterem o soro e/ou a anestesia…

Mas dizia eu (a ver se não me distraio de novo) que a minha Maggie nasceu ontem. Ou anteontem, no máximo dos máximos. Passou um instantinho e… bem, e já está no décimo segundo ano, e estamos a iniciar os trâmites necessários para que ela cumpra o seu desejo: ir estudar em Inglaterra. Nasceu ontem e amanhã está na Universidade. Porque não se iludam. Pode parecer que falta um ano mas vai ser outro instantinho.

Pensando melhor…

Se calhar foi mesmo anteontem que a Maggie nasceu já que o Martim, o meu filho mais novo, nasceu ontem. Sim, é exactamente assim. Primeiro a Maggie, anteontem, depois o Martim, ontem. Mas é que ele já está no décimo ano… como é possível que tenham passado tantos anos em apenas algumas horas? Não sei como, mas a realidade é que passaram.

Diz que a Inominável faz 3 anos. Como 3 anos? Já se passaram 13140 dias desde que recebi um email da Alface a dizer que tinha tido uma ideia idiota? Como pode ter passado tanto tempo e eu nem sequer me apercebi. É verdade que acabei por ter de sair do projecto, com muita pena minha (mas os meus dias ainda não começaram a ter mais horas, que isso sim era de valor) mas três anos?... não pode mesmo ser.

Ainda agora eu só lia. Muito, lia muito, lia e guardava as opiniões para mim. E, de repente, assim, sem dar por isso… já se passaram quase 11 anos desde que alguém me criou o meu primeiro blog (na Blogspot, depois eu é que o mudei para o Sapo) e, vejam só, já fez três anos que nasceu o meu blog destinado exclusivamente ao meu passatempo preferido, a leitura.

O tempo… esse malandro que passa num instante, sem darmos por ele. Mas que, noutras alturas em que queríamos que ele passasse mais depressa, demora mais tempo do que desejamos, já que só queríamos que doesse menos.

 

Mas por mais que a vida

Não cure as feridas

O tempo irá curar por si

 

(retirado da música O Tempo de Marco Rodrigues)

Passaram-se três anos desde que o meu pai teve o AVC que viria a mudar a sua vida. Para pior. Cada dia que passa – e estes dias passam tão devagar – noto o meu pai mais debilitado, a precisar de mais ajuda. As idas quase constantes aos médicos, às urgências dos hospitais, à terapia, ajudam mas o tempo, esse que deveria ajudar a curar, não está pelos ajustes e, em vez disso, traz mais e mais problemas.

Os meus avós maternos, os meus segundos pais, aqueles cuja história de amor me abriu o caminho da escrita (e eu que achava que só gostava de ler) já morreram. Ele há quase 16 anos, ela há coisa de dez anos. Confesso, não sei há quanto tempo morreram. É um tempo que não passa. Já não dói tanto como doía inicialmente mas posso dizer-vos que, no dia a seguir, já eles tinham morrido há tempo a mais do que aquele que eu gostaria. E o mesmo com a minha tia, aquela que me viu nascer e com quem estive, no hospital, até ao último momento da vida dela. Ainda não tinha sido o funeral e eu já pensava que a minha tia tinha morrido há demasiado tempo.

O tempo. O tempo que passa, que cura as feridas, que nos faz velhos enquanto vemos os filhos a crescer. E assim, sem dar tempo ao tempo, já passou demasiado tempo desde que comecei a escrever esta crónica, sendo mais que tempo de a acabar para esta edição que comemora aquele que espero seja o terceiro aniversário de muitos que ainda estão para vir.

(texto escrito para a última edição da Revista Inominável)

May we meet again

 Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sapos do Ano 2017 - resultado final

por Magda L Pais, em 16.12.17

007A12615190482DB8C2AC34C51C9C28 (1).png

E pronto. Hoje é o dia. Vamos lá ver quem são os felizes contemplados que podem usar, no seu blog, o selo acima e que vão receber um pacote de açúcar. Se estiverem agora connosco no jantar. 588 pessoas deram-se ao trabalho de votar e escolheram os sapos do ano. Por opção, serão apenas indicados os mais votados.

