Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Viagens, o livro

por Magda L Pais, em 25.05.15

Era uma vez uma menina que tinha um sonho. Quer dizer, ela tinha vários, como todas as crianças. Mas havia um que era o seu maior sonho. Ter uma biblioteca. Essa menina adorava ler. Começou com livros aos quadradinhos, depois os livros de aventura dos Cinco, dos Sete... Patrícia, o Colégio das Quatro Torres.. eram tantos mas ela lia-os todos. Se lhe ofereciam livros no Natal... no Ano Novo já perguntava se não havia mais.

A menina cresceu. E os livros continuavam a acompanhá-la, assim como sonho também. Um dia teria uma biblioteca para poder ter os livros todos que sonhava. Porque agora, já adulta, não esperava que lhe oferecessem livros - se bem que continuava a ser a sua prenda preferida. Ela comprava-os. E lia, lia sempre.

Mais tarde descobriu a internet. E com ela um site onde vários autores, mais ou menos conhecidos, iam publicando alguns textos e onde era permitida a interacção entre os escritores e os leitores. E a menina, já adulta, inscreveu-se no site para poder ler e, eventualmente, comentar.

Um dia, comentaram o seu comentário. E dai para a frente foram sempre comentando o que ela dizia e desafiando-a para que, para além de comentar, que participasse com textos dela. E, num momento oportuno, ela contou a história de amor dos seus avós. Mais textos se foram seguindo, e a menina, agora adulta, que sempre tinha sonhado ler, agora também escrevia.

Em 2009 veio o primeiro convite. Uma editora convidou-a a partilhar, num livro, as experiências, positivas e negativas, que tinha na internet. Afinal ela já a usava desde 1998. E nasceu Vida na Internet, o primeiro livro. O sonho de ter uma biblioteca mantinha-se, mas agora essa biblioteca tinha um livro dela.

E ela continuou a escrever. No site e no blog que lhe tinham criado.

Em 2011 novo convite. Publicar as crónicas que tinha colocado no blog. E nasceu o livro Episódios Geométricos.

Dizem que há três coisas que o ser humano deveria fazer na sua vida: plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. Ela já tinha dois filhos, já tinha plantado várias árvores e já tinha editado dois livros. Só não tinha ainda a biblioteca com que sempre sonhara.

Por estas ou aquelas razões, essa menina, já adulta, deixou de escrever. 

E depois voltou a fazê-lo. Mudou o blog de plataforma, veio para o Sapo, onde se sente em casa e onde é muito acarinhada - por outros bloguistas e pela equipa. E continuou a escrever.

No dia em que fez 16.436 dias a menina, adulta que sou eu, recebeu mais um convite da editora, para que editasse mais um livro, Viagens de seu nome.

sem badanas.jpg

e que verá a luz do dia, no dia 18 de Junho, às 18h30, no Auditório do Campo Grande em Lisboa (Campo Grande 56, perto de Entrecampos) e que será apresentado por Fernanda Palmeira, da Roda dos Livros.

Este livro é ainda mais especial porque conta com o prefácio de M.J. e as palavras finais de Maria das Palavras, M*, Sofia Margarida, Nice, Nathy e BataeBatom.

E sobre este livro, diz a sinopse:

O que pode haver, em comum, entre denúncias ao Facebook, livros, escritores, viagens ou peditórios?

Nestas Viagens, de Magda Pais, pode encontrar de tudo isso. A autora leva-nos a conhecer as suas opiniões sobre estes temas e outros, numa viagem pelo mundo que também é dela. São trinta e oito crónicas que nos levam a reflectir sobre outros tantos temas.

Conte, neste livro, com uma viagem através de uma versátil compilação de reflexões, testemunhos, memórias, críticas e opiniões. Serão guiados por uma autora bem-humorada, que, em todos os seus textos, revela algumas características da sua personalidade: espontânea, simpática, sincera e expressiva.

Convite.jpg

 Espero vê-los por lá.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

B♥ a 25.05.2015

Muitos parabéns Magda!!
Beijinho 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.