Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Vida Profissional vs Vida Pessoal

por Magda L Pais, em 17.03.15

vidapessoal-e-trabalho.jpg

Ontem foi um dia complicado para mim. Há Decisões difíceis que não queremos tomar mas que acabamos por ter de o fazer, depois de pormos o nosso próprio egoísmo para trás das costas e pensarmos no que é melhor para os animais que amamos. A qualidade de vida deles deve estar sempre em primeiro lugar. No caso do Pata Branca não ia haver qualidade de vida e, por isso, a decisão familiar foi unânime. Às 20h tivemos com ele para nos despedirmos e depois fiquei com ele até ao fim.

Ao longo do dia pensei várias vezes nesta decisão e acredito que, profissionalmente, não terei dado o melhor de mim. Afinal sou humana e tenho sentimentos que nem sempre se conseguem por de lado. Quando entro à porta do meu local de trabalho não tenho um cofre ou um armário onde guardar o que sinto para depois, à hora da saída, voltar a pegar nos sentimentos e levá-los para casa. E, em sentido contrário, os problemas do trabalho vão, muitas vezes, comigo para casa (tanto que já me aconteceu – mais vezes do que possam imaginar – mandar emails a mim mesma para me recordar de qualquer coisa que ficou por fazer ou qualquer solução para um problema que surgiu durante o dia).

Felizmente trabalho numa instituição que – quanto a mim – valoriza as pessoas e que não nos trata como máquinas, o que facilita imenso esta dinâmica vida pessoal/profissional e, por isso mesmo, fiquei horrorizada com a história que uma amiga me contou e que vou partilhar convosco.

Aqui há uns dias, os filhos e o marido dessa minha amiga estavam doentes e ela precisava de ir para casa com urgência para lhes dar assistência. Só que tinha uma reunião marcada para as 17h que era inadiável. Conseguiu que a mãe dela ficasse com a família em casa enquanto ela despachava a reunião. No início da reunião pediu que a reunião fosse o mais breve possível porque precisava de sair do escritório por volta das 18h30 para ir dar assistência à família. A chefe não lhe disse nada, pois que entendia a situação mas uma das clientes levou a mal e teve o desplante de lhe “atirar em cara” que não percebia como é que alguém que se dizia profissional punha a vida familiar á frente da vida profissional e ainda acrescentou que também tinha filhos menores e que uma até estava doente e ela estava ali!!!

Não consigo descrever com exactidão aquilo que pensei sobre esta senhora, que afirma, com orgulho, que é mais profissional que mãe. Que entende que a família deve estar sempre em segundo lugar – depois do emprego. Que género de pessoa pensa assim ou que se ofende por alguém pensar nos filhos e no marido antes do trabalho? Terá vida? Ou será que a vida dela é o trabalho, só o trabalho e que vê os filhos como uma obrigação?

Não me entendam mal, eu gosto imenso de trabalhar e adoro o meu trabalho. Tenho colegas e chefes com que me dou bem e dos quais não desgosto. Mas primeiro está a minha Família – a de duas e a de quatro patas – e só depois o trabalho. Mas pelos vistos não sou a única, e ainda bem.

A minha amiga pode ter perdido uma cliente. Mas curioso é que a chefe dela não se importa. E ela também não. E eu posso dizer que tenho orgulho na atitude da minha amiga, que teria sido a minha na mesma situação.

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Imagem de perfil

De Life Inc a 17.03.2015 às 10:29

Já me aconteceu isso inúmeras vezes. Não tanto agora - vantagem de trabalhar por conta própria - mas no passado. Pessoas que não respeitam a vida pessoal dos outros e acham que temos de estar sempre disponíveis 24h por dia. É um abuso mas a verdade é que há muitos trabalhadore que se deixam abusar porque ainda há aquele estigma de que a vida profissional é que interessa e quem cumpre horários é mal visto pelo patrão. Gostava de saber o que a família dessa senhora teria a dizer da resposta dela, gostava, gostava!

xoxo
cindy
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.03.2015 às 12:01

eu, por acaso, tambem tenho essa curiosidade - que dirão os filhos e o marido da atitude desta senhora?
Sem imagem de perfil

De Olívia a 17.03.2015 às 11:20

É mesmo muito complicado quando comentários desses vêm justamente de MULHERES!!!