Ora então vamos lá. Os sapos do ano 2017 são:

 

Opinião - Língua Afiada

Humor - Oh por favor…

Livros - Stoneartbooks

Moda - La Vie En Rose

Poupar - Caça Promoções

Música - Blog música para alma vibrar!

Fotografia - Existe um Olhar

Comida - Mamã Paleo

Família - Mães mais que imperfeitas

Generalista - Maria das Palavras

Parabéns a todos. Aos votados, aos nomeados, aos votantes. E obrigado por embarcarem nesta aventura que me deu tanto. Cá vos espero daqui a um ano.

 

Entretanto...

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Follow friday dos Sapos do ano

por Magda L Pais, em 15.12.17

007A12615190482DB8C2AC34C51C9C28 (1).png

A minha surpresa com esta brincadeira não podia ser maior. Demorei, p'ra ai, no máximo dos máximos, dez minutos entre me lembrar disto e meter o post on line e o resultado é avassalador. Começou com o número de pessoas (67!) que indicaram os blogs anónimos que achavam merecedores de uma nomeação especial. E não foi coisa pouca. Foram indicados 195 blogs diferentes (que podem consultar aqui). Desses 195 blogs foram retirados os 5 mais nomeados em cada categoria, tendo dado origem à votação final que decorreu entre 27/11 e 14/12.

Para anónimos e por anónimos. Conhecer e dar a conhecer outros blogs. Sair da zona de conforto onde estão os blogs que visito religiosamente e visitar outros que desconhecia. Contrariar a ideia de que só os famosos tem leituras. Mostrar que há bons blogs espalhados por todas as plataformas. Estas sempre foram as intenções desta brincadeira que se chamou Sapos do Ano 2017 como se poderia ter chamado Monstros Anónimos ou Blogs de Cortiça. Nunca foi o prémio (um pacote de açúcar!) que esteve em jogo. E só tenho de agradecer a todos os que aceitaram o meu desafio, seja com as nomeações seja nas votações finais.

Recebi sugestões valiosíssimas para uma nova edição. A inclusão de mais categorias (desporto, viagens, beleza, escrita criativa) ou outras regras. Tudo sempre no espírito da brincadeira, de ser uma espécie de concurso de anónimos e por anónimos, onde só bloggers a sério podem participar. Se ainda andar na blogosfera em Novembro de 2018, podem contar com uma nova edição, melhorada mas sempre com as mesmas intenções e com os mesmos prémios.

Mas hoje, e porque fechadas as votações deixou de estar disponível, no post, os cinco mais nomeados, em dia de follow friday, deixo-vos os cinco mais nomeados por ordem alfabética. Amanhã, às 19h, podem cá voltar para saber quem é o vencedor em cada categoria (será só mesmo indicado o vencedor).

Opinião

Domingo à tarde

Língua Afiada

Mami

Não É Que Não Houvesse…

O último fecha a porta

Humor

Chic’ana

Hetero Doméstico

Oh por favor…

Pequeno Caso Sério 

Triptofano

Livros

A Mulher que Ama Livros

Jardim de Mil Histórias

Livrologia

O Livro Pensamento

Stoneartbooks

Moda

Com pintas qb

Distinta

Em Saltos Altos

La Vie En Rose

Mini saia

Poupar

A Arte da Simplicidade

Caça Promoções

Descontos

Diário das Minhas Finanças

Querem Lá Ver

Música

A Minha Caixa de Música

Blog música para alma vibrar!

Crónicas de festivais

Few days on land

man on the moon

Fotografia

De costas pr'ó mar

Existe um Olhar

happyness is everywhere

João Freitas Farinha Fotografia

The Travellight World

Comida

AlGo à Mesa

Cloud Berries

Desafio Saudável da Maria

Mamã Paleo

Para Jantar & Marmitar

Família

4 Reizinhos

A nossa vida!!!

A Vida em Azul Cueca

Mães mais que imperfeitas

Vida às Fatias

Generalista

A Gaffe e as Avenidas

Desabafos da Mula

E Agora? Sei Lá 

Just Smile

Maria das Palavras

Entretanto...

