Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Tradições de Natal

por Magda L Pais, em 16.12.15

Natal.jpg

Sou fã incondicional do Natal. Para mim haveria Natal duas ou três vezes por ano. Não para estar com a família, felizmente pertenço a uma família que só se junta por duas razões - por tudo e por nada - mas por tudo o que o rodeia: as músicas, os doces, a árvore de Natal... Adoro tudo, mas mesmo tudo o que diz respeito ao Natal.

Nós levamos o Natal à séria, e por nós, leia-se toda a família.

Em finais de Outubro começamos a trocar emails entre todos para se combinar as prendas - hoje em dia só a geração mais nova recebe presentes. Pais, tios, avós e tios-avós juntam-se para comprar as prendas que os mais novos querem. Deixamos que escolham o que querem (se já o conseguirem fazer) e depois todos entram na prenda de todos. Acabamos por conseguir oferecer prendas melhores do que se as déssemos individualmente e os miúdos ficam todos contentes por terem o que efectivamente querem. Para os mais velhos, cada um compra um presente unissexo, de um valor fixo que depois é sorteado na noite de Natal.

Normalmente gosto de ir comprar as prendas das crianças. Mas este ano acabei por ter de passar a tarefa à minha irmã mais nova. Em meados de Novembro já as prendas estão compradas, embrulhadas e guardadas.

No dia 24 começamos cedo. Por volta das 10h já estamos em movimento, o Natal não é só jantarmos juntos. É fazermos tudo juntos - as filhoses, os doces, os patés, o bacalhau. Fazendo tudo em conjunto acaba por ser mais fácil e divertimo-nos muito mais. Como eu detesto cozinhar, deixo essa parte a quem sabe, mas claro que as filhoses são as da tia. O doce de grão é da mãe. Conseguem adivinhar o que faço eu? controlo de qualidade, pois claro. Provo tudo para desespero das cozinheiras. Mas sem esse controlo... como é que podiam saber que estava bem feito? obviamente que o meu papel é fundamental.

E stresso toda a gente. Mais não seja porque ando atrás do pessoal a comer, ai, perdão, a provar as coisas. Se reclamam... eu começo armada em burro do Shreck e grito: Sou um burro stressado!!! as risadas que se seguem valem tanto a pena!

À mesa, e enquanto jantamos, há sempre lugar a cantorias de Natal. Sim, eu, que tenho uma excelente voz para escrever à máquina, canto imenso na noite de Natal. Seguem-se as prendas - e não, não esperamos pela meia noite. Arrumamos a cozinha, bolos e doces na mesa e pronto, venham as prendas. Há sempre um pai Natal ou uma mãe Natal a fazer a entrega e a fazer o sorteio. Aos poucos, primeiro os miúdos depois o sorteio e assim nos vamos entretendo.

Apesar de sermos muitos, faltam-nos quatro pessoas. Os meus avós e os pais do meu tio. Acredito que estão por lá em todos os pensamentos, mas falta-nos a presença física. O que me leva a contar-vos uma história para terminar.

A minha avó era fã incondicional de chocolates Mercy. Todos os anos, no Natal, fazia questão que tivéssemos uma embalagem desses chocolates em casa. Lembro-me de, num determinado Natal, o raio dos chocolates estavam esgotados em quase todos os lados e eu tive de ir a vários hipermercados à procura até que acabei por encontrar uma embalagem das pequenas.

Essa memória é recordada todos os anos. Infelizmente a minha velhota já morreu mas os chocolates Mercy estão sempre presentes na noite de Natal. Mesmo que ninguém os coma, a caixa está lá.

E vocês, quais as vossas tradições de Natal?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


19 comentários

Imagem de perfil

Maria das Palavras a 16.12.2015

Ui...isso dá todo um post. Mas assim resumidamente: no Natal ficamos loucos. Há bacalhau, teatros, filmes de Natal na TV a que ninguém liga e muito barulho e doces até à meia-noite. Nessa altura fazemos o sorteio da primeira prenda entre todas as pessoas da casa e depois as mais novas vão distribuindo as outras, uma a uma, num processo demorado, cheio de risota e obrigados. Há sempre muitas prendas, porque com ou sem crise, embrulhamos tudo. Acho que nesse sentido é ao contrário. As prendas podem não ser uito valiosas, mas são muitas para encher a noite e termos mais oportunidade de "dar" e "receber". A prenda é no fundo um token de afecto (pode ser a coisa mais inútil do mundo feita com as nossas mãos). E nós não resisitimos a ter muitos :D
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.12.2015

e Música no Coração? vêem esse filme? faz também parte da nossa tradição de Natal. Isso e eu lavar a loiça :p
Imagem de perfil