Quanto à decisão difícil, bem sei que não é fácil, a minha sogra fartou-se de chorar quando o cão dela, que já tinha epilepsia ficou idoso... deixou de andar e "chorava" dia e noite... a veterinária disse que ele só sofria e ela tomou a tal decisão, pediu-lhe desculpa, agarrou nele ao colo embrulhado num cobertor e foi ao consultório a  chorar. Quando lá chegou a veterinária pegou nele e disse - o seu cãozinho já não está vivo... morreu pelo caminho... :( foi muito triste...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.03.2015 às 12:03

Eu acho que não consigo entender esta atitude seja de homens ou de mulheres.  A família, quer para uns quer para outros, deverá estar sempre em primeiro lugar e não em último.


São decisões difíceis , sim, mas necessárias para o bem estar daqueles a quem queremos bem. é necessário, nestas alturas, por o nosso egoísmo de parte. Por mais que nos custe
Imagem de perfil

De Sofia Margarida a 17.03.2015 às 11:20

É pena que ainda existam tantos locais de trabalho assim :/ e pessoas...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.03.2015 às 12:04

tens razão sim. Ainda há demasiada gente a pensar assim
Sem imagem de perfil

De Cris a 17.03.2015 às 11:51

Uma coisa te digo: não gostava de ter uma cliente assim...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.03.2015 às 12:04

Nem eu. Nem eu
Imagem de perfil

De Mar Português a 17.03.2015 às 12:55

Nisso tenho muita sorte. Nunca tive qualquer problema quando precisei de faltar por motivos familiares. Mas há muitas pessoas que não tem essa sorte ou que, pior, são como essa senhora. Claramente, tem as prioridades trocadas.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 17.03.2015 às 13:26

eu acho que é precisamente isso - mais um caso de prioridades trocadas. Nem sequer me parece que a senhora em causa tenha chefes que a "obriguem" a este tipo de atitudes
Imagem de perfil

De Maria das Palavras a 17.03.2015 às 19:14

Porque a qualidade na profissão está muito (MUITO) além do ordenado.
Quanto ao Pata Branca não comentei no outro dia, que não estava no pc, mas quis fazê-lo: dizer que entendo, que passámos pelo mesmo em família e tivemos de decidir assim (http://daspalavras.blogs.sapo.pt/o-pior-de-se-ter-um-caozinho-de-82352).
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 09:15

Precisamente por a qualidade do trabalho não ter a ver com o ordenado é que acho que a atitude da minha amiga (e a da chefe) foram as melhores Image

Sim, lembro-me desse post e de como fiquei com o coração apertado ao lembrar-me dos meus coelhos e das cadelas.... mas fizemos, ambas, pelo melhor, sem dúvida
Imagem de perfil

De Vanessa a 17.03.2015 às 19:15

De certeza que essa cliente tem uma empregada ou alguém a tomar conta dos filhos. A não ser que seja uma completa descuidada com a família, parece-me a melhor opção.
Mas há gente assim, não contente com as vidinhas de, desculpa o termo, merda que têm, fazem o favor de afundar ainda mais a dos outros. Sempre a mesma coisa.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 09:16

Infelizmente muitas estão na segunda leva - não querem mesmo saber dos filhos, eles que se desenrasquem que elas tem mais de fazer. 
Imagem de perfil

De Vanessa a 18.03.2015 às 13:11

É por isso que depois se tornam os pré-adolescentes e adolescentes que se vêem por aí.
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 13:44

Exactamente! começa tudo na falta de apoio da familia
Imagem de perfil

De Just_Smile a 17.03.2015 às 19:19

Lamento muito, é sempre uma perda, mas temos de pensar que está melhor agora...
Quanto a isso,acho muito complicado não misturarmos sentimentos com trabalho, por muito que se tente manter distante é quase impossível...
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 09:17

é impossível não misturar as coisas de vez em quando. Afinal somos humanos, não é? (uns mais que outros, pelos vistos)
Imagem de perfil

De Just_Smile a 18.03.2015 às 19:55

Sim, reforça a parte de uns mais que outros :P
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 19:58

ahahhahaha pois. é mesmo isso Image
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 18.03.2015 às 04:39

Conheço espécimes assim, e também não compreendo, mas tenho cá para mim que há alguns só têm família para a fotografia, porque o tempo que lhe dedicam é quase nulo!
Imagem de perfil

De Magda L Pais a 18.03.2015 às 09:18

também és capaz de ter razão sim. 

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.