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #14

por Magda L Pais, em 14.12.17

passaros (1).jpg

Melhor presente de Natal que recebeste?

 

Ora vamos lá a ver se alguém advinha a resposta... vamos lá, todos ao mesmo tempo: Livros, pois claro. Seja em que altura for, se tem de haver presentes, são livros. Ou vales para comprar livros.

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #13

por Magda L Pais, em 13.12.17

passaros (1).jpg

Conta-nos as tradições do teu Natal

 

No dia 24, amassar e fritar as filhoses em família. Stressar a família toda enquanto eu própria grito "sou um burro stressado". Usar e abusar do açúcar e da canela. Jantar bacalhau com todos. Ouvir o meu pai dizer que estamos a cear mais cedo e toda a gente a dizer que ás 20h30/21h é hora de jantar e não de ceia. Entregar as prendas dos mais pequenos e fazer o sorteio da prenda de Natal secreta. Dormir!

No dia 25, viajar até Elvas, almoçar e abrir presentes. Conversar com a sogra, as cunhadas e os sobrinhos. Mesmo que um deles esteja na Holanda e se tenha de recorrer ao Skype. Viajar de regresso a casa e ir jantar ao chinês. Dormir!

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu tenho dois amores

por Magda L Pais, em 13.12.17

Hoje sinto-me em modo Marco Paulo e até pensei em pegar num microfone e começar a cantar, enquanto o micro salta de uma mão para a outra.

Não, não estou maluca de todo, estou apenas encantada (acho que encantada é dizer pouco) com o novo layout deste meu blog, particionado pela Gaffe assim como estava já encantada pelo layout do Stone Art Books que também foi feito por ela.

Os meus dois amores, os dois blogs, ambos lindíssimos, ambos eu própria e, tal como na famosa canção, sem saber de qual eu gosto mais.

A Gaffe, sem nunca me ter visto mais gorda ou mais magra, em mais carne que osso, sem falar comigo sem ser por email ou sem ser pelos posts que lemos uma da outra (e que comentamos pouco mas sabemo-nos sempre mutuamente presentes) acertou, mais uma vez na mouche. E nem pensou muito, afinal passou apenas uma semana desde que lhe pedi a nova decoração.

Não que não gostasse da anterior. Foram quase três anos dum layout que também me foi oferecido por alguém por quem tenho uma grande consideração, um layout que também me fez feliz e me fez sentir em casa. Mas, tendo nascido o Stone Art Books o fundo que este tinha, os livros, fazia menos sentido. Não que não continuem a ser o meu refúgio mas porque o meu refugio passou a ter casa própria. Aproveitei que estou de mudança de casa (fisicamente) e pronto, mudei também esta decoração. E nunca vou poder agradecer o suficiente a quem fez a primeira decoração e à Gaffe, que fez esta agora.

Aproveitei e mudei o nome do blog. Agora passa a ser apenas Stone Art, caindo o Portugal. Sem regionalismos e cheia de vontade de não me perder e de voltar a publicar todos os dias.

Contem-me tudo. Não acham que eu tenho razão em ter estes dois amores?

 

Entretanto...

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #12

por Magda L Pais, em 12.12.17

passaros (1).jpg

Qual é o lugar dos teus sonhos para um Feliz Natal?

 

Não é o lugar que interessa mas sim com quem estou. Desde que esteja com os que amo, com a minha família (de sangue e de coração) então tenho um Feliz Natal. Gostava (bem sei que é quase impossível) de um dia juntar todos - família e amigos - numa grande ceia de Natal. E isso sim, seria um Natal inesquecível. 

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #11

por Magda L Pais, em 11.12.17

passaros (1).jpg

O que é que adoras no Natal?

 

As decorações de Natal e estar com a família.

 

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #9

por Magda L Pais, em 09.12.17

passaros (1).jpg

Qual é a melhor parte do Natal?

 

A melhor parte do Natal é... o Natal, tal como expliquei aqui 

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #8

por Magda L Pais, em 08.12.17

passaros (1).jpg

Qual o livro ou livros que identificas com o Natal?