Maria das Palavras a 17.12.2015

Vemos não necessariamente no Natal. Mas eu adoro esse filme!!!
Imagem de perfil

Magda L Pais a 17.12.2015

eu tambem! assim como o Mary Poppins
Imagem de perfil

The Daily Miacis a 16.12.2015

Comer guylian e jogar monopolio, enquanto tenho a Disney Channel ou outro canal com um filme de Natal, ligado. :)
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.12.2015

jogar monopólio também faz parte das minhas tradições. mas das férias de verão :D
Sem imagem de perfil

Anónimo a 16.12.2015

Comentário apagado.
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.12.2015

finas e com muito açúcar e canela :p
Imagem de perfil

Just_Smile a 16.12.2015

É tão bom :) Aqui por casa também só se dá prendas aos mais pequenos, depois pais e irmãos, os tios e primos mais velhos já não recebem nadinha que já somos demasiado.
Este ano as minhas tradições alteraram-se por várias situações familiares que ocorreram ao longo do ano. Sinceramente? Não sei como irá correr estas transformações de um ano para o outro, mas a ver vamos...
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.12.2015

Pois, às vezes as tradições alteram-se. O importante é que corra bem. Vais ver que vai ser bom
Imagem de perfil

Just_Smile a 16.12.2015

Ah sim, diferente mas bom :)
Sem imagem de perfil

Paulo Vasco Pereira a 16.12.2015

Adorei o pormenor dos Merci. Que estes continuem na vossa mesa por muitos anos.
Imagem de perfil

Magda L Pais a 16.12.2015


A nossa matra(i)ca merece esta e todas as homenagens que lhe possamos fazer


Obrigado Paulo! um beijinho
Sem imagem de perfil

Ana a 17.12.2015

E por falar em tradições de Natal. Muito obrigada pela minha prenda, meu Pai Natal Secreto Image. Adorei, já lhe dediquei um post.
Quanto a tradições infelizmente somos menos (por questões idiotas), mas eu também respiro Natal por todos os poros. Mas só eu é que canto.
E como adoro cozinhar, estou nas minhas 7 quintas. A véspera costuma ser cá em casa, só eu, os meus pais e a minha avó. Costumo fazer aletria, pastéis de bacalhau, filhós à moda da terra da minha avó e estas já com a supervisão dela, a minha mãe ocupa-se da rabanadas e de resto compramos mais algumas coisas. O bacalhau cozido é tradição ao jantar e depois também abrimos os presentes cedo, quando tudo está arrumado.
No dia de Natal o almoço é fora em casa de tios e no dia 26 a festa continua porque a minha mãe faz anos e é um dia em que já deitamos açúcar pelos olhos e achamos que ela podia ter escolhido outra data para nascer..
Imagem de perfil

Magda L Pais a 17.12.2015

mas que mania que algumas pessoas tem de nascer nesta altura... a mãe dum dos meus colegas fazia anos a dia 24. Ninguem merece!
Olha, já eu odeio cozinhar eheheheheh


Ainda bem que gostaste da prenda :D :D
Sem imagem de perfil

Ana a 17.12.2015

O irmão da minha amiga mais chegada também nasceu a 24 de Dezembro Image. Não lhes gabo a sorte. Eu cá faço a 27 de Junho, quase meio ano certo entre o Natal.
Não gostei...Adorei Image
Imagem de perfil

Magda L Pais a 17.12.2015

credo, coitado! 
eu faço anos a 26 de Novembro. Pronto, é um mês antes do Natal, é menos problemático
Imagem de perfil

Alexandra a 20.12.2015

Por mim havia, no mínimo um Natal por mês ;)
As minhas tradições já as contei aquiImage
Imagem de perfil

Magda L Pais a 21.12.2015

olha, fazemos um abaixo assinado?
Imagem de perfil

Alexandra a 27.12.2015

Sim... Não há um site específico para fazer petições? ;)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.