 

Ups que esta pergunta é, talvez, a mais abrangente. É que, para mim, todos os livros se podem identificar com o Natal. Livros identificam-se com tudo e tudo se identifica com o Natal. 

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Pássaros #7

por Magda L Pais, em 07.12.17

passaros (1).jpg

Qual a música ou músicas que identificas com o Natal?

 

Seguramente:

 

 

***

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra, a Just, a Mula, a Drama a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Jantar de Natal, já se inscreveram?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Conhecem o meu blog sobre livros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Passáros #4

por Magda L Pais, em 04.12.17

passaros (2).jpg

 Com quem gostarias de passar o próximo Natal?

Este ano, pelo Natal, vou ter cá em casa mais duas pessoas que são importantes para mim, o meu afilhado e a mãe dele. Mas vão faltar duas pessoas fundamentais - a minha avó e o meu avô - assim como os pais do meu tio Vasco que eram como meus avós também.

Mas não só. Se eu pudesse, se isso fizesse com que eles voltassem, era com eles que gostaria de passar o próximo Natal. E que trouxessem também o meu sogro e o meu cunhado. Ai sim, o Natal estaria completo.

 

***

 

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra,Just,Mula e a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Jantar de Natal, já se inscreveram?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Passáros #3

por Magda L Pais, em 03.12.17

passaros (1).jpg

 

Conta-nos episódios engraçados que se tenham passado no Natal contigo ou com a tua família

 

O meu avô sempre foi supersticioso. Por exemplo, quando éramos 13 à mesa... ele punha mais um prato. Houve um Natal que decidimos ficar todos a dormir na mesma casa, o que ia implicar camas no chão. Já eu estava quase a dormir quando o meu avô passou pela porta do quarto e viu que eu estava deitada com a cabeça para a porta. Daqui d'el rei que assim não pode ser que dá azar. E pronto, eu levantei-me para fazer a vontade ao avô, e voltei-me a deitar com os pés para a porta.

Passa a minha avó... credo, mas porque estás tu a dormir com os pés para a porta, quem se deita assim são os mortos, olha que isso dá azar. E eu - já a deitar fumo mas sem querer contrariar os velhotes, levantei-me e deitei-me com a cabeça para a porta.

O meu avô ouviu a minha avó (por acaso a mulher dele, mas adiante) e veio barafustar porque não se podia era dormir com a cabeça para a porta. Enfim, pegaram-se numa discussão acessa e eu que só queria era dormir...

(acabei por me ir deitar noutro quarto e ainda hoje não sei qual das duas posições dá azar. Para mim o azar foi mesmo adormecer mais tarde)

***

 

Alguns pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra,Just,Mula e a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Jantar de Natal, já se inscreveram?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Passáros #2

por Magda L Pais, em 02.12.17

passaros.jpg

 Quais foram os teus melhores Natais até agora?

Dada a minha excelente relação com o Natal (como contei aqui), acho que quase todos foram os melhores Natais, tirando os primeiros Natais que passamos sem alguém. A morte tem destas coisas. As primeiras festas com quem nos faz falta são as piores. Mas depois percebemos que eles, aqueles que morreram, continuam ali nas nossas recordações.

***

 

O bando dos pássaros, ou seja, eu, o Silent Man, a Alexandra,Just, e a Caracol resolveram responder a questões sobre o Natal. Acompanhem-nos todos os dias, a esta hora.

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Jantar de Natal, já se inscreveram?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Natal dos Passáros #1

por Magda L Pais, em 01.12.17

 

 

Diz que este é o mês de Natal. E vai daí lembramo-nos (porque, claramente, temos tempo livre #soquenao) de criar uma tag a ser respondida pelos pássaros. E quem são os pássaros que vão partilhar convosco um bocadinho do seu natal? bem, serei eu, a Alexandra,Just, a Caracol e vamos lá ver se mais pássaros se juntam.

Hoje é o primeiro dia e vamos cá estar todos os dias, até dia 25/12.

 

O que significa o Natal para ti?

O Natal só acaba se quisermos. O Natal é um estado de espírito.

In Quando a Neve Cai de John Green, Lauren Myracle e Maureen Johnson

 

Basicamente é isto que o Natal é, para mim. Um estado de espírito. São as recordações dos meus avós, dos pais do meu tio, do meu cunhado e do meu sogro. Das prendas que recebi (livros principalmente, vá-se lá saber porquê). Das discussões acerca da quantidade de prendas compradas para as crianças ou das horas a que se começa a comer. É o meu avó a tratar do bacalhau e, ao mesmo tempo, do bife para o neto que não gostava de peixe.

Natal são as filhoses. Amassadas por nós, fritas durante a tarde do dia 24, enquanto eu, para irritar toda a gente, vou roubando uns pedaços aqui e ali, metendo açúcar e canela (em excesso) e, vou dizendo sou um burro stressado

Natal é o leite creme que a minha tia fazia como ninguém. É o arroz doce e o doce de grão antes de ser enfiado dentro da massa para se fritar. E é a minha mãe a correr comigo da cozinha porque daqui a nada não há doce para as azevias.

Natal são os meus filhos rodeados de prendas. É o sorriso de orelha a orelha de quando, o meu gaiato, aos quatro ou cinco anos, recebeu uma mota eléctrica. Ou quando ela teve o seu primeiro telemóvel. Natal sou eu sentada ao pé das prendas a querer abri-las logo a seguir ao jantar porque queria ir dormir.

É a minha filha, escondida debaixo da mesa, à espera que o Pai Natal desça as escadas para distribuir as prendas e é o meu filho, no seu primeiro Natal, a chorar de pânico quando via um Pai Natal (até ao momento em que viu o tio a vestir-se de Pai Natal).

É o meu tio, a sair de casa para beber um café e voltar vestido de Pai Natal, montado num burro de peluche que era a minha perdição.

São a minha avó e a avó Inês a dizer que, por nos rirmos muito e estarmos felizes, estávamos bêbedas, apesar de termos 10 ou 12 anos.

São as canções de Natal,  desafinadas cantadas, ao jantar e ao almoço. É viajar até casa dos meus sogros e sentir, pelo meio, que quero ir mas também quero ficar. É comer arroz de miúdos de peru (que nunca chega para todos por mais quantidade que se faça). É tirar metade do salame da boca da Saphira porque a outra metade já ela comeu.

Natal é a minha filha a comer Ferreros como se não houvesse amanhã, enquanto cola os selinhos na traseira do telemóvel. É não ter espaço no carro para trazer tudo para casa mas trazer, no coração, aquilo que realmente importa.

É continuar a colocar, todos os anos, uma embalagem de chocolates Merci na mesa de Natal porque eram os chocolates que a minha avó mais gostava, e lembrar que houve um ano, enquanto ela era viva, que corrermos os hipermercados todos e não os conseguimos encontrar.

É ver a minha sobrinha mais nova e pensar que os bisavós não a conheceram mas que iam adorar - ambos - ter uma Inês na família. É olhar para o meu sobrinho Manuel e pensar que foi o último que o meu avó pegou ao colo, pouco tempo antes do Natal. É lembrar-me desse Natal, sem o bigode do meu avó mas com um Martim a crescer na minha barriga e duas crianças pequenas que precisavam que o festejássemos.

Natal é andar atrás dos meus filhos, a partir de Outubro, a dizer que quero colocar as decorações de Natal e eles olharem para mim como se eu tivesse problemas sérios. É estar a familia toda a fazer a arvore e a decorar a casa (que este ano vai ser bem mais tarde que estamos de mudança de casa) e é, depois, em Janeiro, guardar as decorações, sabendo, de antemão, que há sempre alguma coisa que fica.

Que fica... na casa, no coração, no espirito. Porque, afinal, o Natal é um estado de espirito, não é?

 

Entretanto...

Já votaram nos Sapos do Ano 2017

Jantar de Natal, já se inscreveram?

Que esperam para me acompanhar no facebook e no instagram?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.